Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Dilma, presidente. Alckmin, governador. Aloysio e Marta, senadores. Azul, rosa, verde, vermelha, as cores desta eleição

O Brasil retornava às urnas para eleger a primeira mulher presidente da Republica;no Estado de São Paulo, vitória já no primeiro turno novamente de um tucano


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

08/11/2021 | 22:42


O primeiro turno das eleições gerais de 2010 foi realizado em 3 de outubro. Apresentavam-se 22.570 candidatos que disputariam: uma vaga de presidente da República, 27 de governadores, 54 de senadores, 513 de deputados federais e 1.059 de deputados estaduais e distritais.

Dos 135.804.433 eleitores devidamente inscritos, 111.194.137 votaram, com uma abstenção de 18,12%; no Estado de São Paulo eram 30.289.723 eleitores, dos quais 25.310.267 foram às urnas (abstenção de 16,43%).

Já o quadro eleitoral do Grande ABC chegava a 1.932.231, equivalente a 1,42% do total de eleitores brasileiros. Destes, 1.657.260 votaram, com uma abstenção na região de 14,23%.

 E viria o segundo turno, em 31 de outubro de 2010, quando efetivamente seria eleita a cor: azul? Vermelha? Não, cor-de-rosa.

921 – No dia da eleição do primeiro turno, o Diário publicou em manchete: ‘Eleitor decide qual será a cor da política nacional e estadual’.

922 – Dilma Rousseff, a candidata do PT, encerrou campanha à Presidência da República em São Bernardo, acompanhada do presidente Lula em carreata. José Serra, o candidato do PSDB ao posto máximo da política brasileira, escolheu Diadema para finalizar a sua campanha. E o Diário preserva em seu Banco de Dados imagens daqueles momentos da política nacional, muitas inéditas.

923 – Dilma e Serra concorreram com mais sete candidatos à Presidência da República: Ivan Pinheiro (PCB), Levy Fidelix (PRTB), José Maria de Almeida (o Zé Maria com raízes no Grande ABC, do PSTU), José Maria Eymael (PSDC), Marina Silva (PV), Plínio Sampaio (Psol) e Rui Costa Pimenta (PCO).

924 – Dilma venceu o primeiro turno com 47.651.434 votos (46,91%); em segundo, Serra, com 33.132.283 (32,61%); e em terceiro, Marina Silva, com 19.636.359 (19,33%). Dos demais candidatos, somente Plínio Sampaio aproximou-se de um milhão de votos, obtendo 886.816. Os outros cinco candidatos ficaram distantes dos 100 mil votos. Manchete do Diário em 4 de outubro de 2010: ‘Onda verde tira votos de Dilma e leva Serra para o segundo turno’. E a explicação: “Marina Silva (do Partido Verde) foi decisiva para levar a eleição presidencial para o segundo turno”.

925 – No segundo turno, vitória de Dilma Roussef, com Michel Temer (PMDB) de vice-presidente. A dobradinha conseguiu 55.752.529 votos (56,05%); José Serra e Índio da Costa (DEM) como vice, 43.711.388 (43,95%).

926 – Manchete do Diário em 1º de novembro de 2010: ‘Brasil cor-de-rosa’. E o Editorial: ‘Lula é o grande vencedor’.

927 – Ao governo do Estado de São Paulo, o pleito de 2010 foi definido já no primeiro turno. Em manchete, na edição de 4 de outubro de 2010, o Diário assinalou: ‘São Paulo continua azul; com a vitória de Geraldo Alckmin, o PSDB mantém a hegemonia no Estado desde 1994’.

928 – Alckmin, com Guilherme Afif Domingos (DEM) de vice, ganharam já no primeiro turno o governo de São Paulo com 11.519.314 votos (50,63%); em segundo, Aloizio Mercadante (PT), 8.016.866 (35,23%); em terceiro, Celso Russomanno (PP), 1.233.397 (5,42%); em quarto, Paulo Skaf (PSB), 1.038.430 (4,57%); em quinto, Fábio Feldmann (PV), 940.379 (4,13%). Anaí Caproni (PCO), nascida em São Bernardo, obteve 4.656 votos. Paulo Bufalo (Psol), Igor Grabois (PCB) e Luiz Carlos Prates, o ‘Mancha’ (PSTU), tiveram suas candidaturas indeferidas.

929 – Em 2010, 15 candidatos paulistas se apresentaram na disputa das duas vagas ao Senado. Eleitos Aloysio Nunes (PSDB), com 11.189.168 votos (30,42%) e Marta Suplicy (PT), com 8.314.027 (22,61%). Os três outros mais votados foram Netinho de Paula (PCdoB), 7.773.327 (21,13%); Ricardo Young (PV), 4.117.634 (11,20%); e Romeu Tuma (PTB), 3.970.169 (10,79%). Outros candidatos: Ciro Moura (PTC), Moacyr Franco (PSL), Alexandre Serpa (PSB), Afonso Teixeira Filho (PCO), Ana Luiza de Figueiredo (PSTU), Marcelo Henrique (Psol) e Sérgio Pedó (PP). Dirceu Travesso (Pstu), Ernesto Freire (PCB) e Antônio Carlos Mazzeo (PCB) tiveram suas candidaturas indeferidas.

930 – Em 2010 foram também renovadas a Câmara Federal e as Assembleias Legislativas. A chamada Lei da Ficha Limpa deixou pelo caminho muitos candidatos, inclusive no Grande ABC. É o que Memória focalizará amanhã, na sequência desta série sobre as eleições brasileiras.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;