Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estado amplia tratamento do câncer no Mário Covas

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Neste mês, 120 consultas extras foram abertas para oncologia cirúrgica na unidade andreense


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

24/02/2019 | 07:00


Na tentativa de zerar a fila de pacientes diagnosticados com câncer, a Secretaria de Estado da Saúde ampliou neste mês a oferta de consultas no Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André, com especialistas em oncologia cirúrgica. 

Ao todo, 120 consultas extras, número equivalente à demanda reprimida de pacientes que aguardavam por vagas para iniciar tratamento na unidade, estão sendo ofertadas para pessoas que residam nas sete cidades. Com isso, o número de vagas disponibilizadas mensalmente pela unidade saltou de 604 para 724 agendamentos.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, José Henrique Germann Ferreira, a medida integra mutirão realizado em equipamentos espalhados por toda São Paulo. “Identificamos demanda reprimida muito alta e, por isso, estamos realizando estratégias alternativas para não prejudicar a rotina de atendimento da unidade e, sobretudo, agilizar a assistência especializada aos pacientes com câncer”, afirmou Ferreira. “O paciente não pode esperar frente à possibilidade de ser atendido em uma situação de maior gravidade”, complementou.

Somente no ano passado, o Hospital Mário Covas realizou 570 tratamentos de quimioterapia, além de média de 7.500 exames de diagnóstico por imagem e 30 cirurgias na especialidade.

Na região, pacientes contam ainda com serviços oferecidos pelo Hospital Estadual Serraria, em Diadema, que realizou no ano passado cerca de 3.000 exames de diagnóstico por imagem e 20 procedimentos cirúrgicos por mês.

A regulação dos casos oncológicos do Grande ABC ocorre por meio da Rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer, que foi criada em 2013 pelo governo do Estado com a finalidade de organizar o atendimento a pacientes com câncer em toda São Paulo.

A rede conta também com central específica para encaminhamento dos casos oncológicos a serviços de referência, conforme a demanda de cada paciente e pactuação regional. A conduta terapêutica – seja cirurgia, quimioterapia, radioterapia, por exemplo – é indicada individualmente e somente mediante avaliação médica.

MUTIRÃO
Desde o início do mês, a Secretaria de Estado da Saúde montou série de estratégias para ampliar a oferta de consultas com especialistas em oncologia e atender demanda de aproximadamente 2.500 pessoas que estavam inseridas na regulação da Rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer. Além dos mutirões, a pasta também firmou convênio com o Instituto do Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho, na Capital, que irá oferecer, a partir de março, atendimentos de oncologia clínica. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;