Fechar
Publicidade

Domingo, 7 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Pacientes relatam problemas no Hospital Estadual de Diadema

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Pacientes comentam de água amarelada do chuveiro e lixos pelos corredores; Estado se posiciona


da Redação

12/11/2020 | 19:43


O hospital estadual de Diadema, no bairro Serraria, em Diadema, foi alvo de reclamações nos últimos dias. De acordo com os pacientes, que não estão internados em alas da Covid-19, na última semana, a água que saia dos chuveiros estava amarelada e pelos corredores, lixos foram encontrados por diversos dias. Ainda segundo informações, esses problemas são recorrentes há pelo menos um mês. 

William Alves de Oliveira, 38 anos, está internado no local desde o dia 13 de outubro. O morador do bairro Santa Luzia, em Ribeirão Pires, precisou passar por um cirurgia na cabeça, após uma queda na escada de casa. Ele e outros pacientes observaram os problemas no hospital que, inclusive, na tarde de hoje, encontraram um inseto na refeição de William. "É triste um hospital desse porte apresentar tantos problemas assim. É complicado, ainda mais hoje que encontrei esse inseto na comida. Não sei o que fazer agora", lamenta o paciente. Após o episódio com a comida, William acionou a equipe do hospital que ofereceu nova refeição. "A questão da água do chuveiro parece que melhorou essa semana, mas precisa ser feita uma vistoria. Já estamos longe de casa, passando por tratamento e ainda encontrar esses problemas, fica cada vez mais difícil", ressalta William. 

A Secretaria de Saúde do Estado informou que a água utilizada na unidade possui todos os laudos de potabilidade e qualidade, sem evidência de problemas no abastecimento. Já a higienização da unidade "é ininterrupta", realizada diariamente e sempre quando há demandas específicas em determinados setores.Também questionados sobre o inseto na refeição, a pasta contou que segue todas as normas sanitárias na assistência, bem como a segurança alimentar, que no caso citado pelo paciente foi situação atípica. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pacientes relatam problemas no Hospital Estadual de Diadema

Pacientes comentam de água amarelada do chuveiro e lixos pelos corredores; Estado se posiciona

da Redação

12/11/2020 | 19:43


O hospital estadual de Diadema, no bairro Serraria, em Diadema, foi alvo de reclamações nos últimos dias. De acordo com os pacientes, que não estão internados em alas da Covid-19, na última semana, a água que saia dos chuveiros estava amarelada e pelos corredores, lixos foram encontrados por diversos dias. Ainda segundo informações, esses problemas são recorrentes há pelo menos um mês. 

William Alves de Oliveira, 38 anos, está internado no local desde o dia 13 de outubro. O morador do bairro Santa Luzia, em Ribeirão Pires, precisou passar por um cirurgia na cabeça, após uma queda na escada de casa. Ele e outros pacientes observaram os problemas no hospital que, inclusive, na tarde de hoje, encontraram um inseto na refeição de William. "É triste um hospital desse porte apresentar tantos problemas assim. É complicado, ainda mais hoje que encontrei esse inseto na comida. Não sei o que fazer agora", lamenta o paciente. Após o episódio com a comida, William acionou a equipe do hospital que ofereceu nova refeição. "A questão da água do chuveiro parece que melhorou essa semana, mas precisa ser feita uma vistoria. Já estamos longe de casa, passando por tratamento e ainda encontrar esses problemas, fica cada vez mais difícil", ressalta William. 

A Secretaria de Saúde do Estado informou que a água utilizada na unidade possui todos os laudos de potabilidade e qualidade, sem evidência de problemas no abastecimento. Já a higienização da unidade "é ininterrupta", realizada diariamente e sempre quando há demandas específicas em determinados setores.Também questionados sobre o inseto na refeição, a pasta contou que segue todas as normas sanitárias na assistência, bem como a segurança alimentar, que no caso citado pelo paciente foi situação atípica. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;