Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 28 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

O dilema para Luiz Alberto


Raphael Rocha
do Diário do Grande ABC

26/09/2017 | 07:00


As especulações sobre a ida do presidente da Câmara de Santo André, Almir Cicote (PSB), para o governo de Paulo Serra (PSDB) estão longe de cessar. E há um personagem interessado – e já consultado – em toda essa discussão: Luiz Alberto (PT). O petista é vice-presidente do Legislativo e, claro, se Cicote for alçado ao secretariado, ele vira comandante da Casa. Mas o prefeito tucano não quer um petista como presidente da Câmara. Emissários enviaram recados do Paço a Luiz Alberto: não há problemas em ele assumir a direção do Legislativo, desde que ele saia do PT. As discussões estão em curso. O grupo de apoio de Luiz Alberto vê como remota a possibilidade de ele sair do petismo. Mas ninguém duvida de mais nada.

Roda de debate

O Instituto Centro de Memória & Atualidades, em parceria com o Sindicato dos Bancários do ABC e a Associação Centro de Informações Estratégicas, organiza debate amanhã sobre o papel do Estado na economia, sob coordenação do economista Pedro Paulo Branco, ex-funcionário do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) e ex-presidente do Seade. A discussão acontece na sede do Sindicato dos Bancários do ABC (Rua Xavier de Toledo, 268, Centro, Santo André), das 18h30 às 20h30.

Nada ortodoxo – 1

Em uma autarquia do Grande ABC, o sistema de pagamento de dívidas com fornecedores tem sido pouco ortodoxo. Por determinação do governo dessa cidade, empresas recebem tratamento diferenciado na hora de negociar ou receber os passivos em atraso. Algumas são convencidas a parcelar o valor em diversas prestações, enquanto outras, misteriosamente, recebem integralmente a quantia devida.

Nada ortodoxo – 2

Evidentemente que esse sistema de pagamento nesta autarquia da região tem desagradado à direção, temendo que haja punições no futuro pelos órgãos de controle. Embora o mecanismo imite a ordem cronológica, não é apresentada nenhuma justificativa técnica para o privilégio no pagamento de determinada empresa, enquanto outras escutam súplicas sobre o momento delicado dessa Prefeitura e que, por isso, seria necessário o parcelamento.

Visita ao padre

Ex-prefeito de Diadema, José de Filippi Júnior (PT) está realmente empenhado em ser candidato a deputado federal no ano que vem. No domingo, foi visitar o padre Ângelo Agostín, da Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes, conhecido por ser palmeirense e, no passado, simpatizar com o PT. Filippi tem percorrido a cidade para resgatar marcas de suas administrações – foi prefeito por três oportunidades.

Faixas da discórdia

A polêmica se instalou em Mauá por conta de faixas espalhadas pela cidade com críticas ao governador Geraldo Alckmin (PSDB). O ataque acontece depois de a Sabesp pressionar a Sama pelo pagamento integral das tarifas de água vendida no atacado. A faixa diz: “Governador Geraldo Alckmin, quer ser presidente do Brasil? Assim? Cortando copo de água do trabalhador?”. A imagem é atribuída ao grupo Amigos de Mauá, do Facebook, que negou a autoria das faixas. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;