Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lâmpadas piratas oferecem riscos de superaquecimento, choque e curto-circuito

Da Redação

21/08/2018 | 13:18


O comércio de produtos falsificados em São Paulo e no Brasil é comum e os números não mentem. Uma operação do Instituto de Pesos e Medidas (IPEM/SP) realizada na rua Santa Efigênia, em 2017, que teve como foco lâmpadas LED, constatou que 69% dos produtos eram irregulares e desrespeitavam regulamentos do INMETRO e do Código de Defesa do Consumidor. Todas as lojas fiscalizadas foram autuadas na ocasião.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga.

O preço muito baixo da lâmpada é, sem dúvida, um atrativo, mas deve ser um sinal de alerta. Isso porque, caso o valor se deva à falta de certificação, pode haver chances de superaquecimento e até riscos físicos como choques.

Rodrigo Andrietta, diretor técnico da UL Testtech, salienta que a certificação é primordial para qualquer tecnologia, principalmente quando envolve riscos às pessoas. “Benefícios alegados em produtos à venda hoje, como vida útil e eficiência, tem de ser testados e certificados em prol do consumidor”, explica.

Confira abaixo as etapas pelas quais as lâmpadas passam para completar todos os ensaios requeridos pelos regulamentos do INMETRO para certificação de lâmpadas LED, no laboratório UL Testtech, no Rio Grande do Sul:

Esfera de Ulbricht

É um instrumento óptico capaz de medir fluxo luminoso, que associado a um sistema de medição, realiza testes de eficiência energética para lâmpadas de diversas tecnologias. Este sistema é capaz de realizar as medições das grandezas elétricas e fotométricas dos produtos para que os fabricantes os avaliem antes de colocá-los no mercado. As grandezas avaliadas por este sistema são: potência, fator de potência, corrente de alimentação, correntes harmônicas, fluxo luminoso, temperatura de cor, índice de reprodução de cor etc.

Goniofotômetro

É um instrumento óptico capaz de realizar medidas fotométricas em direções definidas por dois ângulos. Isso permite o levantamento da distribuição luminosa de uma fonte de luz que, associado a um sistema de medição, realiza testes de eficiência energética para lâmpadas e luminárias de diversas tecnologias. É capaz de auxiliar em projetos luminotécnicos internos e externos.

Com base nos dados adquiridos durante os ensaios, o projetista sabe como se comporta a distribuição luminosa do produto em análise. Podendo assim realizar uma simulação em software antes da execução do projeto de iluminação de uma casa, avenida ou viaduto, por exemplo.

As grandezas avaliadas por este sistema são: potência, fator de potência, corrente de alimentação, correntes harmônicas, fluxo luminoso, intensidade luminosa, distribuição luminosa, temperatura de cor, índice de reprodução de cor etc.

Dispositivo de impacto

Tem como objetivo determinar quão resistente é o invólucro do produto contra impactos externos. Dessa forma, ele dá a determinação do grau de proteção dos invólucros que garantem a isolação do usuário em relação às partes elétricas dos equipamentos. No caso de luminárias públicas, este ensaio é realizado para garantir a proteção do produto contra o vandalismo.

Projetor de perfil

Realiza a avaliação dimensional de distâncias e ângulos extremamente pequenos. Com ele é possível realizar a medição dimensional do filamento de uma lâmpada automotiva ou até mesmo de pequenos componentes eletrônicos.

Câmaras de vida

As câmaras de envelhecimento de lâmpadas se destinam a testar a vida útil das lâmpadas fluorescentes compactas e das lâmpadas com tecnologia LED em condições normais de operação. O objetivo é deixar as amostras ligadas por um longo período para avaliar o número de falhas das amostras e também a depreciação do fluxo luminoso das lâmpadas em ensaio.

Leia mais: 
Saiba quais são os aparelhos elétricos que mais consomem energia no inverno
Lixo eletrônico é um problema real e ameaça o futuro do planeta

O Sabre de Luz de Star Wars é um dos itens mais desejados pelos fãs, mas só é real no mundo da ficção. Confira essa e outras engenhocas que existem apenas nos filmes e séries:

 
 

<
>

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;