Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Grande ABC encara Campinas em dose dupla no Brasileiro


Divanei Guazzelli
Do Diário do Grande ABC

09/07/2005 | 09:27


A rodada do fim de semana das séries A e B do Campeonato Brasileiro marca o confronto entre duas das regiões mais vencedoras do futebol paulista. À tarde, na Série B, o Santo André enfrenta o Guarani, às 16h, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas, e à noite, pela Série A, o São Caetano recebe a Ponte Preta, às 18h10, no estádio Anacleto Campanella.

Os números do futebol do Grande ABC e de Campinas são expressivos, assim como potencial econômico e industrial de cada região. São dois títulos nacionais (o Guarani campeão brasileiro de 1978 e o Santo André campeão da Copa do Brasil de 2004), um paulista (o Estadual de 2004, conquistado pelo São Caetano), além de vices brasileiros e também em São Paulo. Somente a Ponte Preta já foi quatro vezes vice-campeã paulista (1970, 1977, 1979 e 1981). O Guarani ficou com o vice-campeonato paulista de 1988 e os vices nacionais de 1986 e 1987 (este, a Copa União - Módulo Amarelo). O São Caetano foi vice-campeão brasileiro em 2000 (Copa João Havelange) e 2001, além de vice da Libertadores da América de 2002.

Na temporada paulista de 2005, o Grande ABC levou vantagem com o quarto e quinto lugares obtidos por Santo André e São Caetano, na zona de classificação para a Copa do Brasil de 2006, enquanto que os times de Campinas viveram a ameaça de rebaixamento. No Brasileiro, a Ponte Preta é a líder da Série A, com 23 pontos ganhos, e o São Caetano, o 11º, com 14. O Santo André é o terceiro da Série B, com 22 pontos, e o Guarani, o 19º, com 13.

Dupla vitória – Nas estatísticas, os representantes do Grande ABC têm mais vitórias que os de Campinas. Dos 21 confrontos desde 1982, o Santo André venceu sete vezes e o Guarani, cinco, além de nove empates. O Guarani, porém, aplicou a maior goleada já sofrida pelo Santo André: 7 a 1, em maio de 1989, pelo Paulista, no Brinco de Ouro. O resultado provocou a saída do técnico José Carlos Serrão, substituído por Filpo Nuñes. Mas o Santo André eliminou o Guarani da Copa do Brasil de 2004 ao empatar por 1 a 1, em Campinas, e 0 a 0 no Brinco de Ouro. A última vitória do Guarani foi em abril de 1994 (4 a 1), em Campinas. Em março de 2005, o Santo André venceu por 4 a 3, no Bruno Daniel.

Já a história de São Caetano e Ponte Preta é, naturalmente, mais recente, com 13 duelos. O São Caetano, fundado em 1989, e a Ponte, fundada em 1900 (segundo time mais antigo do Brasil, atrás do Rio Grande-RS), jogaram pela primeira vez em 1993, pelo seletivo à Série B do Campeonato Brasileiro. A Ponte venceu por 2 a 0 no turno, em São Caetano, e perdeu por 1 a 0 no returno, em Campinas. A vantagem é do São Caetano, com sete vitórias, quatro empates e duas derrotas, e inclui uma goleada por 6 a 3 no Brasileiro de 2001.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;