Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Laudo prova que família foi envenenada com arsênico em Campinas


Do Diário OnLine
Com Agências

21/02/2005 | 10:31


O laudo feito por peritos do IML (Instituto Médico Legal) de São Paulo comprovou que o médico homeopata Hudson da Silva Carvalho, 46 anos, sua mulher, Thelma Carvalho Migueis, 43, e sua filha Laila Migueis Carvalho, 17, foram envenenados com arsênico. O resultado da perícia foi enviada ao IML de Campinas, cidade onde aconteceu o crime.

Os investigadores agora trabalham apenas com a hipótese de envenenamento intencional, afastando a possibilidade de intoxicação alimentar. Os suspeitos pelo crime são o médico, que preparava medicamentos homeopáticos para a família, e a adolescente M.M.C., 15 anos, única sobrevivente.

M.M.C. deve prestar novo depoimento nesta semana. Ela terá de explicar porque ligou para o restaurante onde a família almoçou no dia do envenenamento para reclamar de uma suposta intoxicação alimentar. A polícia suspeita desta atitude, pois na hora da ligação a família já estava com graves sintomas de envenenamento.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;