Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA aprovam Wilkins em Tribunal de Apelações



14/01/2014 | 00:33


O Senado dos Estados Unidos aprovou a indicação do juiz Robert Wilkins para fazer parte de um Tribunal Federal de Apelações nesta segunda-feira, representando a última reviravolta na batalha entre democratas e republicanos sobre os indicados da Casa Branca.

O Senado aprovou com 55 votos favoráveis e 43 contrários a indicação de Wilkins para servir no Tribunal de Apelação no distrito de Colúmbia. Ele se junta a Patricia Millett e a Cornelia Pillard em um tribunal de apelações influente, porque muitas vezes decide sobre a constitucionalidade das novas leis e regulamentos. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA aprovam Wilkins em Tribunal de Apelações


14/01/2014 | 00:33


O Senado dos Estados Unidos aprovou a indicação do juiz Robert Wilkins para fazer parte de um Tribunal Federal de Apelações nesta segunda-feira, representando a última reviravolta na batalha entre democratas e republicanos sobre os indicados da Casa Branca.

O Senado aprovou com 55 votos favoráveis e 43 contrários a indicação de Wilkins para servir no Tribunal de Apelação no distrito de Colúmbia. Ele se junta a Patricia Millett e a Cornelia Pillard em um tribunal de apelações influente, porque muitas vezes decide sobre a constitucionalidade das novas leis e regulamentos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;