Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Faturamento de pequenas
empresas aumenta 26,3%

Na região, receita de outubro foi R$ 536 mi maior que em
2011; este foi o melhor mês de outubro da série histórica


Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

07/12/2012 | 07:00


As micro e pequenas empresas do Grande ABC venderam, em outubro, 26,3% a mais do que no mesmo mês do ano passado, incremento de R$ 536 milhões nos caixas das companhias. Na comparação com setembro, o resultado também surpreendeu, com alta de 24,1% no faturamento, ou R$ 499,8 milhões a mais. Este foi o melhor outubro da série histórica da região, iniciada em 1999. Os dados foram divulgados ontem pela pesquisa de conjuntura Indicadores Sebrae-SP.

Na média do Estado de São Paulo as MPEs (Micro e Pequenas Empresas) também tiveram desempenho positivo no mês, porém, não tão expressivo quanto as da região. Frente a outubro do ano passado, o crescimento das vendas foi de 15,3%, o equivalente a R$ 6,3 bilhões. No mês, a elevação foi de 7,9%, ou R$ 3,5 bilhões.

Segundo a consultora do Sebrae-SP Letícia Aguiar, o fato de outubro ter tido três dias úteis a mais em relação ao mesmo mês em 2011 contribuiu com o bom resultado. "A conjuntura econômica está favorável. A renda do trabalhador aumentou e o desemprego diminuiu, o que faz com que as vendas fiquem aquecidas."

A base de comparação, em outubro de 2011, também estava depreciada. À época, o faturamento das MPEs das sete cidades foi 0,2% inferior ao montante registrado em 2010, o que gerou perdas de R$ 3,1 milhões. O mesmo ocorreu frente a setembro, quando as receitas ficaram 4,2% menores em relação a agosto, redução de R$ 89,6 milhões.

Embora a pesquisa não tenha recorte setorial, é possível correlacionar o bom desempenho ao aumento de 15,8% no faturamento da indústria ante outubro de 2011. Na comparação com setembro, a alta foi de 14%. O comércio também se destacou, com crescimento de 20,9% em relação ao mesmo mês no ano passado e de 12% em relação a setembro.

"O Dia das Crianças contribuiu tanto para o aquecimento no comércio quanto para aumentar os pedidos feitos à indústria", afirma Letícia. Outubro também foi marcado pela última prorrogação do ano do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para veículos zero-quilômetro; até então, a data para o fim do benefício era o dia 31, o que pode ter antecipado das vendas. Como o anúncio da mudança da data foi feito no dia 24, as fábricas podem ter recebido mais encomendas nos últimos dias do mês.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;