Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Diadema abre pregão para retomar exames de imagem

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Paço assinará contrato de R$ 6,7 mi após sete meses sem realizar diagnósticos


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

27/02/2018 | 07:00


Após pelo menos sete meses sem realizar exames por imagem, a Prefeitura de Diadema, governada por Lauro Michels (PV), colocou na rua licitação para contratar empresa que ficará responsável por fornecer equipamentos, mão de obra e insumos para os diagnósticos, como raio X. O pregão eletrônico foi aberto no dia 19 e o contrato é de R$ 6,7 milhões, válido por um ano.

De acordo com o edital desenhado pelo Paço, a firma a ser contratada deverá atuar em três equipamentos de Saúde do município: Quarteirão da Saúde, no Centro, e dois PAs (Pronto Atendimentos): o do Paineiras e o do Eldorado. O governo Lauro agendou para o dia 2 de março a disputa eletrônica. Por haver pequenos prazos para interposição de recursos, o processo deverá se prolongar por uma semana para, por fim, ser homologado.

O Diário vem mostrando esse impasse desde agosto do ano passado, quando visitou o espaço destinado à realização dos exames por imagem (ultrassonografia, mamografia, tomografia computadorizada, densitometria óssea e radiografia) no Quarteirão da Saúde e constatou a paralisação dos serviços. Funcionários relataram que a Fidi (Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem), então responsável pelos procedimentos, retirou os aparelhos do local, em meados de julho, por falta de pagamento por parte da gestão Lauro.

Embora a própria empresa tenha negado ter abandonado os serviços no Quarteirão por motivos de calote, a equipe de reportagem do Diário nunca encontrou funcionários da firma no espaço e o próprio Portal da Transparência da Prefeitura indicava a ausência de pagamentos de diversas mensalidades ao longo de 2017. Em dezembro, por exemplo, o Paço chegou a quitar parcelas referentes ao mês de maio. Ao todo, a Fidi recebeu R$ 2,7 milhões do governo Lauro no ano passado.

Desde que parou de realizar os serviços de diagnóstico por imagem, o município passou a atender apenas casos de urgência e emergência e ultrassons em episódios de gravidez de risco. O imbróglio também chegou a ser criticado na Câmara pelo oposicionista Cicinho (PRB).

Segundo o secretário de Saúde do município, Luiz Cláudio Sartori, a demora para a realização da licitação se deu por conta de entraves jurídicos.  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;