Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 22 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Hora de conhecer o rescaldo em S.Caetano


Raphael Rocha

06/06/2019 | 07:00


Passada a vitória do ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM) durante a votação de suas contas na Câmara de São Caetano, na terça-feira à noite, a classe política da cidade passou a conjecturar sobre vencedores e derrotados. E não faltou quem apontasse que a ala de oposição ao prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) saiu combalida da discussão. Terceiro colocado na eleição de 2016 e potencial candidato a prefeito de São Caetano em 2020, Fabio Palacio (PSD) esperava pela reprovação das contas do democrata para ter apoio do carismático Pinheiro em seu palanque. Dizem que Palacio contou com apoio velado do ex-presidente da Aciscs (Associação Comercial e Industrial de São Caetano) Walter Estevam Junior (PRB) para conversar com vereadores na tentativa de derrubar Pinheiro na casa. A dupla não conseguiu. Mas essa discussão também serviu para mostrar a proximidade de Estevam com Palacio – e a provável composição eleitoral entre ambos no ano que vem.

Estranheza
Outros dois personagens também frequentaram as rodas de conversas políticas em São Caetano pós-aprovação das contas de Paulo Pinheiro (DEM): Eduardo Vidoski (PSDB) e César Oliva (PL). O primeiro por ser irmão do vice-prefeito Beto Vidoski (PSDB) e por ter sido o único tucano a votar pela condenação do democrata. O outro por se ausentar da sessão alegando motivos de saúde. O comentário é que foi estranho o sumiço de Oliva, que se coloca como pré-candidato ao Palácio da Cerâmica, em um debate desse quilate.

Habitação – 1
O deputado federal Alex Manente (Cidadania), de São Bernardo, assumiu a presidência da subcomissão de habitação da Câmara. O parlamentar avaliou como grande o desafio, uma vez que o principal programa na área nos últimos anos, o Minha Casa, Minha Vida, sofre com falta de recursos e obras paradas pelo País.

Habitação – 2
“Queremos dar sugestões e entregar caminhos para que, de fato, consigamos contemplar mais e melhor, mesmo com escassos recursos neste momento. Vamos trabalhar para conseguir alternativas em busca de desenvolvimento habitacional para a nossa população, para as pessoas terem moradia digna”, disse Alex Manente, após ser eleito.

Alívio
O sentimento na Prefeitura de Mauá ontem, após demissão de Rogério Zutin da Secretaria de Saúde, era de alívio entre os principais aliados da prefeita Alaíde Damo (MDB). Após série de polêmicas – que envolveu até mesmo nomeação de parentes de amigos e abertura para indicações de vereadores sem critério técnico –, Zutin foi demitido na noite de terça-feira. Entretanto, muitos acreditam que ele será realocado no governo por gozar de confiança da família Damo.

Visita
O deputado estadual Thiago Auricchio (PL), de São Caetano, recebeu ontem, em seu gabinete, a visita de Dimas Ramalho, conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado) e ex-parlamentar. Via de regra, é deputado quem vai visitar conselheiro, na sede da Corte, na Sé. O tema da conversa foi o fortalecimento das instituições. Thiago é advogado e prega independência dos poderes com harmonia de convivência.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Hora de conhecer o rescaldo em S.Caetano

Raphael Rocha

06/06/2019 | 07:00


Passada a vitória do ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM) durante a votação de suas contas na Câmara de São Caetano, na terça-feira à noite, a classe política da cidade passou a conjecturar sobre vencedores e derrotados. E não faltou quem apontasse que a ala de oposição ao prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) saiu combalida da discussão. Terceiro colocado na eleição de 2016 e potencial candidato a prefeito de São Caetano em 2020, Fabio Palacio (PSD) esperava pela reprovação das contas do democrata para ter apoio do carismático Pinheiro em seu palanque. Dizem que Palacio contou com apoio velado do ex-presidente da Aciscs (Associação Comercial e Industrial de São Caetano) Walter Estevam Junior (PRB) para conversar com vereadores na tentativa de derrubar Pinheiro na casa. A dupla não conseguiu. Mas essa discussão também serviu para mostrar a proximidade de Estevam com Palacio – e a provável composição eleitoral entre ambos no ano que vem.

Estranheza
Outros dois personagens também frequentaram as rodas de conversas políticas em São Caetano pós-aprovação das contas de Paulo Pinheiro (DEM): Eduardo Vidoski (PSDB) e César Oliva (PL). O primeiro por ser irmão do vice-prefeito Beto Vidoski (PSDB) e por ter sido o único tucano a votar pela condenação do democrata. O outro por se ausentar da sessão alegando motivos de saúde. O comentário é que foi estranho o sumiço de Oliva, que se coloca como pré-candidato ao Palácio da Cerâmica, em um debate desse quilate.

Habitação – 1
O deputado federal Alex Manente (Cidadania), de São Bernardo, assumiu a presidência da subcomissão de habitação da Câmara. O parlamentar avaliou como grande o desafio, uma vez que o principal programa na área nos últimos anos, o Minha Casa, Minha Vida, sofre com falta de recursos e obras paradas pelo País.

Habitação – 2
“Queremos dar sugestões e entregar caminhos para que, de fato, consigamos contemplar mais e melhor, mesmo com escassos recursos neste momento. Vamos trabalhar para conseguir alternativas em busca de desenvolvimento habitacional para a nossa população, para as pessoas terem moradia digna”, disse Alex Manente, após ser eleito.

Alívio
O sentimento na Prefeitura de Mauá ontem, após demissão de Rogério Zutin da Secretaria de Saúde, era de alívio entre os principais aliados da prefeita Alaíde Damo (MDB). Após série de polêmicas – que envolveu até mesmo nomeação de parentes de amigos e abertura para indicações de vereadores sem critério técnico –, Zutin foi demitido na noite de terça-feira. Entretanto, muitos acreditam que ele será realocado no governo por gozar de confiança da família Damo.

Visita
O deputado estadual Thiago Auricchio (PL), de São Caetano, recebeu ontem, em seu gabinete, a visita de Dimas Ramalho, conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado) e ex-parlamentar. Via de regra, é deputado quem vai visitar conselheiro, na sede da Corte, na Sé. O tema da conversa foi o fortalecimento das instituições. Thiago é advogado e prega independência dos poderes com harmonia de convivência.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;