Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 11 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Milhoes de muçulmanos estao na peregrinaçao para Meca


Do Diário do Grande ABC

25/03/1999 | 12:13


Cerca de dois milhoes de muçulmanos se dirigiram nesta quinta-feira para Mina, vale próximo a Meca, no primeiro dia da grande peregrinaçao anual.

A pé ou de ônibus, uma massa compacta de peregrinos invadiu a estrada para Mina, de onde eles partirao nesta sexta rumo a Arafat para a subida do monte, a etapa mais importante da peregrinaçao que simboliza o Juízo Final.

Os homens usam sobre suas roupas a túnica de peregrino de tecido branco, sem costuras que, segundo a tradiçao, será usada como mortalha. As mulheres vao totalmente cobertas, com exceçao do rosto e das maos.

Enquanto caminha, grupos de peregrinos reunidos ao redor de seus respectivos estandartes nacionais repetem em coro "Eis-me aqui, Alá, respondendo ao Teu chamado". Muitos usam guarda-chuvas brancos para se proteger do sol.

Os carros que se dirigem a Mina saem de Meca em uma caravana apertada, fazendo um ruído ensurdecedor. Um helicóptero da defesa civil local sobrevoa a regiao.

Nesta quarta, os peregrinos correram para as lojas de Meca para comprar a comida desta quinta. Segundo a agência oficial SPA, no vale de Mina, as autoridades organizaram 6 mil postos de abastecimento de alimentos. Estao à disposiçao centenas de cisternas cheias de água. A utilizaçao de fornos a gás para a preparaçao da comida está proibida desde o ano passado, depois que um incêndio arrasou, em 1997, o acampamento de tendas para peregrinos instalado em Mina, matando 343 pessoas.

Este ano, 28 mil tendas de acampamento estao à disposiçao dos peregrinos. O acampamento de Mina ocupa dois terços do vale. Noventa e seis postos foram instalados para prestar atendimento médico de emergência e dezenas de clínicas e hospitais estao preparados para receber os peregrinos doentes em caso de necessidade.

As autoridades sauditas multiplicaram este ano as medidas de segurança para evitar acidentes. Dois mil caminhoes-tanque carregados com água foram postos à disposiçao da defesa civil saudita para lutar contra eventuais casos de incêndio, um dos principais riscos da peregrinaçao.

Foram tomadas medidas para tentar evitar os movimentos incontroláveis da multidao, como o de 1998, que matou 118 peregrinos durante o rito de lapidaçao das estelas. As autoridades religiosas modificaram as condiçoes de cumprimento deste rito, aumentando o período em que pode ser feito, para evitar que a multidao de peregrinos seja muito grande.

Depois de subir ao monte Arafat, nesta sexta, os peregrinos voltarao a Mina para matar um animal, normalmente um cordeiro, na chamada festa do sacrifício.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;