Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Músicos do Grande ABC se apresentam em Campos


Alessandro Soares
Do Diário do Grande ABC

31/05/2005 | 08:21


A música erudita produzida no continente americano e a arte de músicos do Grande ABC são os destaques da programação do 36º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, de 9 a 31 de julho na estância de inverno paulista. A abertura tradicional é da Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), regida por John Neschling, no dia 9, às 21h, no auditório Claudio Santoro, com a flautista Sharon Bezaly.

A Orquestra Sinfônica de Santo André se apresenta no dia 11, com Flavio Florence na regência e o pianista norte-americano Richard Bishop como solista. O trombonista Wagner Polistchuk, nascido em São Bernardo e titular da Osesp, ministra master classes para bolsistas e rege no dia 24 a apresentação do grupo de metais e percussão formado no Festival. Nos dias 22 e 23, à meia-noite, o barítono Paulo Szot, de Ribeirão Pires, mais a soprano Rosana Lamosa e o tenor Fernando Portari, estão no elenco de A Queda da Casa de Usher, ópera de Philip Glass baseada no conto de Edgar Allan Poe, com direção cênica de Carla Camurati. O maestro da Filarmônica de São Bernardo, João Maurício Galindo, comanda a Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, no dia 10, e divide com Cyro Pereira a regência da Jazz Sinfônica dias 23 e 24.

Serão 44 concertos em 23 dias. A ênfase na música erudita – e menos shows populares – confirma tendência iniciada no ano passado, seguindo orientação do diretor artístico, Roberto Minczuk, ex-regente assistente da Osesp e segundo ano à frente do evento na Serra da Mantiqueira.

Destaque para os 50 anos no Beaux Arts Trio, de Nova York, a estréia no Brasil de Manuel Barrueco, violonista cubano residente nos Estados Unidos, e o regente convidado Kurt Masur, alemão que deixou a Filarmônica de Nova York em 2001 para ser titular da Filarmônica de Londres e diretor da Orquestra Nacional da França. No Festival, ele comandará a Orquestra Acadêmica, a ser formada entre os 170 bolsistas – dia 29, em Campos, e dia 31, na Sala São Paulo. Do Brasil, pontuam o Quarteto Amazônia (dia 12), com solo de piano de Jean Louis Steuerman, e o pianista Arnaldo Cohen, no dia 28 e com a Osesp no dia 30, encerrando as atividades em Campos.

Será um festival erudito com um pé no popular. O tema de Star Wars, de John Williams, será tocado duas vezes no mesmo dia (17), com as bandas Sinfônica Jovem e Sinfônica do Estado de São Paulo. Composições de Jorge Ben Jor e Gonzaguinha serão executadas junto com obras Bach e Egberto Gismonti pelo grupo Metais São Paulo (dia 16).

Embora a música das Américas seja o tema da programação com composições de Villa-Lobos, Gershwin, Piazzolla, Carlos Gomes, Mignone, Almeida Prado e outros, a seleção musical também abrange obras dos europeus Mozart, Bach, Wagner e Beethoven.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;