Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Prefeitos petistas foram ameaçados por carta em novembro; 5 sofreram violência


Fernão Silveira
Do Diário OnLine

19/01/2002 | 00:59


Pelo menos 15 prefeitos petistas no Estado de São Paulo, senadores e deputados da legenda foram ameaçados de morte no ano passado por um grupo que se denominava Frente de Ação Revolucionária Brasileira (Farb). Em uma carta enviada em novembro a 37 prefeitos do PT no Estado, inclusive a Celso Daniel, prefeito de Santo André, seqüestrado na noite desta sexta-feira em São Paulo, o grupo reivindicava a autoria do assassinato de Antônio da Costa Santos (o Toninho do PT, ex-prefeito de Campinas).

Na correspondência, a Farb dizia ter nascido em 1998, na Grande São Paulo, para acabar com "políticos ligados à esquerda que estão se aproximando de partidos de centro-direita". A suposta milícia, em uma carta confusa e cheia de erros de português, disse ter nascido com sete pessoas e que contava, em novembro do ano passado, com cerca de 50 militantes ativos, dispostos a "lutar por um Estado justo e sem desigualdades".

A carta chegou aos perfeitos em 13 de novembro, dois dias depois da tentativa de seqüestro de Airton Luiz Montanher, prefeito de Ribeirão Corrente (428 km ao Norte de São Paulo). Na ocasião, um grupo fortemente armado invadiu a fazenda em que Montanher estava e não conseguiu capturá-lo. A polícia interveio a tempo e evitou a captura.

Além de Toninho e Montanher, foram alvos de violência os prefeitos de Embu das Artes, Geraldo Leite da Cruz (atentado à bomba), Catanduva, Félix Sahão Júnior (atentado a tiros) e o vereador petista de Santos Fausto Figueira de Mello Júnior (que teve o carro alvejado por três tiros).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeitos petistas foram ameaçados por carta em novembro; 5 sofreram violência

Fernão Silveira
Do Diário OnLine

19/01/2002 | 00:59


Pelo menos 15 prefeitos petistas no Estado de São Paulo, senadores e deputados da legenda foram ameaçados de morte no ano passado por um grupo que se denominava Frente de Ação Revolucionária Brasileira (Farb). Em uma carta enviada em novembro a 37 prefeitos do PT no Estado, inclusive a Celso Daniel, prefeito de Santo André, seqüestrado na noite desta sexta-feira em São Paulo, o grupo reivindicava a autoria do assassinato de Antônio da Costa Santos (o Toninho do PT, ex-prefeito de Campinas).

Na correspondência, a Farb dizia ter nascido em 1998, na Grande São Paulo, para acabar com "políticos ligados à esquerda que estão se aproximando de partidos de centro-direita". A suposta milícia, em uma carta confusa e cheia de erros de português, disse ter nascido com sete pessoas e que contava, em novembro do ano passado, com cerca de 50 militantes ativos, dispostos a "lutar por um Estado justo e sem desigualdades".

A carta chegou aos perfeitos em 13 de novembro, dois dias depois da tentativa de seqüestro de Airton Luiz Montanher, prefeito de Ribeirão Corrente (428 km ao Norte de São Paulo). Na ocasião, um grupo fortemente armado invadiu a fazenda em que Montanher estava e não conseguiu capturá-lo. A polícia interveio a tempo e evitou a captura.

Além de Toninho e Montanher, foram alvos de violência os prefeitos de Embu das Artes, Geraldo Leite da Cruz (atentado à bomba), Catanduva, Félix Sahão Júnior (atentado a tiros) e o vereador petista de Santos Fausto Figueira de Mello Júnior (que teve o carro alvejado por três tiros).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;