Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Participantes da 'Casa' dizem que resultado não foi surpresa


Do Diário OnLine

18/12/2001 | 00:55


A vitória de Bárbara Paz no reality show 'Casa dos Artistas' não causou surpresa entre os participantes do programa do SBT, presentes nesta segunda-feira ao 'Programa da Hebe'. "Foi correto, foi muito legal", afirmou Alexandre Frota. "Acho que todos esperavam esse final", disse Alessandra Iscatena, eliminada na primeira semana.

A apresentadora Hebe Camargo disse que esperava a vitória de Supla, segundo colocado. "Acho que quando ficamos nós dois não havia mais vencedor ou perdedor", afirmou a namoradinha do roqueiro e nova feliz proprietária de R$ 300 mil – Supla ganhou R$ 100 mil.

Diante do silêncio de Supla, que ficou calado enquanto os outros artistas da 'Casa' contavam suas experiências e impressões, Hebe puxou assunto com o roqueiro. "Você é quietinho assim mesmo?", perguntou a apresentadora. "Não, é só que eu estou cansado. Não durmo há 48 horas", afirmou.

Sempre querendo ser simpática, Hebe disse que o Brasil se apaixonou pelo roqueiro depois da passagem dele pela 'Casa', apesar de seu estilo agressivo de vestir. "É que as aparência enganam, Hebe", explicou. "É que você se veste de um jeito tão discreto", observou Hebe. "E você também", cutucou o roqueiro. A propósito, Hebe trajava um esfuziante vestido rosa. Supla usava calça de couro, coturno com joelheiras e um blazer cinza – sem camisa.

Supla, auto-entitulado "o rei da mídia", fez sua média no programa Hebe desta segunda. A apresentadora disse que queria ser convidada para ser a madrinha do casamento dele com Bárbara. "Até porque você não pode ir de bicão na festa", disparou o roqueiro. Pouco mais tarde, arrependido, Supla pediu a palavra para se desculpar em rede nacional da grosseria que cometeu com a apresentadora. "Desculpa, não é média, não. É que eu estou cansado", justificou. Hebe disse que não tinha interpretado a brincadeira como desaforo e se desfez em elogios ao roqueiro. "Mas é um gentleman", suspirou, após enchê-lo de beijos.

Picante - Hebe se divertiu com as passagens picantes flagradas pelas câmeras da 'Casa' e perguntou se Frota e Patrícia tinham mesmo 'trocado carícias eróticas' sob o edredom. Os dois negaram e disseram que não passou de "brincadeira". "E se fosse verdade a gente não escondia, não", emendou Frota.

A apresentadora falou tanto das aventuras sob o edredom – também citando Supla e Bárbara – que acabou debaixo das cobertas com Frota. A produção do programa colocou no auditório um edredom igual ao usado na mansão do reality show e os dois, o grandalhão e Hebe Camargo, deitaram nele. Tudo ao som dos gritos histéricos do público e de uma risada ostensiva de Marco Mastronelli.

O "homem do século", como Mastronelli disse ter sido eleito por uma revista de nu masculino americana, também protagonizou uma cena com Hebe. A apresentadora não sossegou até que o modelo mostrou a ela o que é um "selinho" – beijinho na boca, sem língua. "Na boca é que é bom", disparou a anfitriã, depois do beijo nele.

Supla, depois das desculpas a Hebe, também lascou um "selinho" na apresentadora. Provocado pela anfitriã várias vezes, também beijou bastante a namoradinha Bárbara Paz.

Entrevistada pelo Jornal do SBT sobre o futuro do relacionamento com Supla, Bárbara foi poética. "Não sei se ele é o amor da minha vida. Mas é o amro do meu momento."

Original e clone - Uma das convidadas levadas por Hebe para o programa desta segunda-feira foi a cantora Rogéria, imitada à exaustão pela colega Patrícia Coelho durante toda a estadia na mansão. Outra presença sui generes do programa foi a drag queen Nani People, que sentou entre Mateus Carrierri e Matronelli e ficou se abanando com um leque.

Presentes - Cada um dos 12 participantes da 'Casa' ganhou um presente personalizado da produção do 'Programa da Hebe'. Nana Gouveia, a "cozinheira" da mansão, ganhou um avental. Mari Alexandre, a "chorona", ganhou lenços. Bárbara Paz, famosa por transitar de cueca frente às câmeras, ganhou conjuntos de calcinha e sutiã. Patrícia Coelho ganhou uma revista e um vídeo em que Alexandre Frota posa nu. Alessandra Iscatena ganhou uma cadeira de diretor de cinema com seu nome estampado nas costas - referência a um filem que ela estrelará na telona.

