Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Iraque: seqüestradores acusam oito chineses de trabalhar para os EUA


Da AFP

19/01/2005 | 08:17


Os oito chineses seqüestrados na terça-feira no Iraque são acusados por seus captores de terem trabalhado na construção de instalações norte-americanas, informou a imprensa chinesa, ao mesmo tempo que o governo do país pede a seus cidadãos que não viajem ao país árabe.

"Capturamos estes chineses quando tentavam abandonar o Iraque. Os interrogatórios mostraram que trabalhavam para uma das empresas chinesas que participam da construção de instalações americanas no Iraque", declarou um seqüestrador, que ao que tudo indica pertence à brigada Nuamaan do Movimento de Resistência Islâmica, citado pelo China Daisy.

O seqüestro aconteceu dois dias antes da visita a Pequim de um dos vice-presidentes do Iraque, Roj Nuri Shawis. Os criminosos exigem que a China esclareça sua política em relação ao Iraque. Oficialmente, Pequim pediu no ano passado que as empresas chinesas abandonassem o Iraque por causa dos problemas de segurança.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Iraque: seqüestradores acusam oito chineses de trabalhar para os EUA

Da AFP

19/01/2005 | 08:17


Os oito chineses seqüestrados na terça-feira no Iraque são acusados por seus captores de terem trabalhado na construção de instalações norte-americanas, informou a imprensa chinesa, ao mesmo tempo que o governo do país pede a seus cidadãos que não viajem ao país árabe.

"Capturamos estes chineses quando tentavam abandonar o Iraque. Os interrogatórios mostraram que trabalhavam para uma das empresas chinesas que participam da construção de instalações americanas no Iraque", declarou um seqüestrador, que ao que tudo indica pertence à brigada Nuamaan do Movimento de Resistência Islâmica, citado pelo China Daisy.

O seqüestro aconteceu dois dias antes da visita a Pequim de um dos vice-presidentes do Iraque, Roj Nuri Shawis. Os criminosos exigem que a China esclareça sua política em relação ao Iraque. Oficialmente, Pequim pediu no ano passado que as empresas chinesas abandonassem o Iraque por causa dos problemas de segurança.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;