Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

S.Bernardo intensifica
prevenção à dengue

Município lança campanha para combater o Aedes aegypti;
até outubro deste ano, foram registrados 11 casos na cidade


Bruna Gonçalves
Do Diário do Grande ABC

19/11/2012 | 07:00


A Prefeitura de São Bernardo intensifica neste mês a campanha de prevenção e combate à proliferação da dengue, transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti. Durante todo o ano é feito trabalho de conscientização com os moradores por meio de visitas de agentes nas residências e comércios, mas para o secretário de Saúde Arthur Chioro, a chegada da época de calor e chuvas é período crítico. "Esse é o momento de intensificar e não deixar apenas para janeiro e fevereiro. A mudança climática e o período de festas de fim de ano e de férias, em que os moradores viajam mais, favorecem o aumento da doença", explica. Até outubro deste ano, foram registrados 11 casos autóctones (contraídos na cidade).

Outra preocupação do secretário é a estimativa de que o número de infectados volte a subir em 2013. A expectativa se dá com base no caráter cíclico da doença, quando a disseminação tende a ser maior ou menor dependendo do ano, e também pelo sorotipo 4 da dengue (ao todo são quatro tipos da doença).

"A cada dois ou três anos aumenta o número de pessoas suscetíveis à doença. Por isso, as análises dos últimos anos nos levam a crer que o próximo verão pode ser preocupante", ressalta.

O secretário exemplifica com dados do município. "Em 2010 tivemos 89 casos autóctones, 92 em 2011, e neste ano houve grande queda. Para que em 2013 não tenhamos uma situação complicada, é preciso que todos colaborem no controle e no combate à proliferação do mosquito."

Para Chioro os números também são reflexos da conscientização da população. No entanto, o maior desafio ainda é fazer com que se mude a visão egoísta e individualista. "Muitas vezes os moradores pensam que não vai acontecer com suas famílias, mas não se importam com o próximo. Precisam entender que, se fizerem sua parte, como não acumular água parada, vão ajudar a todos", afirma.

O trabalho de conscientização não deve ser feito apenas com jovens e adultos. Na opinião do secretário, as crianças também precisam saber sobre o tema, porque têm papel educativo com os pais e podem mudar comportamentos familiares em casa.

Outra questão importante é reforçar que a dengue é uma enfermidade que tem riscos e, em alguns casos, mata. "Jovens e adultos tem mais condições de resistir a doença que idosos e crianças. Por isso, é importante o diagnóstico", diz Chioro.

Existem duas formas da dengue: clássica e hemorrágica. A primeira apresenta sintomas como febre, cansaço, dor de cabeça, no corpo, nas articulações e por trás dos olhos, manchas, vômitos e tontura. A hemorrágica, além desses sintomas, dá dores abdominais, sangramento, dificuldade respiratória e pode levar à morte.

Prefeitura prepara diversas atividades

Com foco nas ações educativas, a Prefeitura de São Bernardo realiza hoje diversas atividades para a campanha de combate à dengue. Palestras nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do município, distribuição de panfletos, exposição, teatro e caminhadas fazem parte da programação pela cidade.

Na Praça da Matriz, no Centro, das 9h às 16h, os projetos EnTenda os Bichos e o Casinhas Certo x Errado da Dengue mostrarão como evitar o acúmulo de água parada e o surgimento de focos do mosquito.

A campanha mobilizará mais de 1.000 agentes da área da Saúde, além dos funcionários de controle de vetores. As visitas porta a porta em residências e comércios permanecerão em toda cidade, inclusive, nos bairros que fazem divisa com outros municípios da região. Nas escolas serão entregues materiais lúdicos para trabalhos em sala de aula.

O lançamento oficial da campanha de intensificação das ações de prevenção e combate à proliferação da doença acontece amanhã, na UBS Vila São Pedro (Rua da Comunidade, 100), às 10h, com a presença do prefeito Luiz Marinho. 
Antes da solenidade, às 9h, haverá caminhada que sairá da UBS e percorrerá alguns endereços, como as avenidas Dom Pedro de Alcântara, Amazonas e Luiz Pequini e ruas Helena Aparecida e do Oleoduto.

