Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Polícia mexicana prende quadrilha que mandava heroína aos EUA


Do Diário do Grande ABC

17/06/2000 | 13:29


A polícia mexicana anunciou a prisao de dois integrantes de uma quadrilha de narcotraficantes, responsável pelo envio aos Estados Unidos de um tipo pouco comum de heroína, pura e barata.

Isaías Hernández e Juan Hernández foram detidos no estado de Nayarit, 390 km a noroeste da capital mexicana, como parte de uma operaçao conjunta com o DEA, departamento anti-drogas dos Estados Unidos.

Eles eram responsáveis pelo embarque da droga, que nos Estados Unidos era distribuída em 22 cidades. O tráfico mensal de heroína para aquele país chegava a 35 kg, avaliados em US$ 7 milhoes.

O grau de pureza e o preço baixo da droga fizeram os mexicanos dominar áreas nos Estados Unidos, antes controladas pelos narcotraficantes colombianos.

Desde o início desta nova investida contra o narcotráfico, em outubro passado, o DEA e o FBI já haviam detido 70 traficantes. Quinta-feira, de uma só vez, foram feitas 176 prisoes. Mas, ao que tudo indica, Isaías e Juan foram os dois mais poderosos colocados na cadeia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia mexicana prende quadrilha que mandava heroína aos EUA

Do Diário do Grande ABC

17/06/2000 | 13:29


A polícia mexicana anunciou a prisao de dois integrantes de uma quadrilha de narcotraficantes, responsável pelo envio aos Estados Unidos de um tipo pouco comum de heroína, pura e barata.

Isaías Hernández e Juan Hernández foram detidos no estado de Nayarit, 390 km a noroeste da capital mexicana, como parte de uma operaçao conjunta com o DEA, departamento anti-drogas dos Estados Unidos.

Eles eram responsáveis pelo embarque da droga, que nos Estados Unidos era distribuída em 22 cidades. O tráfico mensal de heroína para aquele país chegava a 35 kg, avaliados em US$ 7 milhoes.

O grau de pureza e o preço baixo da droga fizeram os mexicanos dominar áreas nos Estados Unidos, antes controladas pelos narcotraficantes colombianos.

Desde o início desta nova investida contra o narcotráfico, em outubro passado, o DEA e o FBI já haviam detido 70 traficantes. Quinta-feira, de uma só vez, foram feitas 176 prisoes. Mas, ao que tudo indica, Isaías e Juan foram os dois mais poderosos colocados na cadeia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;