Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Adiado novamente julgamento do 'Maníaco do Parque'


Do Diário OnLine

26/11/2001 | 11:56


O julgamento do motoboy Francisco de Assis Pereira, o Maníaco do Parque, foi adiado novamente nesta segunda-feira. A sessão, marcada inicialmente para 20 de agosto e adiada para esta segunda, deverá acontecer somente em 2002 em razão da greve dos servidores do Judiciário.

O maníaco seria julgado no 1º Tribunal do Júri, na Barra Funda, zona Oeste de São Paulo, pela morte e ocultação de cadáver da estudante Isadora Fraenkel. Ela foi morta violentamente no Parque do Estado, na divisa entre Diadema e a zona Sul de São Paulo, em 1998.

Francisco de Assis é acusado de matar sete mulheres e já foi condenado a 107 anos de prisão por estupro, roubo e atentado ao pudor contra nove mulheres, que sobreviveram. Ele foi preso em 4 de agosto de 1988, em Itaqui.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Adiado novamente julgamento do 'Maníaco do Parque'

Do Diário OnLine

26/11/2001 | 11:56


O julgamento do motoboy Francisco de Assis Pereira, o Maníaco do Parque, foi adiado novamente nesta segunda-feira. A sessão, marcada inicialmente para 20 de agosto e adiada para esta segunda, deverá acontecer somente em 2002 em razão da greve dos servidores do Judiciário.

O maníaco seria julgado no 1º Tribunal do Júri, na Barra Funda, zona Oeste de São Paulo, pela morte e ocultação de cadáver da estudante Isadora Fraenkel. Ela foi morta violentamente no Parque do Estado, na divisa entre Diadema e a zona Sul de São Paulo, em 1998.

Francisco de Assis é acusado de matar sete mulheres e já foi condenado a 107 anos de prisão por estupro, roubo e atentado ao pudor contra nove mulheres, que sobreviveram. Ele foi preso em 4 de agosto de 1988, em Itaqui.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;