Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 22 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Químicos, 80 anos. Uma festa no Palestra

Química no Trabalho e o Mundo do Trabalho, Democracia e Participação:vencedores dos dois concursos serão conhecidos hoje


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

01/06/2019 | 07:00


O Palestra de São Bernardo foi fundado em 1935, o Sindicato dos Químicos do ABC, em 1938. Duas entidades de resistência.

O Palestra Itália de São Paulo precisou mudar de nome por causa da guerra. Virou Sociedade Esportiva Palmeiras. 

O Palestra Itália de São Bernardo resistiu. Provou que a palavra ‘Palestra’ nada remete à Itália do Eixo, inimiga do Brasil. Convenceu os brutamontes do Estado Novo. E Palestra é até hoje.

Os Químicos, com a força dos pioneiros, mantiveram a atuação regional, diferentemente dos Metalúrgicos, por exemplo. O governo central não admitia que uma categoria abrangesse uma base territorial mais ampla. Era preciso dividir os trabalhadores em vários sindicatos, para enfraquecê-los. Os Químicos mantiveram – e mantêm – a homogeneidade até hoje. São do ABC, do Grande ABC.

E neste sábado os Químicos se encontram no Palestra para celebrar esta história. Dois órgãos distintos que já começam a pensar no centenário que virá.

A festa dos Químicos no Palestra começa às 10h e não tem hora para terminar. Mil atrações, entre elas, a divulgação dos vencedores de dois concursos, o de redação (Química na Escola); o de escultura (O Mundo do Trabalho, Democracia e Participação).

As novas gerações se encontrando, e desenhando o que será o futuro neste Grande ABC que surpreende. Sempre.


A pureza de Muibo César Cury

Texto: Milton Parron

Vamos apresentar, neste fim de semana, um Memória que toca fundo o meu coração. É com Muibo César Cury, um profissional que trabalhou mais de 50 anos na Bandeirantes. 

Começou e terminou aqui. Morreu há alguns anos, mas é, como dizia Getúlio Vargas, o ausente mais presente nesta casa. Sua figura é sempre evocada, de um caráter exemplar, um irmão, aquele mais velho, que aconselha e protege. 

Muibo César Cury, um ser humano dos mais puros que eu conheci em toda minha vida. Atuou no rádio e na televisão. Locutor, animador de programas de auditório, apresentador também em shows em circos, teatros, praças públicas e, principalmente, era o tio querido de todos nós, sempre disponível, sempre bem-humorado, com uma gigantesca bagagem profissional e uma disposição invejável para orientar os que se iniciavam na carreira. 

Muibo dizia costumeiramente que o caminho mais longo e mais tortuoso é o mais gratificante para se chegar ao objetivo. Os atalhos, quase sempre, não levam a lugar algum e quando levam, não enobrecem. Pelo contrário. Denigrem. 

Sua voz marcante ainda reverbera nos ouvidos de quem acompanhou a programação da Bandeirantes entre as décadas de 1950 e 1990, dublando personagens no Patrulha Bandeirantes, recordista de audiência, ou apresentando o emblemático Varig é Dona da Noite, ainda os sertanejos Na Beira da Tuia e Na Serra da Mantiqueira.

Deixou cantorias em disco, porque também compunha (João de Barro é dele e do Ted Vieira).

Cantava, tendo formado dupla com Barreto – Barreto e Barroso –, como esquecer? Para quem o conheceu, sugiro que ouçam para amenizar a saudade, e, para os que não conheceram o Muibo fora dos microfones, uma boa oportunidade para entender o que significa a expressão ‘pureza de alma''. 

EM PAUTA – Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) – Memória. A vida e obra de Muibo César Cury. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, às 23h, com reprise amanhã, às 5h, além da internet, radiobandeirantes.com.br.

Diário há 30 anos

Quinta-feira, 1º de junho de 1989 – ano 32, edição 7080

MancheteNuma decisão tão rara, que a última delas aconteceu 40 anos atrás, a mesa da Câmara cassou o mandato do deputado federal Felipe Cheidde, de São Bernardo, com base na Constituição, por ter faltado a mais de um terço das sessões

Diadema – A prefeitura inaugura no próximo dia 24 o Centro Cultural do Jardim Campanário, que funcionará no antigo Canil Municipal (Rua Eduardo Matos, 23).

Primeiro Plano (Ivone Santana) – A Chocolates Pan, de São Caetano, não abastece mais o mercado de São Paulo. Segundo o diretor de Marketing, Osmar Luís Molezini, muitos produtos só dão lucro se vendidos a outros Estados.

Em 1 de junho de...

1914 – Interrompido o trânsito da Estrada do Vergueiro para a demolição da velha ponte do Rio Grande, em São Bernardo, que ameaça ruir. Uma nova ponte deverá ser construída e entregue em uma semana.

1919 – Amistoso intermunicipal de futebol: o Corinthians, de Santo André, recebe o América do Sul, da Capital.

