Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Mano mantém time e deixa
Hulk na reserva para a final

Técnico repetirá time que venceu Coréia do Sul na semifinal;
a Seleção Brasileira busca ouro inédito em Jogos Olímpicos


Do Diário do Grande ABC

10/08/2012 | 07:19


O técnico Mano Menezes, da Seleção Brasileira, deve repetir o time que bateu a Coréia do Sul (3 a 0) para a decisão da Olimpíada contra o México, amanhã (11h), em Wembley. Será a primeira vez que ele não mudará a equipe na competição, após utilizar cinco formações no torneio.

Assim, o atacante Hulk, um dos três jogadores que têm idade acima dos 23 anos, permanece no banco de reservas. Provavelmente o time que vai em busca do ouro terá Gabriel; Rafael, Thiago Silva, Juan e Marcelo; Sandro, Rômulo, Alex Sandro e Oscar; Neymar e Leandro Damião.

Para o zagueiro Thiago Silva, independentemente de quem jogar, vai realizar bom papel. "O grupo é bom, dificilmente se vê brigas e discussões. Temos feito o que sabemos melhor, que é jogar futebol. Os outros podem até ter a mesma disposição, mas jamais será maior", assegurou.

O atacante Neymar frisou a importância de conquistar a medalha de ouro, fato inédito ao futebol brasileiro. "É muito difícil vencer a Olimpíada, se não fosse, o Brasil já teria umas 20 medalhas. Diversos craques passaram por aqui e não conseguiram. Vamos representar todos eles, e espero garantir essa tão esperada medalha de ouro", ressaltou. "(Se perdemos) não será frustrante, mas ficaria triste porque é final de campeonato. Não estamos ali em busca da prata, e sim pela medalha de ouro", justificou.

Já do lado do México, a principal estrela do time, Giovani dos Santos, provavelmente não vai jogar a decisão. Ontem, ele não treinou novamente devido à ruptura fibrilar. Caso seja confirmado o desfalque, Miguel Ponce será o substituto.

Hoje, às 10h45, Japão e Coréia do Sul se enfrentam em Cadiff pela disputa da medalha de bronze.

FEMININO

Os Estados Unidos são o país do futebol, ao menos no feminino. Ontem, diante de 83 mil pessoas em Wembley, as norte-americanas venceram o Japão por 2 a 1 e conquistaram a quarta medalha de ouro - a terceira seguida.

Lloyd anotou os dois gols das campeãs, enquanto Ogimi descontou para as asiáticas.

Pouco antes, o Canadá venceu a França por 1 a 0, Rocoh Arena, em Coventry, com gol de Matheson, e levou o bronze.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;