Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 20 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Água Santa adia decisão sobre novo técnico para quarta-feira

Tiago Silva/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Definição deveria ter sido ontem, mas
viagem do presidente prorroga anúncio


Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

19/11/2016 | 07:00


 O Água Santa adiou a decisão sobre quem será o novo treinador para a temporada 2017. O martelo deveria ter sido batido até ontem, mas agora o novo prazo é quarta-feira. O motivo foi a viagem do presidente do Netuno, Paulo Sirqueira, ao Exterior. Ele só retorna ao Brasil na semana que vem, quando deve fazer o anúncio do novo comandante diademense.

O Diário apurou que Jorginho, ex-Portuguesa e que tem passagem pelo Santo André como jogador, é um dos três nomes que estão no páreo. No entanto, ele corre por fora – a preferência é por um treinador que esteja mais habituado a disputar a Série A-2 do Campeonato Paulista. Os últimos clubes que comandou foram Lusa, Atlético-GO e Chapecoense.

“Assim que ele (presidente) desembarcar, vai ser definido. Vai ser um técnico que conhece a divisão. Não quero me precipitar (e anunciar nomes), porque podem surgir propostas para os treinadores”, afirmou Thomas Federspiel, diretor de futebol do Água Santa.

“Não posso confirmar nenhum nome porque não tem nada assinado por enquanto. Não tem nada acertado ainda”, completou.

Um técnico que não virá é Márcio Ribeiro. Primeiro treinador do clube e, de longe, o mais vitorioso – conquistou três acessos seguidos –, ele acertou sua ida aos Barretos nos últimos dias e, fatalmente, irá jogar contra o Netuno na Série A-2.

Ribeiro comandou o Água Santa por três anos e três meses antes de deixar o clube no Paulistão desta temporada. Depois, Márcio Bittencourt assumiu o time até o fim da competição e não conseguiu salvá-lo do rebaixamento à Série A-2 estadual.

Depois, para a Copa Paulista, Edinho, filho de Pelé, foi contratado, mas sua passagem durou apenas nove jogos. Fahel Júnior assumiu e não conseguiu levar a equipe às finais da competição.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Água Santa adia decisão sobre novo técnico para quarta-feira

Definição deveria ter sido ontem, mas
viagem do presidente prorroga anúncio

Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

19/11/2016 | 07:00


 O Água Santa adiou a decisão sobre quem será o novo treinador para a temporada 2017. O martelo deveria ter sido batido até ontem, mas agora o novo prazo é quarta-feira. O motivo foi a viagem do presidente do Netuno, Paulo Sirqueira, ao Exterior. Ele só retorna ao Brasil na semana que vem, quando deve fazer o anúncio do novo comandante diademense.

O Diário apurou que Jorginho, ex-Portuguesa e que tem passagem pelo Santo André como jogador, é um dos três nomes que estão no páreo. No entanto, ele corre por fora – a preferência é por um treinador que esteja mais habituado a disputar a Série A-2 do Campeonato Paulista. Os últimos clubes que comandou foram Lusa, Atlético-GO e Chapecoense.

“Assim que ele (presidente) desembarcar, vai ser definido. Vai ser um técnico que conhece a divisão. Não quero me precipitar (e anunciar nomes), porque podem surgir propostas para os treinadores”, afirmou Thomas Federspiel, diretor de futebol do Água Santa.

“Não posso confirmar nenhum nome porque não tem nada assinado por enquanto. Não tem nada acertado ainda”, completou.

Um técnico que não virá é Márcio Ribeiro. Primeiro treinador do clube e, de longe, o mais vitorioso – conquistou três acessos seguidos –, ele acertou sua ida aos Barretos nos últimos dias e, fatalmente, irá jogar contra o Netuno na Série A-2.

Ribeiro comandou o Água Santa por três anos e três meses antes de deixar o clube no Paulistão desta temporada. Depois, Márcio Bittencourt assumiu o time até o fim da competição e não conseguiu salvá-lo do rebaixamento à Série A-2 estadual.

Depois, para a Copa Paulista, Edinho, filho de Pelé, foi contratado, mas sua passagem durou apenas nove jogos. Fahel Júnior assumiu e não conseguiu levar a equipe às finais da competição.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;