Fechar
Publicidade

Sábado, 12 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Novos depoimentos reforçam suspeita contra mãe envenenada


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

26/02/2005 | 12:29


Em depoimento coletado na sexta-feira pelos dois filhos maiores da dona de casa E.R.M., 45 anos, suspeita de envenenar a si própria e aos dois filhos adolescentes na quinta, reforçam a principal linha de investigação do caso, que aponta a mãe como autora de tentativa de suicídio e duas tentativas de homicídio.

O filho de 19 anos, A.M.B., contou ao delegado do 6º DP de Santo André, Darcy Freitas, responsável pela apuração dos envenenamentos, que o quadro de depressão da mãe, que sofre de tumor cerebral, teria aumentado por causa da insatisfação com o casamento.

Segundo o delegado, B. disse que há cinco anos a mãe estava propensa a aceitar uma proposta do primeiro marido, a de se mudar com os quatro filhos para os Estados Unidos. “O ex-marido é um funcionário da IBM e recebeu oferta de trabalho no exterior. Mesmo que os filhos não sejam dele, o ex-marido quis levar a todos. Mas o rapaz de 19 anos persuadiu a mãe a ficar no Brasil com a família. A mãe ficou arrependida, assim como o filho, pois o casamento com o marido atual não estava dando certo. O filho de 17 anos contou a mesma coisa”, afirmou Darcy Freitas.

“Percebe-se que é uma família desestruturada, sem união. Os filhos maiores queixam-se muito das atitudes do pai, que é metalúrgico e não se fixa em nenhum emprego”, acrescentou o delegado. A dona de casa continua em coma na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital São Lucas, em Ribeirão Pires. A filha de 11 anos, internada no mesmo hospital, e seu irmão de 13 anos, internado no Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André, devem ter alta neste sábado.

Exames de sangue realizados na sexta-feira em um laboratório de São Paulo confirmaram que o veneno consumido na quinta por mãe e filhos em hambúrgueres durante o almoço era chumbinho, como suspeitavam médicos do Hospital São Lucas e a polícia. A substância é utilizada para matar ratos.

Inquérito policial foi instaurado na sexta-feira no 6º DP de Santo André para esclarecer totalmente o caso. Se a mãe tiver alta do hospital, provavelmente deve ser presa e levada para a cadeia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;