Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

FHC nega saída de Gregori do Ministério da Justiça


Do Diário OnLine

28/07/2001 | 14:54


O presidente Fernando Henrique Cardoso desmentiu, neste sábado, que tenha decidido sobre a saída do ministro da Justiça, José Gregori. Nesta sexta,

“Eu não resolvi mudar nenhum ministro. Quando resolver, aviso vocês. Essa ansiedade não ajuda ninguém. O ministro Gregori está desempenhando as funções a contento, muito bem. Não tem nenhuma decisão de minha parte sobre a questão do ministério”, disse FHC em Lima, no Peru, onde participou da posse do novo presidente, Alejandro Toledo.

O presidente ainda comentou que a base de sustentação do governo tem funcionado bem. “Todas as votações havidas no Congresso nós ganhamos. Com todas as dificuldades, tivemos maioria grande: 275, 280 votos. Então, o que chamam de articulação? É normal que em uma coligação como a nossa haja defecção, sobretudo agora, porque as eleições se aproximam. As pessoas gostam de ficar pensando em seu futuro, mas a coalizão está funcionando muito bem”, afirmou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

FHC nega saída de Gregori do Ministério da Justiça

Do Diário OnLine

28/07/2001 | 14:54


O presidente Fernando Henrique Cardoso desmentiu, neste sábado, que tenha decidido sobre a saída do ministro da Justiça, José Gregori. Nesta sexta,

“Eu não resolvi mudar nenhum ministro. Quando resolver, aviso vocês. Essa ansiedade não ajuda ninguém. O ministro Gregori está desempenhando as funções a contento, muito bem. Não tem nenhuma decisão de minha parte sobre a questão do ministério”, disse FHC em Lima, no Peru, onde participou da posse do novo presidente, Alejandro Toledo.

O presidente ainda comentou que a base de sustentação do governo tem funcionado bem. “Todas as votações havidas no Congresso nós ganhamos. Com todas as dificuldades, tivemos maioria grande: 275, 280 votos. Então, o que chamam de articulação? É normal que em uma coligação como a nossa haja defecção, sobretudo agora, porque as eleições se aproximam. As pessoas gostam de ficar pensando em seu futuro, mas a coalizão está funcionando muito bem”, afirmou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;