Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Taka sai fortalecido e diz que plano de rival é inexequível

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Candidato superou a morte do pai na véspera da eleição e garante que fará oposição saudável


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

29/11/2020 | 22:59


 A diferença de apenas 5.618 votos para José de Filippi Júnior (PT) dá força política para Taka Yamauchi (PSD), em Diadema. Pela segunda vez na disputa ao Paço, o engenheiro diz que sai fortalecido do pleito e que será rigoroso na fiscalização do plano de governo do seu adversário, o qual considera de difícil execução. O candidato derrotado ainda teve de superar a morte do pai, Mitsue Yamauchi, 79 anos, na noite de sábado, após insuficiência respiratória, consequência de enfisema pulmonar que vinha tratando desde março.

“Saio vitorioso e com amigos que acreditaram na nossa campanha, pessoas que verdadeiramente encontraram nos nossos valores os princípios que elas acreditam. Sabemos que essa diferença tão pequena de votos não simboliza o sentimento da rua”, enfatiza.

Taka não vê outro caminho que não seja a oposição nos próximos quatro anos. “Temos planos de governos bem diferentes, obviamente que vamos ser rigorosos para cobrar essas propostas que foram apresentadas e que, na nossa concepção, são inexequíveis. Vamos analisar o cenário, não vamos fazer oposição por oposição, mas vamos cobrar de forma justa e saudável para beneficiar a sociedade. Seremos incansáveis (para mostrar a realidade) àqueles que permitiram a volta do Partido dos Trabalhadores aqui para Diadema. Essa escolha já se mostrou retrocesso não só aqui na cidade, mas no Brasil. Vamos ficar de olhos abertos para que esse tipo de coisa (corrupção) não aconteça em Diadema.”

Após o resultado, Taka tinha decidido não ir ao comitê eleitoral, mas reavaliou a decisão e foi ao local, onde correligionários o esperavam. Ele fez questão de cumprimentar um por um. Foi aplaudido

O candidato agradeceu ao apoio e, principalmente, a solidariedade pela perda do pai. “Meu pai sempre foi a base dos meus princípios, da minha educação. Perdê-lo de forma tão inesperada, infelizmente, traz tristeza, mas vou canalizar isso em novos projetos para que possamos enraizar o bem na nossa cidade”, finalizou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Taka sai fortalecido e diz que plano de rival é inexequível

Candidato superou a morte do pai na véspera da eleição e garante que fará oposição saudável

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

29/11/2020 | 22:59


 A diferença de apenas 5.618 votos para José de Filippi Júnior (PT) dá força política para Taka Yamauchi (PSD), em Diadema. Pela segunda vez na disputa ao Paço, o engenheiro diz que sai fortalecido do pleito e que será rigoroso na fiscalização do plano de governo do seu adversário, o qual considera de difícil execução. O candidato derrotado ainda teve de superar a morte do pai, Mitsue Yamauchi, 79 anos, na noite de sábado, após insuficiência respiratória, consequência de enfisema pulmonar que vinha tratando desde março.

“Saio vitorioso e com amigos que acreditaram na nossa campanha, pessoas que verdadeiramente encontraram nos nossos valores os princípios que elas acreditam. Sabemos que essa diferença tão pequena de votos não simboliza o sentimento da rua”, enfatiza.

Taka não vê outro caminho que não seja a oposição nos próximos quatro anos. “Temos planos de governos bem diferentes, obviamente que vamos ser rigorosos para cobrar essas propostas que foram apresentadas e que, na nossa concepção, são inexequíveis. Vamos analisar o cenário, não vamos fazer oposição por oposição, mas vamos cobrar de forma justa e saudável para beneficiar a sociedade. Seremos incansáveis (para mostrar a realidade) àqueles que permitiram a volta do Partido dos Trabalhadores aqui para Diadema. Essa escolha já se mostrou retrocesso não só aqui na cidade, mas no Brasil. Vamos ficar de olhos abertos para que esse tipo de coisa (corrupção) não aconteça em Diadema.”

Após o resultado, Taka tinha decidido não ir ao comitê eleitoral, mas reavaliou a decisão e foi ao local, onde correligionários o esperavam. Ele fez questão de cumprimentar um por um. Foi aplaudido

O candidato agradeceu ao apoio e, principalmente, a solidariedade pela perda do pai. “Meu pai sempre foi a base dos meus princípios, da minha educação. Perdê-lo de forma tão inesperada, infelizmente, traz tristeza, mas vou canalizar isso em novos projetos para que possamos enraizar o bem na nossa cidade”, finalizou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;