Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Obra do Drenar avança lentamente

Claudinei Plaza Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

04/03/2016 | 07:00


Com atraso de mais de dois anos na entrega, as obras da segunda etapa de canalização do Córrego Saracantan, na Avenida Pery Ronchetti, no bairro Nova Petrópolis, em São Bernardo, seguem com lentidão desde o início do ano. Poucos funcionários e máquinas atuam no local e, segundo os trabalhadores, ainda há muito a ser feito para concluir as intervenções, que fazem parte do Projeto Drenar, vitrine do candidato do prefeito Luiz Marinho (PT) ao Paço, o secretário de Serviços Urbanos, Tarcisio Secoli.

A canalização foi anunciada em 2012 e prometida para dezembro de 2013, quando sequer havia sido iniciada. Começou apenas em setembro de 2014 e deveria ter sido concluída em dezembro do ano passado, mas teve outra paralisação em setembro. O investimento é de R$ 30,5 milhões, sendo R$ 24,7 milhões da União, por meio da CEF (Caixa Econômica Federal) e o restante de contrapartida municipal.

Na manhã de ontem, o aposentado José Gomes, 70 anos e morador do bairro há 44, observava com atenção a máquina que trabalhava dentro do córrego. “Fica até difícil acreditar que vão terminar depois de tanto atraso. Desde que derrubaram a ponte, ficou ruim para fazer o retorno aqui. De manhã o trânsito vira um caos”, reclamou ele em relação ao fechamento do acesso na Travessa Beniamino Gigli. Na região, placas indicam a necessidade de andar mais alguns metros até a Rua Érico Veríssimo, que fica travada em horários de pico. Além disso, interdições na própria Pery Ronchetti deixaram as faixas de rolamento mais estreitas, com risco de ocasionar acidentes viários, já que ali trafegam ônibus.

De acordo com funcionários da obra, com mais uma semana de trabalhos sem interrupção a canalização seria concluída, porém, ainda falta toda a estrutura de paisagismo, com ciclovia e pista de caminhada que seguirão em toda extensão da Avenida Pery Ronchetti e terão prosseguimento na Avenida Luiz Pequini. Os trabalhadores afirmam que o motivo de tantas paralisações foram problemas no pagamento à Emparsanco, empresa responsável pelas intervenções.

Esta etapa da obra, iniciada com a construção de taludes ao longo do córrego e a confecção de peças pré-moldadas, prevê a conclusão da canalização do curso d’água. A primeira fase do serviço, em trecho de 900 metros que começa no Paço Municipal, foi concluída em 2009. O rio passou por processo chamado tamponamento – que consiste em fechar a sua calha.

Nesta segunda fase, no entanto, o córrego não será fechado, em cumprimento à determinação do Daee (Departamento de Águas e Energia Elétrica), que não indica mais esse modelo de canalização.

Procurada para esclarecer se há novo prazo para conclusão da obra, a Prefeitura de São Bernardo não se manifestou até o fechamento desta edição. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;