Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Cada dia é uma batalha


Willian Novaes
Do Diário do Grande ABC

02/10/2011 | 07:00


Assim como a católica, as igrejas evangélicas do Grande ABC também dispõem de dezenas de grupos de autoajuda para alcoólotras e dependentes de outras drogas nas suas inúmeras doutrinas. A palavra do Senhor é arma utilizada a esmo para alcançar a cura. Mas o milagre é deixado de lado nesse assunto. Todos são coerentes e sabem que cada dia é uma batalha contra o vício a ser vencida e não arriscam colocar tudo a perder em troca de um simples gole de cerveja. A abstinência vale ouro.

Esse é o caso do autônomo Marcelo Krauss, 42 anos. Atualmente ele coordena o grupo de dependentes químicos na Igreja Evangélica Tabernáculo de Deus, em Santo André. A pequena sala nos fundos do templo na Vila Vitória é o lugar em que, todas as quartas-feiras, o autônomo lembra do seu tempo de viciado e doente, conta para cerca de dez homens a sua recuperação e promove a troca de experiências entre os presentes.

"A nossa batalha é derrubar um leão a cada dia. E não colocar à prova, de jeito nenhum, a vida de cada um. Não desejo para ninguém o que sofri por causa do álcool e das outras drogas." Além de pregar a palavra de Deus, Marcelo ouve relatos emocionante, que fazem o homem de quase dois metros de altura chorar. "Um dia, entrou um rapaz em crise e dizendo que queria se matar. Foi um desespero, mas com calma e conversa consegui tirar essa ideia da cabeça dele", relembra o coordenador.

Mas lidar com dependentes de bebidas alcoólicas é quase como um martírio, tanto para padres quanto para pastores, devido às constantes recaídas dos viciados. "Não tem jeito. Sofremos sempre, mas o importante é que plantamos uma semente no coração deles", comenta o padre argentino Fernando Sobrero.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;