Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Empresário é libertado de cativeiro em Embu-Guaçu (SP)


Do Diário OnLine

26/11/2003 | 16:15


O empresário Rogério Faria da Cunha, 30 anos, seqüestrado no dia 9 de outubro em São Paulo, foi encontrado pela polícia na manhã desta quarta-feira em um cativeiro em Embu-Guaçu (região metropolitana da capital). Os policiais chegaram ao local por acaso, quando foram investigar uma denúncia anônima sobre um criminoso que estaria na região.

Na casa onde o suspeito estaria escondido, a polícia encontrou a vítima em um banheiro. O dono do cativeiro foi preso, mas o homem procurado pelos policiais fugiu. Os seqüestradores haviam pedido resgate de R$ 5 milhões pelo empresário.

De acordo com informações do Instituto São Paulo Contra a Violência, desde que o Disque-Denúncia foi criado, em 25 de outubro de 2000, 23 pessoas seqüestradas foram libertadas com a ajuda das informações passadas pela população. Os policiais também descobriram 27 cativeiros por causa das denúncias.

O número do Disque-Denúncia é 0800-15-63-15. Os denunciantes não precisam se identificar.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Empresário é libertado de cativeiro em Embu-Guaçu (SP)

Do Diário OnLine

26/11/2003 | 16:15


O empresário Rogério Faria da Cunha, 30 anos, seqüestrado no dia 9 de outubro em São Paulo, foi encontrado pela polícia na manhã desta quarta-feira em um cativeiro em Embu-Guaçu (região metropolitana da capital). Os policiais chegaram ao local por acaso, quando foram investigar uma denúncia anônima sobre um criminoso que estaria na região.

Na casa onde o suspeito estaria escondido, a polícia encontrou a vítima em um banheiro. O dono do cativeiro foi preso, mas o homem procurado pelos policiais fugiu. Os seqüestradores haviam pedido resgate de R$ 5 milhões pelo empresário.

De acordo com informações do Instituto São Paulo Contra a Violência, desde que o Disque-Denúncia foi criado, em 25 de outubro de 2000, 23 pessoas seqüestradas foram libertadas com a ajuda das informações passadas pela população. Os policiais também descobriram 27 cativeiros por causa das denúncias.

O número do Disque-Denúncia é 0800-15-63-15. Os denunciantes não precisam se identificar.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;