No mesmo dia ainda acontece apresentação de teatro de fantoches O Dengoso na Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Irmã Maria Odete (Rua da Comunidade, 160).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

S.Bernardo intensifica
prevenção à dengue

Município lança campanha para combater o Aedes aegypti;
até outubro deste ano, foram registrados 11 casos na cidade

Bruna Gonçalves
Do Diário do Grande ABC

19/11/2012 | 07:00


A Prefeitura de São Bernardo intensifica neste mês a campanha de prevenção e combate à proliferação da dengue, transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti. Durante todo o ano é feito trabalho de conscientização com os moradores por meio de visitas de agentes nas residências e comércios, mas para o secretário de Saúde Arthur Chioro, a chegada da época de calor e chuvas é período crítico. "Esse é o momento de intensificar e não deixar apenas para janeiro e fevereiro. A mudança climática e o período de festas de fim de ano e de férias, em que os moradores viajam mais, favorecem o aumento da doença", explica. Até outubro deste ano, foram registrados 11 casos autóctones (contraídos na cidade).

Outra preocupação do secretário é a estimativa de que o número de infectados volte a subir em 2013. A expectativa se dá com base no caráter cíclico da doença, quando a disseminação tende a ser maior ou menor dependendo do ano, e também pelo sorotipo 4 da dengue (ao todo são quatro tipos da doença).

"A cada dois ou três anos aumenta o número de pessoas suscetíveis à doença. Por isso, as análises dos últimos anos nos levam a crer que o próximo verão pode ser preocupante", ressalta.

O secretário exemplifica com dados do município. "Em 2010 tivemos 89 casos autóctones, 92 em 2011, e neste ano houve grande queda. Para que em 2013 não tenhamos uma situação complicada, é preciso que todos colaborem no controle e no combate à proliferação do mosquito."

Para Chioro os números também são reflexos da conscientização da população. No entanto, o maior desafio ainda é fazer com que se mude a visão egoísta e individualista. "Muitas vezes os moradores pensam que não vai acontecer com suas famílias, mas não se importam com o próximo. Precisam entender que, se fizerem sua parte, como não acumular água parada, vão ajudar a todos", afirma.

O trabalho de conscientização não deve ser feito apenas com jovens e adultos. Na opinião do secretário, as crianças também precisam saber sobre o tema, porque têm papel educativo com os pais e podem mudar comportamentos familiares em casa.

Outra questão importante é reforçar que a dengue é uma enfermidade que tem riscos e, em alguns casos, mata. "Jovens e adultos tem mais condições de resistir a doença que idosos e crianças. Por isso, é importante o diagnóstico", diz Chioro.

Existem duas formas da dengue: clássica e hemorrágica. A primeira apresenta sintomas como febre, cansaço, dor de cabeça, no corpo, nas articulações e por trás dos olhos, manchas, vômitos e tontura. A hemorrágica, além desses sintomas, dá dores abdominais, sangramento, dificuldade respiratória e pode levar à morte.

Prefeitura prepara diversas atividades

Com foco nas ações educativas, a Prefeitura de São Bernardo realiza hoje diversas atividades para a campanha de combate à dengue. Palestras nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do município, distribuição de panfletos, exposição, teatro e caminhadas fazem parte da programação pela cidade.

Na Praça da Matriz, no Centro, das 9h às 16h, os projetos EnTenda os Bichos e o Casinhas Certo x Errado da Dengue mostrarão como evitar o acúmulo de água parada e o surgimento de focos do mosquito.

A campanha mobilizará mais de 1.000 agentes da área da Saúde, além dos funcionários de controle de vetores. As visitas porta a porta em residências e comércios permanecerão em toda cidade, inclusive, nos bairros que fazem divisa com outros municípios da região. Nas escolas serão entregues materiais lúdicos para trabalhos em sala de aula.

O lançamento oficial da campanha de intensificação das ações de prevenção e combate à proliferação da doença acontece amanhã, na UBS Vila São Pedro (Rua da Comunidade, 100), às 10h, com a presença do prefeito Luiz Marinho. 
Antes da solenidade, às 9h, haverá caminhada que sairá da UBS e percorrerá alguns endereços, como as avenidas Dom Pedro de Alcântara, Amazonas e Luiz Pequini e ruas Helena Aparecida e do Oleoduto.

No mesmo dia ainda acontece apresentação de teatro de fantoches O Dengoso na Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Irmã Maria Odete (Rua da Comunidade, 160).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;