Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Vaguinho segue em alta conta em Diadema


Raphael Rocha

10/05/2019 | 07:00


Embora esteja inelegível – por irregularidades cometidas na campanha de 2016 –, o ex-vereador Vaguinho do Conselho (PRB) segue com prestígio junto à classe política de Diadema. Na semana passada, o republicano foi visto na Prefeitura, em reunião com o prefeito Lauro Michels (PV). Também tem mantido conversas com o PT. Há gente dentro do petismo que considera Vaguinho nome interessante para ser vice do próximo candidato a prefeito – desde que ele deixe o PRB e migre para uma sigla mais alinhada politicamente ao PT. Em 2016, Vaguinho ficou na segunda colocação na corrida eleitoral, com 83.262 votos (42,3% dos válidos), no segundo turno contra Lauro.

BASTIDORES

Plano B
Outra figura política de Diadema que movimentou os bastidores nesta semana foi o vereador Ricardo Yoshio (PRB). Isso porque aliados do parlamentar – que se coloca como pré-candidato a prefeito em 2020 – sugeriram ao atual chefe do Executivo, Lauro Michels (PV), que Yoshio poderia ser o nome a encabeçar o projeto de sucessão. Yoshio estuda a possibilidade de migrar para o PSDB, porém, nos últimos tempos, teria demonstrado desconfiança com alguns passos dados pelo partido. Um deles seria a manutenção do ex-secretário de Segurança Alimentar Atevaldo Leitão nos quadros da legenda.

Resposta
A Prefeitura de São Bernardo procurou a coluna para dizer que não nomeou o ex-vereador Fabio Palacio (PSD) na Fundação Criança nem nos quadros da administração municipal. Palacio esteve como secretário executivo do Consórcio até o começo do ano passado, quando se desligou para ser candidato a deputado federal. Não foi eleito.

Sindicato
O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC completa no domingo 60 anos e, amanhã, haverá série de shows e atividades para celebrar a data. Entre as atrações confirmadas estão Ana Cañas, Grazzi Brasil, Mariana Moraes, Aline Calixto, Almirzinho, Dexter, e as bandas Aláfia, Favela Pesada e Comunidade do Samba. O ato também vai pedir liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), maior liderança política que o sindicato produziu.

Alerta – 1
Aliados da prefeita de Mauá, Alaíde Damo (MDB), mostraram preocupação com o fato de o recurso do ex-prefeito Atila Jacomussi (PSB) cair nas mãos do desembargador Marcelo Semer no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo). Atila tenta, na Corte paulista, anular o impeachment que sofreu no mês passado por vacância do cargo – o socialista não solicitou licença no período em que esteve preso.

Alerta – 2
O desembargador Marcelo Semer, do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), costuma se posicionar nas redes sociais e na internet. Em um deles, critica as relações recentes de juízes com a política – alguns, como Sérgio Moro e Wilson Witzel, largaram a toga para ir para o embate político – e também faz questionamentos a posicionamentos do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Bolsonaro, aliás, apontado pela prefeita de Mauá, Alaíde Damo (MDB), como seu ídolo na política.

Visita
O prefeito de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira (PSB), recebeu ontem a visita do deputado estadual Thiago Auricchio (PR) em seu gabinete para tratar de demandas para a cidade. O encontro chamou atenção da classe política local porque Thiago recebeu forte apoio de Clóvis Volpi (Patriota) e Edinaldo de Menezes, o Dedé (Cidadania) na eleição do ano passado – Volpi e Dedé são adversários ferrenhos de Kiko. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vaguinho segue em alta conta em Diadema

Raphael Rocha

10/05/2019 | 07:00


Embora esteja inelegível – por irregularidades cometidas na campanha de 2016 –, o ex-vereador Vaguinho do Conselho (PRB) segue com prestígio junto à classe política de Diadema. Na semana passada, o republicano foi visto na Prefeitura, em reunião com o prefeito Lauro Michels (PV). Também tem mantido conversas com o PT. Há gente dentro do petismo que considera Vaguinho nome interessante para ser vice do próximo candidato a prefeito – desde que ele deixe o PRB e migre para uma sigla mais alinhada politicamente ao PT. Em 2016, Vaguinho ficou na segunda colocação na corrida eleitoral, com 83.262 votos (42,3% dos válidos), no segundo turno contra Lauro.

BASTIDORES

Plano B
Outra figura política de Diadema que movimentou os bastidores nesta semana foi o vereador Ricardo Yoshio (PRB). Isso porque aliados do parlamentar – que se coloca como pré-candidato a prefeito em 2020 – sugeriram ao atual chefe do Executivo, Lauro Michels (PV), que Yoshio poderia ser o nome a encabeçar o projeto de sucessão. Yoshio estuda a possibilidade de migrar para o PSDB, porém, nos últimos tempos, teria demonstrado desconfiança com alguns passos dados pelo partido. Um deles seria a manutenção do ex-secretário de Segurança Alimentar Atevaldo Leitão nos quadros da legenda.

Resposta
A Prefeitura de São Bernardo procurou a coluna para dizer que não nomeou o ex-vereador Fabio Palacio (PSD) na Fundação Criança nem nos quadros da administração municipal. Palacio esteve como secretário executivo do Consórcio até o começo do ano passado, quando se desligou para ser candidato a deputado federal. Não foi eleito.

Sindicato
O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC completa no domingo 60 anos e, amanhã, haverá série de shows e atividades para celebrar a data. Entre as atrações confirmadas estão Ana Cañas, Grazzi Brasil, Mariana Moraes, Aline Calixto, Almirzinho, Dexter, e as bandas Aláfia, Favela Pesada e Comunidade do Samba. O ato também vai pedir liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), maior liderança política que o sindicato produziu.

Alerta – 1
Aliados da prefeita de Mauá, Alaíde Damo (MDB), mostraram preocupação com o fato de o recurso do ex-prefeito Atila Jacomussi (PSB) cair nas mãos do desembargador Marcelo Semer no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo). Atila tenta, na Corte paulista, anular o impeachment que sofreu no mês passado por vacância do cargo – o socialista não solicitou licença no período em que esteve preso.

Alerta – 2
O desembargador Marcelo Semer, do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), costuma se posicionar nas redes sociais e na internet. Em um deles, critica as relações recentes de juízes com a política – alguns, como Sérgio Moro e Wilson Witzel, largaram a toga para ir para o embate político – e também faz questionamentos a posicionamentos do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Bolsonaro, aliás, apontado pela prefeita de Mauá, Alaíde Damo (MDB), como seu ídolo na política.

Visita
O prefeito de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira (PSB), recebeu ontem a visita do deputado estadual Thiago Auricchio (PR) em seu gabinete para tratar de demandas para a cidade. O encontro chamou atenção da classe política local porque Thiago recebeu forte apoio de Clóvis Volpi (Patriota) e Edinaldo de Menezes, o Dedé (Cidadania) na eleição do ano passado – Volpi e Dedé são adversários ferrenhos de Kiko. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;