Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Branco lidera vendas

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Alexandre Calisto
Especial para o Diário

04/01/2012 | 07:00


Ao contrário dos automóveis, mais da metade dos caminhões que saem de fábrica é da cor branca. Essa realidade não é tão nova assim. Mas há algum tempo outras cores, como vermelha e prata, têm entrado no ranking de vendas.

Os números variam de uma montadora para outra, mas o branco lidera a lista. Segundo Victor Carvalho, gerente executivo de vendas de caminhões da Scania no Brasil, 61,7% dos pesados negociados são brancos. Em segundo lugar está o vermelho pimenta (20,3%), seguido pelo prata diamante (10,1%).

Na Volkswagen, apenas 10% dos caminhões vendidos são de outras cores. Na Iveco, estatísticas apontam que a cor representa 70% das vendas.

Mas apesar da predominância do branco no mercado de vendas de caminhões, a Fenatran apresentou no ano passado algumas tendências, entre elas os caminhões de cores diversificadas.

A demanda ainda é pequena, mas já é possível perceber o avanço, ainda que lento, das diversas opções de cores. Segundo Marcelo Bouhid, gerente de marketing da Iveco, "mesmo diante da forte tendência de caminhões brancos, é possível notar o aumento na aceitação de outras cores", avalia.

A cor branca é a preferida dos compradores por diversos fatores. Claudio Gasparetti, gerente de marketing de caminhões da Mercedes-Benz do Brasill, explica que "o branco é a pintura base dos frotistas". A cor é requisitada por dois simples motivos: facilita a customização e a manutenção do caminhão.

Victor Carvalho, gerente executivo de vendas da Scania, acrescenta que a cor favorece a personalização. "O branco facilita a colocação do adesivo da empresa ou até a personalização parcial do caminhão, como a pintura do para-choque ou da grade frontal."

Outra razão é a manutenção. Gasparetti diz que alguns clientes afirmam que "a manutenção é mais simples, já que é mais fácil para fazer os retoques na pintura quando necessário".

 

Autônomo investe em cor diferente

 

Com base nos dados apresentados pelas montadoras ouvidas pelo Diário, podemos dizer que as cores diferentes são apostas de quem trabalha por conta própria. Outra estatística considerável é que os caminhões coloridos saem em grande quantidade para as regiões Norte e Nordeste. Já o Sul, Sudeste e Centro-oeste, que aglomeram grande número de frotas, lideram os pedidos de caminhões brancos.

A divisão de cores por região é explicada por Claudio Gasparetti, gerente de marketing de caminhões da Mercedes-Benz do Brasil: "No Nordeste há mais compradores autônomos, que procuram veículos diferentes, com cores diversas. No Sul e Sudeste, são empresas que compram os pesados brancos para compor a frota."

Antônio Cammarosano, diretor de vendas da Volkswagen, aponta algumas das vantagens para quem compra o veículo colorido: "Em caso de roubo, o caminhão colorido pode ser encontrado com mais facilidade. Algumas empresas inclusive pintam o quadro do chassis para caracterizar ainda mais o veículo."

Na opinião de Cammarosano, a diversificação das cores em caminhões ainda não é tendência, porém ele acredita que as grandes empresas investirão na customização para se diferenciarem de outras frotas e criar o padrão da transportadora.

Victor Carvalho, gerente executivo de vendas de veículos da Scania, explica que a personalização do caminhão torna a empresa mais visível. "Existem companhias que trabalham com o padrão de frota formada por veículos de cores diferenciadas, com estratégias de marketing mais definidas neste sentido."



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;