Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Déficit do Japão é de 1,293 trilhão de ienes em novembro



18/12/2013 | 05:26


O Japão registrou déficit comercial de 1,293 trilhão de ienes em novembro, em relação ao déficit de 957 bilhões de ienes no mesmo período do ano passado, informa o Ministério de Finanças.

Em outubro, o déficit comercial foi de 1,090 trilhão de ienes. Com o déficit de novembro, a balança comercial teve o 17º mês consecutivo registrando saldo negativo.

O resultado foi melhor do que as estimativas dos analistas consultados pela Dow Jones Newswires, que esperavam déficit comercial de 1,336 trilhão de ienes.

Em novembro, o dado referente às exportações aumentou 18,4% em relação ao mesmo período de 2012, para 5,900 trilhões de ienes. Na mesma base de comparação, as importações cresceram 21,1%, a 7,193 trilhões de ienes. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Déficit do Japão é de 1,293 trilhão de ienes em novembro


18/12/2013 | 05:26


O Japão registrou déficit comercial de 1,293 trilhão de ienes em novembro, em relação ao déficit de 957 bilhões de ienes no mesmo período do ano passado, informa o Ministério de Finanças.

Em outubro, o déficit comercial foi de 1,090 trilhão de ienes. Com o déficit de novembro, a balança comercial teve o 17º mês consecutivo registrando saldo negativo.

O resultado foi melhor do que as estimativas dos analistas consultados pela Dow Jones Newswires, que esperavam déficit comercial de 1,336 trilhão de ienes.

Em novembro, o dado referente às exportações aumentou 18,4% em relação ao mesmo período de 2012, para 5,900 trilhões de ienes. Na mesma base de comparação, as importações cresceram 21,1%, a 7,193 trilhões de ienes. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;