Fechar
Publicidade

Domingo, 22 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Loja se recusa a trocar brinquedo novo com defeito


Vanessa Selicani
Do Diário do Grande ABC

27/08/2007 | 07:08


A socióloga Eliana Nunes Fernandes, 44 anos, de Santo André, comprou um brinquedo com defeito no mês passado. Quando constatou a falha, levou o produto, um carrinho Hot Wheels, para consertar. Tinham se passado 15 dias, mas a loja PB Kids não aceitou a reclamação.

Segundo Eliana, eles constataram o problema e entregaram a ela um cartão com o número de telefone de uma outra loja que conserta brinquedos.

“Me senti totalmente desamparada. Acreditava que trocariam o produto, mas em vez disso me mandaram consertá-lo”, lamentou.

No dia seguinte, ela telefonou para o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) da Mattel, produtora do carrinho com defeito. A orientação era para que voltasse à loja porque a mercadoria seria trocada, caso houvesse ainda no estoque.

Novamente na PB Kids, que fica no Shopping ABC, em Santo André, a funcionária ligou para o SAC, que pediu, então, para que a consumidora mandasse o produto pelos Correios. Só assim Eliana conseguiu um novo carrinho.

“Não entendi porque a loja não fez a troca, já que também tem responsabilidade na venda”, reclamou.

A PB Kids informou que o atendimento padrão da loja é trocar os brinquedos com problemas em até 30 dias depois da compra. No caso da socióloga, houve um engano.

Procon - Segundo o Procon-SP, todo produto durável tem até 90 dias de garantia assegurados pelo CDC (Código de Defesa do Consumidor). O reclamante pode exigir seus direitos tanto da loja que vende a mercadoria como do fabricante.

A entidade alerta que se o problema não for resolvido em 30 dias, o consumidor pode pedir o dinheiro de volta ou um produto novo.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;