Fechar
Publicidade

Domingo, 11 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Ballet nacional
Sodré vem ao Brasil

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Companhia de dança uruguaia se apresenta no
Auditório Ibirapuera, na Capital, nos dias 6 e 7


Vinícius Castelli

31/08/2013 | 07:00


Quem aprecia a arte da dança tem bom motivo para ir até a Capital paulista. O motivo é a visita do Ballet Nacional Sodre (Ballet Nacional do Uruguai) ao Brasil. Dirigido desde 2010 por Julio Bocca, o grupo, que é um dos mais tradicionais da América do Sul, faz temporada no País.

Os bailarinos se apresentam no Auditório Ibirapuera nos dias 6 e 7, às 21h. As entradas, à venda no site www.ingresso.com, custam R$ 20. Antes o grupo passa por Salvador, no dia 3, e Rio de Janeiro, dia 5. Após a apresentação em São Paulo, segue para Curitiba, onde encerra a visita ao País no dia 10.

Sediada em Montevidéu, a companhia, que carrega no currículo 77 anos de experiência, chega com repertório elegante.

Quatro obras serão apresentadas na ocasião. Entre elas está a peça de 22 minutos de duração Sinfonietta (1978), assinada pela coreógrafa Jirí Kylían.

Outro tema que faz parte do repertório é o clássico Le Corsaire – Pas d’Esclaves (1988). A dança é assinada pelo coreógrafo francês radicado na Rússia Marius Petipa (1818-1910), considerado o ‘pai do balé clássico’.

A companhia uruguaia ainda mostra ao público a dança Without Words (1998). Obra do espanhol Nacho Duato, a dança que tem como tema a ligação eterna entre o amor e a morte traz como trilha sonora composição do austríaco Franz Schubert.

Como já não bastasse, os artistas ainda trazem ao palco o balé Sagração da Primavera (Le Sacre du Printemps), trabalho que completa centenário neste ano. A versão apresentada será a de 1968, do coreógrafo argentino Oscar Araiz, regida por obra-prima sonora do alemão Igor Stravinsky.

Ballet Nacional Sodre – Dança. Dias 6 e 7, às 21h. No Auditório Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, São Paulo. Tel.: 4003 2330. Ingr.: R$ 20. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ballet nacional
Sodré vem ao Brasil

Companhia de dança uruguaia se apresenta no
Auditório Ibirapuera, na Capital, nos dias 6 e 7

Vinícius Castelli

31/08/2013 | 07:00


Quem aprecia a arte da dança tem bom motivo para ir até a Capital paulista. O motivo é a visita do Ballet Nacional Sodre (Ballet Nacional do Uruguai) ao Brasil. Dirigido desde 2010 por Julio Bocca, o grupo, que é um dos mais tradicionais da América do Sul, faz temporada no País.

Os bailarinos se apresentam no Auditório Ibirapuera nos dias 6 e 7, às 21h. As entradas, à venda no site www.ingresso.com, custam R$ 20. Antes o grupo passa por Salvador, no dia 3, e Rio de Janeiro, dia 5. Após a apresentação em São Paulo, segue para Curitiba, onde encerra a visita ao País no dia 10.

Sediada em Montevidéu, a companhia, que carrega no currículo 77 anos de experiência, chega com repertório elegante.

Quatro obras serão apresentadas na ocasião. Entre elas está a peça de 22 minutos de duração Sinfonietta (1978), assinada pela coreógrafa Jirí Kylían.

Outro tema que faz parte do repertório é o clássico Le Corsaire – Pas d’Esclaves (1988). A dança é assinada pelo coreógrafo francês radicado na Rússia Marius Petipa (1818-1910), considerado o ‘pai do balé clássico’.

A companhia uruguaia ainda mostra ao público a dança Without Words (1998). Obra do espanhol Nacho Duato, a dança que tem como tema a ligação eterna entre o amor e a morte traz como trilha sonora composição do austríaco Franz Schubert.

Como já não bastasse, os artistas ainda trazem ao palco o balé Sagração da Primavera (Le Sacre du Printemps), trabalho que completa centenário neste ano. A versão apresentada será a de 1968, do coreógrafo argentino Oscar Araiz, regida por obra-prima sonora do alemão Igor Stravinsky.

Ballet Nacional Sodre – Dança. Dias 6 e 7, às 21h. No Auditório Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral, São Paulo. Tel.: 4003 2330. Ingr.: R$ 20. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;