Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Pensando alto

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Adriana Feder
Especial para o Diário

24/09/2010 | 07:12


Contação de histórias é prática comum no universo infantil. Para adultos, no entanto, é novidade que será levada ao palco pelo espetáculo Histórias Para Lembrar, que será apresentado hoje e amanhã, às 21h, no espaço Gambalaia, em Santo André.

Com interpretação solo de Zenaide Paludo, a peça é, no mínimo, curiosa. Dirigido e escrito pelo andreense Carlos Lotto, o espetáculo é resultado de pesquisa ainda em desenvolvimento do método do roteirista espanhol José Sanches Sinisterra. "São sempre monólogos em que o personagem pensa alto. É como se várias linhas de pensamento se cruzassem. Não há linha de ação coerente, tudo é fragmentado e se revela em pedaços", afirma Lotto.

O diretor decidiu usar a técnica para falar sobre resgate de memórias. A personagem é uma escritora que tenta recordar seu passado. "Há contradição nela, o medo de esquecer e ao mesmo tempo o medo de lembrar", explica. Com a experiência de ser contadora de histórias profissional, a atriz também interage com o público durante o espetáculo.

O roteiro experimenta alguns tipos de narrativas, que representam diversas culturas, como a africana e a indígena, além de contos do Oriente Médio. "Geralmente o contador é aquele que transmite algum tipo de sabedoria e isso varia em cada cultura".

Há trechos lidos, falados e cantados. Lotto entra no palco em três momentos e faz participação ao vivo na trilha sonora, cantando a música A Moça do Sonho, composição de Chico Buarque e Edu Lobo, além de canções do repertório popular brasileiro.

Lotto, que também trabalha como contador de histórias infantis em São Bernardo, vê diferença na forma de abordar os dois públicos. "Para crianças, precisamos de recursos mais lúdicos, chamar atenção com objetos, cores, formas diferentes. Já para o adulto o apoio visual não é necessário, porque é possível resgatar a capacidade de imaginar e usar um gancho mais emocional".

Histórias Para Lembrar - Teatro. No Espaço Gambalaia - Rua das Monções, 1018, Santo André. Tel.: 4316-1726. Hoje e amanhã, às 21h. Ingr.: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;