Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Papa inaugura luxuosa capela no Vaticano


Do Diário do Grande ABC

14/11/1999 | 15:29


O Papa Joao Paulo II inaugurou, neste domingo, no Palácio apostólico do Vaticano, uma nova capela consagrada à Virgem, decorada inteiramente pelo mosaicista russo Alexandre Kornujov.

Os trabalhos desta capela, de luxo singular, começaram em segredo, em 1996. Foi um semanário italiano que revelou, em abril de 1998, a existência desta obra no interior do Vaticano.

O conjunto da obra foi dirigido pelo artista esloveno Marko Ivan Rupnik. Cerca de 100 milhoes de peças de vidro, ouro, prata, mármore e outros materiais preciosos, talhados a mao, foram utilizados para decorar a capela de imagens sagradas, inspiradas na encíclica do Papa "Redemptoris Mater" (a Mae do Redentor), publicada em 1987.

Os mosaicos evocam a "uniao" entre as Igrejas do Oriente e do Ocidente, mas mostram também figuras de mártires do século XX, vítimas do comunismo e do nazismo, como Edith Stein, judia convertida que morreu em Auschwitz.

O custo da obra nao foi divulgado. A inauguraçao da construçao teve como motivo os 50 anos da ordenaçao sacedortal do Papa.

O Vaticano tem uma longa tradiçao de mecenato no campo da arte religiosa, iniciada com Martín V, no século XV e sublimada por Julio II, que chamou Michelangelo no início do século XVI, sem esquecer Pablo VI, que abriu no local um Museu de Arte Moderna em 1973.

Cada papa deixa, por tradiçao, sua marca entre os muros do Vaticano. Joao Paulo II já mandou construir um afresco consagrado à Virgem num muro do Palacio apostólico, em frente à Praza de Sao Pedro. A ele se deve também a restauraçao da Capela Sistina.

Há semanas, os peregrinos que chegam a Roma podem csábadoplar a fachada restaurada da basílica de Sao Pedro. Esta obra custou 5 milhoes de euros e foi financiada pelo grupo petrolífero italiano Eni.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Papa inaugura luxuosa capela no Vaticano

Do Diário do Grande ABC

14/11/1999 | 15:29


O Papa Joao Paulo II inaugurou, neste domingo, no Palácio apostólico do Vaticano, uma nova capela consagrada à Virgem, decorada inteiramente pelo mosaicista russo Alexandre Kornujov.

Os trabalhos desta capela, de luxo singular, começaram em segredo, em 1996. Foi um semanário italiano que revelou, em abril de 1998, a existência desta obra no interior do Vaticano.

O conjunto da obra foi dirigido pelo artista esloveno Marko Ivan Rupnik. Cerca de 100 milhoes de peças de vidro, ouro, prata, mármore e outros materiais preciosos, talhados a mao, foram utilizados para decorar a capela de imagens sagradas, inspiradas na encíclica do Papa "Redemptoris Mater" (a Mae do Redentor), publicada em 1987.

Os mosaicos evocam a "uniao" entre as Igrejas do Oriente e do Ocidente, mas mostram também figuras de mártires do século XX, vítimas do comunismo e do nazismo, como Edith Stein, judia convertida que morreu em Auschwitz.

O custo da obra nao foi divulgado. A inauguraçao da construçao teve como motivo os 50 anos da ordenaçao sacedortal do Papa.

O Vaticano tem uma longa tradiçao de mecenato no campo da arte religiosa, iniciada com Martín V, no século XV e sublimada por Julio II, que chamou Michelangelo no início do século XVI, sem esquecer Pablo VI, que abriu no local um Museu de Arte Moderna em 1973.

Cada papa deixa, por tradiçao, sua marca entre os muros do Vaticano. Joao Paulo II já mandou construir um afresco consagrado à Virgem num muro do Palacio apostólico, em frente à Praza de Sao Pedro. A ele se deve também a restauraçao da Capela Sistina.

Há semanas, os peregrinos que chegam a Roma podem csábadoplar a fachada restaurada da basílica de Sao Pedro. Esta obra custou 5 milhoes de euros e foi financiada pelo grupo petrolífero italiano Eni.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;