Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Depósitos de armas capturados no Iraque são mal guardados


Da AFP

06/09/2003 | 14:28


As forças lideradas pelos Estados Unidos no Iraque não têm efetivos suficientes para guardar os 2,7 mil depósitos de armas identificados após a queda do regime de Saddam Hussein. Em 50 deles, a segurança é reduzida ou estão mal vigiados, segundo informações publicadas neste sábado pelo The New York Times.

Segundo militantes americanos, os explosivos usados nos ataques contra a sede das Nações Unidas em Bagdá e contra a embaixada da Jordânia vieram dos depósitos do regime de Saddam.

Citando fontes civis e militares no Iraque que não foram identificadas, o jornal destaca que as forças americanas se concentram em proteger os depósitos de granadas lançadas por morteiros (RPG), armas meis são menos vigiados por guardas iraquianos que recebem baixos salários.

Nos dias seguintes à queda de Saddam Hussein, os depósitos de armas estavam pouco policiados e foram, em grande parte saqueados, disse um alto oficial da Defesa ao Times.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Depósitos de armas capturados no Iraque são mal guardados

Da AFP

06/09/2003 | 14:28


As forças lideradas pelos Estados Unidos no Iraque não têm efetivos suficientes para guardar os 2,7 mil depósitos de armas identificados após a queda do regime de Saddam Hussein. Em 50 deles, a segurança é reduzida ou estão mal vigiados, segundo informações publicadas neste sábado pelo The New York Times.

Segundo militantes americanos, os explosivos usados nos ataques contra a sede das Nações Unidas em Bagdá e contra a embaixada da Jordânia vieram dos depósitos do regime de Saddam.

Citando fontes civis e militares no Iraque que não foram identificadas, o jornal destaca que as forças americanas se concentram em proteger os depósitos de granadas lançadas por morteiros (RPG), armas meis são menos vigiados por guardas iraquianos que recebem baixos salários.

Nos dias seguintes à queda de Saddam Hussein, os depósitos de armas estavam pouco policiados e foram, em grande parte saqueados, disse um alto oficial da Defesa ao Times.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;