Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Moradores reclamam de buraco eterno

Temporais e passagem de veículos abrem fissuras em rua da Vila Floresta


Caroline Garcia
Especial para o Diário

03/02/2012 | 07:00


Buraco na altura do número 17 da Rua Jordão, no cruzamento com a Rua Ibiacema, na Vila Floresta, em Santo André, atrapalha o dia a dia dos moradores desde 2008. O asfalto costuma ceder com as chuvas e passagem de veículos - o temporal do dia 17 agravou as fissuras.

De acordo com os moradores, em janeiro de 2011 o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) foi acionado e demorou oito meses para realizar os reparos. A espera desta vez soma 13 dias. "Eles aparecem, colocam novo asfalto, mas não adianta nada", conta o morador Carlos Carvalho.

No local, há cavaletes de sinalização do Semasa para alertar motoristas e pedestres; placa foi instalada, ao lado do buraco, para facilitar a passagem de carros.

"Tenho van e a dificuldade para entrar e sair todos os dias é enorme", afirma o morador Jonadabe França dos Passos.

O Semasa informa que o local será vistoriado, mas não especificou quando a equipe realizará a visita.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Moradores reclamam de buraco eterno

Temporais e passagem de veículos abrem fissuras em rua da Vila Floresta

Caroline Garcia
Especial para o Diário

03/02/2012 | 07:00


Buraco na altura do número 17 da Rua Jordão, no cruzamento com a Rua Ibiacema, na Vila Floresta, em Santo André, atrapalha o dia a dia dos moradores desde 2008. O asfalto costuma ceder com as chuvas e passagem de veículos - o temporal do dia 17 agravou as fissuras.

De acordo com os moradores, em janeiro de 2011 o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) foi acionado e demorou oito meses para realizar os reparos. A espera desta vez soma 13 dias. "Eles aparecem, colocam novo asfalto, mas não adianta nada", conta o morador Carlos Carvalho.

No local, há cavaletes de sinalização do Semasa para alertar motoristas e pedestres; placa foi instalada, ao lado do buraco, para facilitar a passagem de carros.

"Tenho van e a dificuldade para entrar e sair todos os dias é enorme", afirma o morador Jonadabe França dos Passos.

O Semasa informa que o local será vistoriado, mas não especificou quando a equipe realizará a visita.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;