Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Obama tenta conter tensão de empresas de tecnologia



18/12/2013 | 05:24


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama se reuniu com executivos de tecnologia nesta terça-feira para tentar aliviar as suas preocupações sobre as operações de espionagem da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês).

O encontro aconteceu um dia depois que um juiz federal declarou que o programa da NSA responsável pelas gravações telefônicas provavelmente viola a Constituição dos EUA.

Após a reunião, a Casa Branca emitiu um comunicado, informando que Obama disse aos executivos que acredita em uma internet livre e aberta.

A reunião na Casa Branca durou cerca de duas horas e incluiu vários executivos de empresas de tecnologia. Entre os participantes do encontro estavam o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o presidente do Google, Eric Schmidt, a diretora de operações (COO, na sigla em inglês) do Facebook, Sheryl Sandberg e o presidente-executivo do Twitter, Dick Costolo.

"Nós apreciamos a oportunidade de compartilhar diretamente com o presidente os nossos princípios em matéria de fiscalização do governo. Nós lhe pedimos para avançar agressivamente com a reforma", disseram os executivos em uma declaração conjunta após a reunião. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Obama tenta conter tensão de empresas de tecnologia


18/12/2013 | 05:24


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama se reuniu com executivos de tecnologia nesta terça-feira para tentar aliviar as suas preocupações sobre as operações de espionagem da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês).

O encontro aconteceu um dia depois que um juiz federal declarou que o programa da NSA responsável pelas gravações telefônicas provavelmente viola a Constituição dos EUA.

Após a reunião, a Casa Branca emitiu um comunicado, informando que Obama disse aos executivos que acredita em uma internet livre e aberta.

A reunião na Casa Branca durou cerca de duas horas e incluiu vários executivos de empresas de tecnologia. Entre os participantes do encontro estavam o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o presidente do Google, Eric Schmidt, a diretora de operações (COO, na sigla em inglês) do Facebook, Sheryl Sandberg e o presidente-executivo do Twitter, Dick Costolo.

"Nós apreciamos a oportunidade de compartilhar diretamente com o presidente os nossos princípios em matéria de fiscalização do governo. Nós lhe pedimos para avançar agressivamente com a reforma", disseram os executivos em uma declaração conjunta após a reunião. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;