- Amistoso no Rio de Janeiro: no campo do Fluminense, combinado de Argentinos x Combinado de Brasileiros, em benefício da família do goleiro uruguaio Roberto Chery, do Penharol e da Seleção do Uruguai, morto durante o Sul-Americano.

- Circula o número 1 do jornal <CF160>Zoophilo Paulista</CF>, órgão da União Protetora dos Animais.

- Do noticiário do <CF160>Estadão</CF>: imprensa conservadora da Alemanha critica a cláusula referente ao desarmamento do País: “Um oferecimento de suicídio”, escreve o Deutsch Zeitung.

1949 –  Prefeito Antonio Flaquer inaugura o Cemitério Sagrado Coração de Jesus, em Camilópolis.

Hoje

- Dia Nacional da Imprensa

Santos do Dia

- João Batista Scalabrini

- Herculano de Piegaro

Municípios Brasileiros

Sessenta cidades celebram aniversários em 1º de junho:

- Em Goiás, Adelândia, Bonfinópolis, Colinas do Sul, Faina, Gouvelândia, Mimoso de Goiás, Novo Planalto, São João da Paraúna, Santa Fé de Goiás, Senador Canedo, Teresina de Goiás e Turvelândia.

- No Ceará, Alto Santo.

- Em Minas Gerais, Antônio Dias, Bom Despacho, Cachoeira de Minas, Coração de Jesus, Divinópolis, Guaxupé, Maria da Fé, Mercês, Paraopeba, Pedra Azul, Pequi, Perdões, Pirapora, Rio Casca e Tupaciguara.

- No Tocantins, Aparecida do Rio Negro, Bernardo Sayão, Buriti do Tocantins, Caseara, Combinado, Divinópolis do Tocantins, Goianorte, Marianópolis do Tocantins, Natividade, Nova Rosalândia, Pequizeiro, Praia Norte, Sampaio, Santa Rosa do Tocantins e Santa Tereza do Tocantins.

- Em Santa Catarina, Apiúna, Doutor Pedrinho, Iporã do Oeste, Presidente Getúlio e Urupema.

- No Mato Grosso, Brasnorte.

- No Rio Grande do Sul, Cacique Doble, Igrejinha, Jacutinga e Liberato Salzano.

- Na Bahia, Coração de Maria, Oliveira dos Brejinhos e São Miguel das Matas.

- No Piauí, Itainópolis e Matias Olímpio

- No Rio de Janeiro, Itatiaia.

- Na Paraíba, Remígio.

Fonte: IBGE. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Químicos, 80 anos. Uma festa no Palestra

Química no Trabalho e o Mundo do Trabalho, Democracia e Participação:vencedores dos dois concursos serão conhecidos hoje

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

01/06/2019 | 07:00


O Palestra de São Bernardo foi fundado em 1935, o Sindicato dos Químicos do ABC, em 1938. Duas entidades de resistência.

O Palestra Itália de São Paulo precisou mudar de nome por causa da guerra. Virou Sociedade Esportiva Palmeiras. 

O Palestra Itália de São Bernardo resistiu. Provou que a palavra ‘Palestra’ nada remete à Itália do Eixo, inimiga do Brasil. Convenceu os brutamontes do Estado Novo. E Palestra é até hoje.

Os Químicos, com a força dos pioneiros, mantiveram a atuação regional, diferentemente dos Metalúrgicos, por exemplo. O governo central não admitia que uma categoria abrangesse uma base territorial mais ampla. Era preciso dividir os trabalhadores em vários sindicatos, para enfraquecê-los. Os Químicos mantiveram – e mantêm – a homogeneidade até hoje. São do ABC, do Grande ABC.

E neste sábado os Químicos se encontram no Palestra para celebrar esta história. Dois órgãos distintos que já começam a pensar no centenário que virá.

A festa dos Químicos no Palestra começa às 10h e não tem hora para terminar. Mil atrações, entre elas, a divulgação dos vencedores de dois concursos, o de redação (Química na Escola); o de escultura (O Mundo do Trabalho, Democracia e Participação).

As novas gerações se encontrando, e desenhando o que será o futuro neste Grande ABC que surpreende. Sempre.


A pureza de Muibo César Cury

Texto: Milton Parron

Vamos apresentar, neste fim de semana, um Memória que toca fundo o meu coração. É com Muibo César Cury, um profissional que trabalhou mais de 50 anos na Bandeirantes. 

Começou e terminou aqui. Morreu há alguns anos, mas é, como dizia Getúlio Vargas, o ausente mais presente nesta casa. Sua figura é sempre evocada, de um caráter exemplar, um irmão, aquele mais velho, que aconselha e protege. 

Muibo César Cury, um ser humano dos mais puros que eu conheci em toda minha vida. Atuou no rádio e na televisão. Locutor, animador de programas de auditório, apresentador também em shows em circos, teatros, praças públicas e, principalmente, era o tio querido de todos nós, sempre disponível, sempre bem-humorado, com uma gigantesca bagagem profissional e uma disposição invejável para orientar os que se iniciavam na carreira. 

