Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

General Motors retoma segunda-feira as 45h semanais


Eric Fujita
Do Diário do Grande ABC

02/10/2005 | 07:59


A General Motors retoma nesta segunda-feira a jornada de 45 horas semanais na fábrica de São Caetano com o objetivo de ampliar a produção de veículos em razão da terceira geração do Vectra, que chega ao mercado brasileiro ainda na próxima semana. O modelo é o principal lançamento da montadora neste ano, dentro da estratégia de recuperar posições de participação no mercado interno de automóveis.

A medida entra em vigor dois dias antes da apresentação oficial do veículo, prevista para ocorrer entre quarta e sexta-feira, em Brasília. Depois disso, a companhia passa a entregar as unidades do modelo às suas concessionárias.

Para voltar com a jornada de 45 horas, a empresa promoveu uma parada das atividades na sexta-feira passada, motivada pela necessidade de adequações na linha de produção da unidade e desta forma receber uma carga maior de produção com a mudança. A montagem em larga escala do novo Vectra começou na semana passada.

A partir de agora, a tendência é a produção aumentar gradativamente até dezembro, quando a meta da montadora será fabricar 4 mil carros por mês do novo Vectra. A previsão é que até este mês a produção por hora do modelo atinja 15 unidades. Na quinta-feira passada, o total montado era de dois carros a cada hora. Além do modelo, a fábrica de São Caetano também fabrica o Astra, o Corsa Hatch e Sedan, além do Classic.

\r\n\r\n

O lançamento do novo Vectra faz parte das comemorações dos 80 anos da montadora no país e foi anunciado em março deste ano pelo presidente mundial da General Motors Corporation, Rick Wagoner, em visita à região. Foram investidos R$ 650 milhões no novo veículo, desenvolvido pelo Centro de Engenharia do Brasil. A elaboração do projeto, denominado Elux, começou em 2004 com a contratação de 1,2 mil trabalhadores. Hoje, a fábrica conta com 8,9 mil funcionários.

\r\n\r\n

Transformação divide especialistas\r\n

\r\n\r\n

Mariana Oliveira<br>Do Diário do Grande ABC\r\n

\r\n\r\n

As  razões pelas quais se multiplicaram os esqueletos industriais no Grande ABC sãomotivo de controvérsia entre os especialistas. Enquanto uns afirmam que as fábricas desativadas mostram que a região passou por um processo de transformação comum a todas as grandes metrópoles, outros afirmam que as instalações abandonadas são o retrato da desindustrialização do Grande ABC.

\r\n\r\n

<P>De acordo com números do Observatório Econômico de Santo André, nos últimos 15 anos, a quantidade de empregados no setor industrial caiu 28,2% - passou de 55,8% do total para 35%. Em contrapartida, o número de trabalhadores no comércio teve aumento de 57,9% e o do setor de serviços apresentarou incremento de 86,1% - juntos somavam 35,8% da força produtiva em 1990 e agora representam 55,6%.

\r\n\r\n

",1]);//-->

Estratégia - O retorno da jornada de 45 horas semanais também faz parte da estratégia da GM de apostar todas as fichas no seu principal lançamento do ano para recuperar faturamento, abalado com a queda do desempenho das exportações por conta do recuo do câmbio. Para de adaptar a esse cenário, a montadora havia reduzido em junho a jornada para 40 horas por semana.

O lançamento do novo Vectra faz parte das comemorações dos 80 anos da montadora no país e foi anunciado em março deste ano pelo presidente mundial da General Motors Corporation, Rick Wagoner, em visita à região. Foram investidos R$ 650 milhões no novo veículo, desenvolvido pelo Centro de Engenharia do Brasil. A elaboração do projeto, denominado Elux, começou em 2004 com a contratação de 1,2 mil trabalhadores. Hoje, a fábrica conta com 8,9 mil funcionários.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

General Motors retoma segunda-feira as 45h semanais

Eric Fujita
Do Diário do Grande ABC

02/10/2005 | 07:59


A General Motors retoma nesta segunda-feira a jornada de 45 horas semanais na fábrica de São Caetano com o objetivo de ampliar a produção de veículos em razão da terceira geração do Vectra, que chega ao mercado brasileiro ainda na próxima semana. O modelo é o principal lançamento da montadora neste ano, dentro da estratégia de recuperar posições de participação no mercado interno de automóveis.

A medida entra em vigor dois dias antes da apresentação oficial do veículo, prevista para ocorrer entre quarta e sexta-feira, em Brasília. Depois disso, a companhia passa a entregar as unidades do modelo às suas concessionárias.

Para voltar com a jornada de 45 horas, a empresa promoveu uma parada das atividades na sexta-feira passada, motivada pela necessidade de adequações na linha de produção da unidade e desta forma receber uma carga maior de produção com a mudança. A montagem em larga escala do novo Vectra começou na semana passada.

A partir de agora, a tendência é a produção aumentar gradativamente até dezembro, quando a meta da montadora será fabricar 4 mil carros por mês do novo Vectra. A previsão é que até este mês a produção por hora do modelo atinja 15 unidades. Na quinta-feira passada, o total montado era de dois carros a cada hora. Além do modelo, a fábrica de São Caetano também fabrica o Astra, o Corsa Hatch e Sedan, além do Classic.

\r\n\r\n

O lançamento do novo Vectra faz parte das comemorações dos 80 anos da montadora no país e foi anunciado em março deste ano pelo presidente mundial da General Motors Corporation, Rick Wagoner, em visita à região. Foram investidos R$ 650 milhões no novo veículo, desenvolvido pelo Centro de Engenharia do Brasil. A elaboração do projeto, denominado Elux, começou em 2004 com a contratação de 1,2 mil trabalhadores. Hoje, a fábrica conta com 8,9 mil funcionários.

\r\n\r\n

Transformação divide especialistas\r\n

\r\n\r\n

Mariana Oliveira<br>Do Diário do Grande ABC\r\n

\r\n\r\n

As  razões pelas quais se multiplicaram os esqueletos industriais no Grande ABC sãomotivo de controvérsia entre os especialistas. Enquanto uns afirmam que as fábricas desativadas mostram que a região passou por um processo de transformação comum a todas as grandes metrópoles, outros afirmam que as instalações abandonadas são o retrato da desindustrialização do Grande ABC.

\r\n\r\n

<P>De acordo com números do Observatório Econômico de Santo André, nos últimos 15 anos, a quantidade de empregados no setor industrial caiu 28,2% - passou de 55,8% do total para 35%. Em contrapartida, o número de trabalhadores no comércio teve aumento de 57,9% e o do setor de serviços apresentarou incremento de 86,1% - juntos somavam 35,8% da força produtiva em 1990 e agora representam 55,6%.

\r\n\r\n

",1]);//-->

Estratégia - O retorno da jornada de 45 horas semanais também faz parte da estratégia da GM de apostar todas as fichas no seu principal lançamento do ano para recuperar faturamento, abalado com a queda do desempenho das exportações por conta do recuo do câmbio. Para de adaptar a esse cenário, a montadora havia reduzido em junho a jornada para 40 horas por semana.

O lançamento do novo Vectra faz parte das comemorações dos 80 anos da montadora no país e foi anunciado em março deste ano pelo presidente mundial da General Motors Corporation, Rick Wagoner, em visita à região. Foram investidos R$ 650 milhões no novo veículo, desenvolvido pelo Centro de Engenharia do Brasil. A elaboração do projeto, denominado Elux, começou em 2004 com a contratação de 1,2 mil trabalhadores. Hoje, a fábrica conta com 8,9 mil funcionários.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;