Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Verão em Iguape


Patricia Zwipp
Especial para o Diário

08/01/2009 | 07:00


Iguape é outro recanto do Litoral Sul que recebe muitos turistas durante a alta temporada. A cidade tem aproximadamente 70% de área natural protegida, repleta de rios, morros, manguezais e cachoeiras.

E como verão é sinônimo de descanso na praia, Iguape oferece a da Barra do Ribeira/Juréia. Localizada a 18 quilômetros do Centro, onde o Rio Ribeira deságua no mar, é indicada para a pesca, prática de surfe e passeios de barco e caiaque.

Outros atrativos são o Rio Suamirim e o Rio Ribeira de Iguape. Além da estrada, o acesso à comunidade que mantém raízes caiçaras conta também com o charme da travessia por ferry-boat.

Para quem gosta da energia das águas doces, a cidade tem as Cachoeiras do Despraiado. O local só pode ser visitado com acompanhamento de monitores ambientais.

Admirar as belas paisagens também não pode ficar de fora do roteiro da viagem. Do Mirante do Cristo Redentor, localizado no Morro do Espia, avista-se a parte urbana de Iguape, a Ilha Comprida, o Estuário Lagunar do Mar Pequeno, o Valo Grande e, ao longe, Cananéia e a Ilha do Cardoso.

O acesso pode ser feito com carro de passeio, motos, bicicletas ou a pé. É um dos pontos de partida para a Trilha Ecológica do Morro do Espia, que possui cerca de dois quilômetros de extensão.

HISTÓRIA - Não são só as belezas naturais que fazem parte dos atrativos da cidade. Até mesmo um passeio pelas ruas estreitas revela detalhes da história de Iguape. O Centro Histórico é tombado e conta com mais de 60 imóveis, como casarões e igrejas em estilo colonial português.

O conjunto de construções retrata o ciclo do arroz, período de grande desenvolvimento econômico da cidade. É no Centro Histórico que está instalado o Museu Histórico e Arqueológico, que funciona no prédio que abrigou a primeira casa de fundição de ouro do Brasil.

ECOTRAVESSIA - Uma dica para os aventureiros de plantão é uma ecotravessia, marcada para o dia 18 e realizada no Canal do Mar Pequeno, entre Iguape e Ilha Comprida. Os participantes podem escolher entre dois percursos: de 500 metros ou de 1,5 quilômetro.

Além da competição de natação, os atletas conferem uma palestra sobre o potencial de ecoturismo da cidade e participam de uma visita monitorada a alguns pontos turísticos da região.

Os três primeiros colocados nas categorias masculina e feminina serão premiados com troféus e os outros receberão medalhas. Os interessados podem garantir uma vaga até o dia 14 pelo site www.ativo.com e o valor da inscrição é de R$ 35.

Cidade é marcada por fé e tradição

A fé também atrai visitantes à cidade. A Basílica do Senhor Bom Jesus de Iguape, por exemplo, foi construída por escravos entre os séculos 18 e 19. No templo em estilo Barroco, estão as imagens do Bom Jesus das Neves, padroeiro da cidade.

Conta a história que em uma gruta de Iguape foi lavada a imagem do Senhor Bom Jesus de Iguape. Por isso, o espaço, pertencente ao Parque Florestal Municipal do Morro do Espia, recebe milhares de visitantes durante o ano, especialmente durante a festa em homenagem ao santo, realizada entre 28 de julho e 6 de agosto.

O Museu de Arte Sacra, instalado na Igreja de Nossa Senhora do Rosário - erguida no século 18 -, tem em seu acervo mais de 100 peças, como imagens de santos, pratarias e relíquias da história religiosa da cidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Verão em Iguape

Patricia Zwipp
Especial para o Diário

08/01/2009 | 07:00


Iguape é outro recanto do Litoral Sul que recebe muitos turistas durante a alta temporada. A cidade tem aproximadamente 70% de área natural protegida, repleta de rios, morros, manguezais e cachoeiras.

E como verão é sinônimo de descanso na praia, Iguape oferece a da Barra do Ribeira/Juréia. Localizada a 18 quilômetros do Centro, onde o Rio Ribeira deságua no mar, é indicada para a pesca, prática de surfe e passeios de barco e caiaque.

Outros atrativos são o Rio Suamirim e o Rio Ribeira de Iguape. Além da estrada, o acesso à comunidade que mantém raízes caiçaras conta também com o charme da travessia por ferry-boat.

Para quem gosta da energia das águas doces, a cidade tem as Cachoeiras do Despraiado. O local só pode ser visitado com acompanhamento de monitores ambientais.

Admirar as belas paisagens também não pode ficar de fora do roteiro da viagem. Do Mirante do Cristo Redentor, localizado no Morro do Espia, avista-se a parte urbana de Iguape, a Ilha Comprida, o Estuário Lagunar do Mar Pequeno, o Valo Grande e, ao longe, Cananéia e a Ilha do Cardoso.

O acesso pode ser feito com carro de passeio, motos, bicicletas ou a pé. É um dos pontos de partida para a Trilha Ecológica do Morro do Espia, que possui cerca de dois quilômetros de extensão.

HISTÓRIA - Não são só as belezas naturais que fazem parte dos atrativos da cidade. Até mesmo um passeio pelas ruas estreitas revela detalhes da história de Iguape. O Centro Histórico é tombado e conta com mais de 60 imóveis, como casarões e igrejas em estilo colonial português.

O conjunto de construções retrata o ciclo do arroz, período de grande desenvolvimento econômico da cidade. É no Centro Histórico que está instalado o Museu Histórico e Arqueológico, que funciona no prédio que abrigou a primeira casa de fundição de ouro do Brasil.

ECOTRAVESSIA - Uma dica para os aventureiros de plantão é uma ecotravessia, marcada para o dia 18 e realizada no Canal do Mar Pequeno, entre Iguape e Ilha Comprida. Os participantes podem escolher entre dois percursos: de 500 metros ou de 1,5 quilômetro.

Além da competição de natação, os atletas conferem uma palestra sobre o potencial de ecoturismo da cidade e participam de uma visita monitorada a alguns pontos turísticos da região.

Os três primeiros colocados nas categorias masculina e feminina serão premiados com troféus e os outros receberão medalhas. Os interessados podem garantir uma vaga até o dia 14 pelo site www.ativo.com e o valor da inscrição é de R$ 35.

Cidade é marcada por fé e tradição

A fé também atrai visitantes à cidade. A Basílica do Senhor Bom Jesus de Iguape, por exemplo, foi construída por escravos entre os séculos 18 e 19. No templo em estilo Barroco, estão as imagens do Bom Jesus das Neves, padroeiro da cidade.

Conta a história que em uma gruta de Iguape foi lavada a imagem do Senhor Bom Jesus de Iguape. Por isso, o espaço, pertencente ao Parque Florestal Municipal do Morro do Espia, recebe milhares de visitantes durante o ano, especialmente durante a festa em homenagem ao santo, realizada entre 28 de julho e 6 de agosto.

O Museu de Arte Sacra, instalado na Igreja de Nossa Senhora do Rosário - erguida no século 18 -, tem em seu acervo mais de 100 peças, como imagens de santos, pratarias e relíquias da história religiosa da cidade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;