No lado masculino, Supla ganhou um pijama, pois Hebe disse que o dele "andava sozinho" pela mansão. Frota ganhou uma sunga branca nova – por motivo semelhante à lembrança de Supla. Mateus Carrieri ganhou um par de halteres pintados de dourado. Taiguara ganhou um gorro com os dizeres "É Nóis" (sic). Marco ganhou uma montagem da capa da revista norte-americana Time, em que ele aparece ao lado de Brad Pitt – no programa, foi ironizado por dizer que conhecia as estrelas de Hollywood. Leandro Lehart, famoso por só dormir em sua curta estadia pela atração – desistiu na primeira semana, alegando saudades do filho recém-nascido -, ganhou um travesseiro e um tapa-olho.

Mas o grande presentão da noite foi um Doblò, novo modelo de utilitário da montadora italiana Fiat. Um só não. Treze.

Os cinco finalistas – Mari, Patrícia, Bárbara, Supla e Frota – souberam no domingo, durante a decisão, que cada um ganharia um modelo do carro. Depois da entrega simbólica das chaves – Hebe explicou que os carros não foram levados ao programa porque os presenteados poderiam escolher as cores que quisessem – os outros sete participantes choraram as pitangas.

Alessandra foi mais diplomática. Disse que tinha um Fiat em casa e que a montadora italiana era a marca de todos os carros de sua família. Lehart elogiou os carros Fiat e disse que também tinha um. Mastronelli foi mais agressivo. Disse que o "programa da outra emissora" dava um carro para cada um dos participantes – em referência a 'No Limite', atração da Rede Globo – e que seria justo o SBT retribuir à altura. Hebe, para remediar, disse que o prêmio do SBT "era um Fiat Doblò, não um carro qualquer".

Mas nem precisou. Hebe, entusiasmada, disse que o presidente da Fiat ligou à produção e ofereceu mais sete carros Doblò, prêmio para os outros participantes. Na verdade, foram oito. Até ela ganhou um modelo do utilitário.

Bons marqueteiros, todos disseram que fariam propaganda da Fiat e combinaram buscar o carro no mesmo dia para desfilar com os modelos. Mateus disse que levaria o presidente da Fiat para um passeio. Hebe foi além e pediu um modelo emprestado para que ela e Alessandra possam comparecer nesta terça-feira a um evento beneficente em São Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Participantes da 'Casa' dizem que resultado não foi surpresa

Do Diário OnLine

18/12/2001 | 00:55


A vitória de Bárbara Paz no reality show 'Casa dos Artistas' não causou surpresa entre os participantes do programa do SBT, presentes nesta segunda-feira ao 'Programa da Hebe'. "Foi correto, foi muito legal", afirmou Alexandre Frota. "Acho que todos esperavam esse final", disse Alessandra Iscatena, eliminada na primeira semana.

A apresentadora Hebe Camargo disse que esperava a vitória de Supla, segundo colocado. "Acho que quando ficamos nós dois não havia mais vencedor ou perdedor", afirmou a namoradinha do roqueiro e nova feliz proprietária de R$ 300 mil – Supla ganhou R$ 100 mil.

Diante do silêncio de Supla, que ficou calado enquanto os outros artistas da 'Casa' contavam suas experiências e impressões, Hebe puxou assunto com o roqueiro. "Você é quietinho assim mesmo?", perguntou a apresentadora. "Não, é só que eu estou cansado. Não durmo há 48 horas", afirmou.

Sempre querendo ser simpática, Hebe disse que o Brasil se apaixonou pelo roqueiro depois da passagem dele pela 'Casa', apesar de seu estilo agressivo de vestir. "É que as aparência enganam, Hebe", explicou. "É que você se veste de um jeito tão discreto", observou Hebe. "E você também", cutucou o roqueiro. A propósito, Hebe trajava um esfuziante vestido rosa. Supla usava calça de couro, coturno com joelheiras e um blazer cinza – sem camisa.

Supla, auto-entitulado "o rei da mídia", fez sua média no programa Hebe desta segunda. A apresentadora disse que queria ser convidada para ser a madrinha do casamento dele com Bárbara. "Até porque você não pode ir de bicão na festa", disparou o roqueiro. Pouco mais tarde, arrependido, Supla pediu a palavra para se desculpar em rede nacional da grosseria que cometeu com a apresentadora. "Desculpa, não é média, não. É que eu estou cansado", justificou. Hebe disse que não tinha interpretado a brincadeira como desaforo e se desfez em elogios ao roqueiro. "Mas é um gentleman", suspirou, após enchê-lo de beijos.

