Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 22 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

S.Caetano volta atenção às contas de Pinheiro

A volta de Pio Mielo (MDB) ao comando da Câmara de São Caetano significa o retorno de uma pauta


Raphael Rocha

14/05/2019 | 07:49


A volta de Pio Mielo (MDB) ao comando da Câmara de São Caetano significa o retorno de uma pauta que ficou suspensa enquanto o presidente da casa estava em licença: a votação das contas do ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM). O TCE (Tribunal de Contas do Estado) considerou irregular o balanço financeiro do ano de 2014 e o democrata já se movimenta para que a pena seja revertida. O que se comenta é que o governo de José Auricchio Júnior (PSDB), pelo menos por ora, não tem interferido nas discussões de bastidores. Dentro do Paço, há os defensores do troco: a gestão do ex-prefeito agiu diretamente para que o Legislativo mantivesse rejeição às contas de 2012 de Auricchio – a punição foi revertida na Justiça e, depois, na própria Câmara. Se for liberado, Pinheiro deve estar nas urnas em 2020. Pelo menos é o que tem dito a aliados.

Prestígio
Em retribuição ao apoio que a vereadora Bete Siraque (PT), de Santo André, ofereceu durante a campanha à Câmara dos Deputados em 2018, o deputado federal Alexandre Padilha (PT) compareceu na audiência pública ontem no Legislativo chamada pela petista andreense para debater os impactos da reforma da Previdência para as mulheres. O fato fez Bete ganhar ainda mais pontos dentro do petismo de Santo André. Ela é um dos nomes cotados a encabeçar o projeto do partido à Prefeitura.

Água escura
O deputado estadual Thiago Auricchio (PR) se reuniu ontem com a direção da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) para discutir os motivos pelos quais moradores da região receberam, nas últimas semanas, água de cor escura. “O encontro serviu para entender esse problema e buscar uma solução para que isso não ocorra mais.”

Cliques
Prefeita de Mauá, Alaíde Damo (MDB) recorreu às redes sociais para tentar popularizar – e humanizar – sua imagem junto ao eleitorado. Gravou vídeo com a rotina dela no Paço – inclusive utilizando caneta Bic para assinar documentos –, deu depoimento sobre o Dia das Mães. As peças publicitárias também reforçam o fato de ela ser mãe e avó, dizendo que Mauá, que passa por grave crise política, necessita do zelo materno para se recuperar.

Piscinão do Paço – 1
A Prefeitura de São Bernardo estimou entregar o Piscinão do Paço, no Centro, no dia 20 de agosto, aniversário da cidade. Segundo o prefeito Orlando Morando (PSDB), 89% das obras foram executadas, restando intervenções de drenagem e microdrenagem e interligação com túneis de escoamento de águas. O tucano inaugurou placa com contagem regressiva da obra – com início nos 100 dias. “Desafio que a equipe de comunicação aceitou”, disse. Morando comentou que, dos R$ 352 milhões destinados à intervenção, R$ 317 milhões já foram utilizados. “São R$ 204 milhões do governo federal e R$ 148 milhões de contrapartida municipal.”

Piscinão do Paço – 2
Incluso no projeto Drenar, o Piscinão do Paço era para ter sido entregue ainda no governo do ex-prefeito Luiz Marinho (PT), mas os trabalhos foram paralisados algumas vezes. Em uma delas, a OAS, responsável pelo serviço, demitiu funcionários em meio a acusações de pagamento de propina no âmbito da Operação Lava Jato. “Encontramos a obra abandonada pelo governo de Luiz Marinho. Não tinha nenhum trabalhador lá. Além disso, para nossa segurança jurídica, contratamos auditoria externa, feita pelo IPT. No meio do curso, o TCU (Tribunal de Contas da União) apontou sobrepreço de R$ 100 milhões na obra”, afirmou Orlando Morando. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

S.Caetano volta atenção às contas de Pinheiro

A volta de Pio Mielo (MDB) ao comando da Câmara de São Caetano significa o retorno de uma pauta

Raphael Rocha

14/05/2019 | 07:49


A volta de Pio Mielo (MDB) ao comando da Câmara de São Caetano significa o retorno de uma pauta que ficou suspensa enquanto o presidente da casa estava em licença: a votação das contas do ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM). O TCE (Tribunal de Contas do Estado) considerou irregular o balanço financeiro do ano de 2014 e o democrata já se movimenta para que a pena seja revertida. O que se comenta é que o governo de José Auricchio Júnior (PSDB), pelo menos por ora, não tem interferido nas discussões de bastidores. Dentro do Paço, há os defensores do troco: a gestão do ex-prefeito agiu diretamente para que o Legislativo mantivesse rejeição às contas de 2012 de Auricchio – a punição foi revertida na Justiça e, depois, na própria Câmara. Se for liberado, Pinheiro deve estar nas urnas em 2020. Pelo menos é o que tem dito a aliados.

Prestígio
Em retribuição ao apoio que a vereadora Bete Siraque (PT), de Santo André, ofereceu durante a campanha à Câmara dos Deputados em 2018, o deputado federal Alexandre Padilha (PT) compareceu na audiência pública ontem no Legislativo chamada pela petista andreense para debater os impactos da reforma da Previdência para as mulheres. O fato fez Bete ganhar ainda mais pontos dentro do petismo de Santo André. Ela é um dos nomes cotados a encabeçar o projeto do partido à Prefeitura.

Água escura
O deputado estadual Thiago Auricchio (PR) se reuniu ontem com a direção da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) para discutir os motivos pelos quais moradores da região receberam, nas últimas semanas, água de cor escura. “O encontro serviu para entender esse problema e buscar uma solução para que isso não ocorra mais.”

Cliques
Prefeita de Mauá, Alaíde Damo (MDB) recorreu às redes sociais para tentar popularizar – e humanizar – sua imagem junto ao eleitorado. Gravou vídeo com a rotina dela no Paço – inclusive utilizando caneta Bic para assinar documentos –, deu depoimento sobre o Dia das Mães. As peças publicitárias também reforçam o fato de ela ser mãe e avó, dizendo que Mauá, que passa por grave crise política, necessita do zelo materno para se recuperar.

Piscinão do Paço – 1
A Prefeitura de São Bernardo estimou entregar o Piscinão do Paço, no Centro, no dia 20 de agosto, aniversário da cidade. Segundo o prefeito Orlando Morando (PSDB), 89% das obras foram executadas, restando intervenções de drenagem e microdrenagem e interligação com túneis de escoamento de águas. O tucano inaugurou placa com contagem regressiva da obra – com início nos 100 dias. “Desafio que a equipe de comunicação aceitou”, disse. Morando comentou que, dos R$ 352 milhões destinados à intervenção, R$ 317 milhões já foram utilizados. “São R$ 204 milhões do governo federal e R$ 148 milhões de contrapartida municipal.”

Piscinão do Paço – 2
Incluso no projeto Drenar, o Piscinão do Paço era para ter sido entregue ainda no governo do ex-prefeito Luiz Marinho (PT), mas os trabalhos foram paralisados algumas vezes. Em uma delas, a OAS, responsável pelo serviço, demitiu funcionários em meio a acusações de pagamento de propina no âmbito da Operação Lava Jato. “Encontramos a obra abandonada pelo governo de Luiz Marinho. Não tinha nenhum trabalhador lá. Além disso, para nossa segurança jurídica, contratamos auditoria externa, feita pelo IPT. No meio do curso, o TCU (Tribunal de Contas da União) apontou sobrepreço de R$ 100 milhões na obra”, afirmou Orlando Morando. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;