Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Para rir e pensar


Sara Saar
Do Diário do Grande ABC

30/03/2011 | 07:01


A comicidade aproxima passado e presente na peça "Hermanoteu na Terra de Godah", um dos primeiros textos da Companhia de Comédia Os Melhores do Mundo, que terá sessões em São Caetano, no fim de semana.

Escrita em 1995, a montagem é reformulada enquanto excursiona pelo Brasil afora. "Essa é uma característica nossa. Fazemos adaptações ao longo do tempo porque as piadas também sempre mudam", afirma o ator Jovane Nunes.

Entre as páginas do Antigo Testamento, Hermanoteu é o protagonista. Típico hebreu do ano zero - camarada, bom pastor e obediente -, recebe missão divina, encarregado por anjo semianalfabeto: guiar o povo à terra santa de Godah.

No cenário, que recria um deserto, o peregrino cumpre a saga de humor enquanto se depara com personagens históricos, que ora auxiliam, ora complicam a jornada.

Sem qualquer compromisso com a cronologia, cruza com tipos bem diversos, como a rainha Cleópatra do antigo Egito e o imperador romano Júlio César. Na peça, Deus é interpretado pelo humorista Chico Anysio (com textos em off).

Essa história serve como pano de fundo para retratar assuntos da atualidade que envolvem política, economia e comportamento. "Não levantamos nenhuma bandeira. Não somos contra ou a favor do governo ou da religião. A nossa bandeira é a do humor. O bom disso é poder fazer piada com todo mundo", argumenta.

Com o compromisso de observar hábitos e, acima de tudo, fazer rir, o espetáculo é recheado de improvisos criados de acordo com a cidade visitada. "Antes do espetáculo, lemos jornais do lugar para fazermos piadas a partir de acontecimentos locais", afirma. "O público se sente prestigiado".

No espetáculo, seis atores (Adriana Nunes, Adriano Siri, Ricardo Pipo, Victor Leal e Welder Rodrigues, além de Jovane Nunes) se revezam entre dezenas de personagens.

HISTÓRIA
Sediado em Brasília desde a sua fundação, em 1995, o grupo de repertório (hoje soma mais de 20 criações) foi popularizado pelos vídeos postados no YouTube. "Permitimos a filmagem. Hoje, todos têm celular com câmera. Registrar faz parte dessa época. Um assiste a um trecho na internet e sente vontade de ver a peça inteira", conta.


Hermanoteu na Terra de Godah - Teatro. No Teatro Paulo Machado de Carvalho - Alameda Conde de Porto Alegre, 840, São Caetano. Tel.: 2093-3176. Sábado, às 22h; e domingo, às 19h. Ingr.: R$ 70.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Para rir e pensar

Sara Saar
Do Diário do Grande ABC

30/03/2011 | 07:01


A comicidade aproxima passado e presente na peça "Hermanoteu na Terra de Godah", um dos primeiros textos da Companhia de Comédia Os Melhores do Mundo, que terá sessões em São Caetano, no fim de semana.

Escrita em 1995, a montagem é reformulada enquanto excursiona pelo Brasil afora. "Essa é uma característica nossa. Fazemos adaptações ao longo do tempo porque as piadas também sempre mudam", afirma o ator Jovane Nunes.

Entre as páginas do Antigo Testamento, Hermanoteu é o protagonista. Típico hebreu do ano zero - camarada, bom pastor e obediente -, recebe missão divina, encarregado por anjo semianalfabeto: guiar o povo à terra santa de Godah.

No cenário, que recria um deserto, o peregrino cumpre a saga de humor enquanto se depara com personagens históricos, que ora auxiliam, ora complicam a jornada.

Sem qualquer compromisso com a cronologia, cruza com tipos bem diversos, como a rainha Cleópatra do antigo Egito e o imperador romano Júlio César. Na peça, Deus é interpretado pelo humorista Chico Anysio (com textos em off).

Essa história serve como pano de fundo para retratar assuntos da atualidade que envolvem política, economia e comportamento. "Não levantamos nenhuma bandeira. Não somos contra ou a favor do governo ou da religião. A nossa bandeira é a do humor. O bom disso é poder fazer piada com todo mundo", argumenta.

Com o compromisso de observar hábitos e, acima de tudo, fazer rir, o espetáculo é recheado de improvisos criados de acordo com a cidade visitada. "Antes do espetáculo, lemos jornais do lugar para fazermos piadas a partir de acontecimentos locais", afirma. "O público se sente prestigiado".

No espetáculo, seis atores (Adriana Nunes, Adriano Siri, Ricardo Pipo, Victor Leal e Welder Rodrigues, além de Jovane Nunes) se revezam entre dezenas de personagens.

HISTÓRIA
Sediado em Brasília desde a sua fundação, em 1995, o grupo de repertório (hoje soma mais de 20 criações) foi popularizado pelos vídeos postados no YouTube. "Permitimos a filmagem. Hoje, todos têm celular com câmera. Registrar faz parte dessa época. Um assiste a um trecho na internet e sente vontade de ver a peça inteira", conta.


Hermanoteu na Terra de Godah - Teatro. No Teatro Paulo Machado de Carvalho - Alameda Conde de Porto Alegre, 840, São Caetano. Tel.: 2093-3176. Sábado, às 22h; e domingo, às 19h. Ingr.: R$ 70.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;