Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Onda de violência é culpa do governo federal, diz José Dirceu


Do Diário OnLine

19/01/2002 | 15:30


O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), José Dirceu, culpou neste sábado o governo federal pela onda de violência que atinge o país. Segundo Dirceu, ele mesmo entregou pessoalmente ao ministro da Justiça, Aloysio Nunes, em dezembro de 2001, um dossiê relatando 72 atentados, ameaças de morte ou assassinatos a políticos do PT.

“Esse seqüestro é a pior notícia que poderíamos receber. Se acontecer alguma coisa com o Celso Daniel, a responsabilidade é do governo. Eu levei um dossiê ao ministro. E o que o governo fez? Não fez nada. E eu sou testemunha disso. Estamos assistindo à escalada sem precedentes do crime organizado e do narcotráfico e o governo está imobilizado’, afirmou o presidente do PT.

O documento foi elaborado logo depois que o prefeito de Campinas, Antonio da Costa Santos, Toninho do PT, foi assassinado, em setembro do ano passado.

José Dirceu aproveitou para fazer um apelo à população para que se mobilize contra a criminalidade. Na opinião do presidente do PT, a raiz da violência está na impunidade do crime organizado e do narcotráfico. "Ou o governo acorda para combater o crime organizado e o narcotráfico ou o País vai viver o caos", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Onda de violência é culpa do governo federal, diz José Dirceu

Do Diário OnLine

19/01/2002 | 15:30


O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), José Dirceu, culpou neste sábado o governo federal pela onda de violência que atinge o país. Segundo Dirceu, ele mesmo entregou pessoalmente ao ministro da Justiça, Aloysio Nunes, em dezembro de 2001, um dossiê relatando 72 atentados, ameaças de morte ou assassinatos a políticos do PT.

“Esse seqüestro é a pior notícia que poderíamos receber. Se acontecer alguma coisa com o Celso Daniel, a responsabilidade é do governo. Eu levei um dossiê ao ministro. E o que o governo fez? Não fez nada. E eu sou testemunha disso. Estamos assistindo à escalada sem precedentes do crime organizado e do narcotráfico e o governo está imobilizado’, afirmou o presidente do PT.

O documento foi elaborado logo depois que o prefeito de Campinas, Antonio da Costa Santos, Toninho do PT, foi assassinado, em setembro do ano passado.

José Dirceu aproveitou para fazer um apelo à população para que se mobilize contra a criminalidade. Na opinião do presidente do PT, a raiz da violência está na impunidade do crime organizado e do narcotráfico. "Ou o governo acorda para combater o crime organizado e o narcotráfico ou o País vai viver o caos", disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;