Picante - Hebe se divertiu com as passagens picantes flagradas pelas câmeras da 'Casa' e perguntou se Frota e Patrícia tinham mesmo 'trocado carícias eróticas' sob o edredom. Os dois negaram e disseram que não passou de "brincadeira". "E se fosse verdade a gente não escondia, não", emendou Frota.

A apresentadora falou tanto das aventuras sob o edredom – também citando Supla e Bárbara – que acabou debaixo das cobertas com Frota. A produção do programa colocou no auditório um edredom igual ao usado na mansão do reality show e os dois, o grandalhão e Hebe Camargo, deitaram nele. Tudo ao som dos gritos histéricos do público e de uma risada ostensiva de Marco Mastronelli.

O "homem do século", como Mastronelli disse ter sido eleito por uma revista de nu masculino americana, também protagonizou uma cena com Hebe. A apresentadora não sossegou até que o modelo mostrou a ela o que é um "selinho" – beijinho na boca, sem língua. "Na boca é que é bom", disparou a anfitriã, depois do beijo nele.

Supla, depois das desculpas a Hebe, também lascou um "selinho" na apresentadora. Provocado pela anfitriã várias vezes, também beijou bastante a namoradinha Bárbara Paz.

Entrevistada pelo Jornal do SBT sobre o futuro do relacionamento com Supla, Bárbara foi poética. "Não sei se ele é o amor da minha vida. Mas é o amro do meu momento."

Original e clone - Uma das convidadas levadas por Hebe para o programa desta segunda-feira foi a cantora Rogéria, imitada à exaustão pela colega Patrícia Coelho durante toda a estadia na mansão. Outra presença sui generes do programa foi a drag queen Nani People, que sentou entre Mateus Carrierri e Matronelli e ficou se abanando com um leque.

Presentes - Cada um dos 12 participantes da 'Casa' ganhou um presente personalizado da produção do 'Programa da Hebe'. Nana Gouveia, a "cozinheira" da mansão, ganhou um avental. Mari Alexandre, a "chorona", ganhou lenços. Bárbara Paz, famosa por transitar de cueca frente às câmeras, ganhou conjuntos de calcinha e sutiã. Patrícia Coelho ganhou uma revista e um vídeo em que Alexandre Frota posa nu. Alessandra Iscatena ganhou uma cadeira de diretor de cinema com seu nome estampado nas costas - referência a um filem que ela estrelará na telona.

No lado masculino, Supla ganhou um pijama, pois Hebe disse que o dele "andava sozinho" pela mansão. Frota ganhou uma sunga branca nova – por motivo semelhante à lembrança de Supla. Mateus Carrieri ganhou um par de halteres pintados de dourado. Taiguara ganhou um gorro com os dizeres "É Nóis" (sic). Marco ganhou uma montagem da capa da revista norte-americana Time, em que ele aparece ao lado de Brad Pitt – no programa, foi ironizado por dizer que conhecia as estrelas de Hollywood. Leandro Lehart, famoso por só dormir em sua curta estadia pela atração – desistiu na primeira semana, alegando saudades do filho recém-nascido -, ganhou um travesseiro e um tapa-olho.

Mas o grande presentão da noite foi um Doblò, novo modelo de utilitário da montadora italiana Fiat. Um só não. Treze.

Os cinco finalistas – Mari, Patrícia, Bárbara, Supla e Frota – souberam no domingo, durante a decisão, que cada um ganharia um modelo do carro. Depois da entrega simbólica das chaves – Hebe explicou que os carros não foram levados ao programa porque os presenteados poderiam escolher as cores que quisessem – os outros sete participantes choraram as pitangas.

Alessandra foi mais diplomática. Disse que tinha um Fiat em casa e que a montadora italiana era a marca de todos os carros de sua família. Lehart elogiou os carros Fiat e disse que também tinha um. Mastronelli foi mais agressivo. Disse que o "programa da outra emissora" dava um carro para cada um dos participantes – em referência a 'No Limite', atração da Rede Globo – e que seria justo o SBT retribuir à altura. Hebe, para remediar, disse que o prêmio do SBT "era um Fiat Doblò, não um carro qualquer".

Mas nem precisou. Hebe, entusiasmada, disse que o presidente da Fiat ligou à produção e ofereceu mais sete carros Doblò, prêmio para os outros participantes. Na verdade, foram oito. Até ela ganhou um modelo do utilitário.

Bons marqueteiros, todos disseram que fariam propaganda da Fiat e combinaram buscar o carro no mesmo dia para desfilar com os modelos. Mateus disse que levaria o presidente da Fiat para um passeio. Hebe foi além e pediu um modelo emprestado para que ela e Alessandra possam comparecer nesta terça-feira a um evento beneficente em São Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;