Muibo dizia costumeiramente que o caminho mais longo e mais tortuoso é o mais gratificante para se chegar ao objetivo. Os atalhos, quase sempre, não levam a lugar algum e quando levam, não enobrecem. Pelo contrário. Denigrem. 

Sua voz marcante ainda reverbera nos ouvidos de quem acompanhou a programação da Bandeirantes entre as décadas de 1950 e 1990, dublando personagens no Patrulha Bandeirantes, recordista de audiência, ou apresentando o emblemático Varig é Dona da Noite, ainda os sertanejos Na Beira da Tuia e Na Serra da Mantiqueira.

Deixou cantorias em disco, porque também compunha (João de Barro é dele e do Ted Vieira).

Cantava, tendo formado dupla com Barreto – Barreto e Barroso –, como esquecer? Para quem o conheceu, sugiro que ouçam para amenizar a saudade, e, para os que não conheceram o Muibo fora dos microfones, uma boa oportunidade para entender o que significa a expressão ‘pureza de alma''. 

EM PAUTA – Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) – Memória. A vida e obra de Muibo César Cury. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, às 23h, com reprise amanhã, às 5h, além da internet, radiobandeirantes.com.br.

Diário há 30 anos

Quinta-feira, 1º de junho de 1989 – ano 32, edição 7080

MancheteNuma decisão tão rara, que a última delas aconteceu 40 anos atrás, a mesa da Câmara cassou o mandato do deputado federal Felipe Cheidde, de São Bernardo, com base na Constituição, por ter faltado a mais de um terço das sessões

Diadema – A prefeitura inaugura no próximo dia 24 o Centro Cultural do Jardim Campanário, que funcionará no antigo Canil Municipal (Rua Eduardo Matos, 23).

Primeiro Plano (Ivone Santana) – A Chocolates Pan, de São Caetano, não abastece mais o mercado de São Paulo. Segundo o diretor de Marketing, Osmar Luís Molezini, muitos produtos só dão lucro se vendidos a outros Estados.

Em 1 de junho de...

1914 – Interrompido o trânsito da Estrada do Vergueiro para a demolição da velha ponte do Rio Grande, em São Bernardo, que ameaça ruir. Uma nova ponte deverá ser construída e entregue em uma semana.

1919 – Amistoso intermunicipal de futebol: o Corinthians, de Santo André, recebe o América do Sul, da Capital.

- Amistoso no Rio de Janeiro: no campo do Fluminense, combinado de Argentinos x Combinado de Brasileiros, em benefício da família do goleiro uruguaio Roberto Chery, do Penharol e da Seleção do Uruguai, morto durante o Sul-Americano.

- Circula o número 1 do jornal <CF160>Zoophilo Paulista</CF>, órgão da União Protetora dos Animais.

- Do noticiário do <CF160>Estadão</CF>: imprensa conservadora da Alemanha critica a cláusula referente ao desarmamento do País: “Um oferecimento de suicídio”, escreve o Deutsch Zeitung.

1949 –  Prefeito Antonio Flaquer inaugura o Cemitério Sagrado Coração de Jesus, em Camilópolis.

Hoje

- Dia Nacional da Imprensa

Santos do Dia

- João Batista Scalabrini

- Herculano de Piegaro

Municípios Brasileiros

Sessenta cidades celebram aniversários em 1º de junho:

- Em Goiás, Adelândia, Bonfinópolis, Colinas do Sul, Faina, Gouvelândia, Mimoso de Goiás, Novo Planalto, São João da Paraúna, Santa Fé de Goiás, Senador Canedo, Teresina de Goiás e Turvelândia.

- No Ceará, Alto Santo.

- Em Minas Gerais, Antônio Dias, Bom Despacho, Cachoeira de Minas, Coração de Jesus, Divinópolis, Guaxupé, Maria da Fé, Mercês, Paraopeba, Pedra Azul, Pequi, Perdões, Pirapora, Rio Casca e Tupaciguara.

- No Tocantins, Aparecida do Rio Negro, Bernardo Sayão, Buriti do Tocantins, Caseara, Combinado, Divinópolis do Tocantins, Goianorte, Marianópolis do Tocantins, Natividade, Nova Rosalândia, Pequizeiro, Praia Norte, Sampaio, Santa Rosa do Tocantins e Santa Tereza do Tocantins.

- Em Santa Catarina, Apiúna, Doutor Pedrinho, Iporã do Oeste, Presidente Getúlio e Urupema.

- No Mato Grosso, Brasnorte.

- No Rio Grande do Sul, Cacique Doble, Igrejinha, Jacutinga e Liberato Salzano.

- Na Bahia, Coração de Maria, Oliveira dos Brejinhos e São Miguel das Matas.

- No Piauí, Itainópolis e Matias Olímpio

- No Rio de Janeiro, Itatiaia.

- Na Paraíba, Remígio.

Fonte: IBGE. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;