Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Diante de impasse, grupo partidário sugere filho do vice no 1º escalão

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ala de apoio a Paulo Serra vê disputa desleal em reeleição de Lucas Zacarias


Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

25/11/2019 | 07:00


Diante de impasse e, ao mesmo tempo, em sinal de apoio ao projeto de reeleição do prefeito Paulo Serra (PSDB) em 2020, parte de grupo de parlamentares de Santo André, que no total tem 13 nomes, se movimenta por adesão à manutenção da chapa governista, com o tucano na cabeça e Luiz Zacarias (PTB) na condição de vice, mas tenta barrar o filho Lucas Zacarias (PTB) no jogo eleitoral ao apontar desequilíbrio de forças. Entre as propostas está sugerir a ida de Lucas ao alto escalão, na ideia de ele assumir a pasta hoje comandada pelo pai, que é superintendente da Unidade de Relações Institucionais e Comunitárias.

Boa parcela do bloco de vereadores entende que a “concorrência é desleal” e pretende oficializar a indicação ao prefeito e vice após o recesso parlamentar. Na visão da ala, Zacarias ainda agrega eleitoralmente e como número dois do Paço, a despeito do suposto privilégio dado ao filho. A nomeação de Lucas resolveria o imbróglio quanto a eventual vantagem alegada, tiraria Lucas da empreitada com a sua permanência no secretariado e ainda solucionaria o problema criado em relação a Marcos Pinchiari, primeiro suplente do PTB, que exerce a função de vereador em razão de Edson Sardano (PTB) ter se licenciado para assumir a pasta de Segurança – teria havido acordo para Lucas tirar licença do mandato caso pai e filho fossem eleitos em 2016.

Líder do governo na Câmara, o vereador Fábio Lopes (Cidadania) sustentou que a sigla aceitou retirar briga pela vice e apoiar a chapa do prefeito com Zacarias desde que o vice “abra mão do projeto pessoal”. “Consideramos que essa concentração da família Zacarias é prejudicial.” Ele admitiu proposta referente a Lucas, reiterando tráfico de influência no mandato, o que tem incomodado os vereadores – outros reconhecem a situação, mas preferem não se expor. “Não é situação que incomoda só a mim, incomoda o conjunto (de parlamentares). Entendemos que o projeto do prefeito Paulo Serra é importante, mas para isso precisamos fazer com que todas as partes sejam equilibradas.”

Zacarias discordou da tese de privilégios ao alegar que o gabinete “está aberto a todos, sem distinção”, colocando panos quentes. “Estou à disposição, de portas abertas. Sou parceiro dos vereadores, trabalho em prol do conjunto e soldado do governo, mas em relação ao Lucas é direito dele, é natural.” Lucas, por outro lado, reiterou que mantém interesse em renovar mandato na Câmara e ponderou que, até agora, não recebeu qualquer convite.

Existe interlocução preliminar, em caso de resistência, em torno de o bloco se articular por suporte a plano alternativo, que passa por sugerir a migração de Edson Sardano às fileiras do PSD ou DEM, duas siglas aliadas, como opção para compor como vice na chapa, entrando na briga para substituir Zacarias. Próximo de retornar ao Legislativo, Sardano sofreu desgaste junto ao PTB na eleição de 2018.

Paulo Serra evitou falar especificamente sobre o impasse, atendo-se somente que a questão não está em análise. Manifestou apenas satisfação com a consolidação do grupo de apoio. “Vejo com bons olhos, é adesão significativa na Câmara. Isso materializa que estamos no caminho certo. Mas discutir cenários só a partir do recesso e início do ano que vem. A prioridade neste momento continua sendo projetos, todos que estão saindo do papel e outros novos que vão surgir em 2020.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diante de impasse, grupo partidário sugere filho do vice no 1º escalão

Ala de apoio a Paulo Serra vê disputa desleal em reeleição de Lucas Zacarias

Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

25/11/2019 | 07:00


Diante de impasse e, ao mesmo tempo, em sinal de apoio ao projeto de reeleição do prefeito Paulo Serra (PSDB) em 2020, parte de grupo de parlamentares de Santo André, que no total tem 13 nomes, se movimenta por adesão à manutenção da chapa governista, com o tucano na cabeça e Luiz Zacarias (PTB) na condição de vice, mas tenta barrar o filho Lucas Zacarias (PTB) no jogo eleitoral ao apontar desequilíbrio de forças. Entre as propostas está sugerir a ida de Lucas ao alto escalão, na ideia de ele assumir a pasta hoje comandada pelo pai, que é superintendente da Unidade de Relações Institucionais e Comunitárias.

Boa parcela do bloco de vereadores entende que a “concorrência é desleal” e pretende oficializar a indicação ao prefeito e vice após o recesso parlamentar. Na visão da ala, Zacarias ainda agrega eleitoralmente e como número dois do Paço, a despeito do suposto privilégio dado ao filho. A nomeação de Lucas resolveria o imbróglio quanto a eventual vantagem alegada, tiraria Lucas da empreitada com a sua permanência no secretariado e ainda solucionaria o problema criado em relação a Marcos Pinchiari, primeiro suplente do PTB, que exerce a função de vereador em razão de Edson Sardano (PTB) ter se licenciado para assumir a pasta de Segurança – teria havido acordo para Lucas tirar licença do mandato caso pai e filho fossem eleitos em 2016.

Líder do governo na Câmara, o vereador Fábio Lopes (Cidadania) sustentou que a sigla aceitou retirar briga pela vice e apoiar a chapa do prefeito com Zacarias desde que o vice “abra mão do projeto pessoal”. “Consideramos que essa concentração da família Zacarias é prejudicial.” Ele admitiu proposta referente a Lucas, reiterando tráfico de influência no mandato, o que tem incomodado os vereadores – outros reconhecem a situação, mas preferem não se expor. “Não é situação que incomoda só a mim, incomoda o conjunto (de parlamentares). Entendemos que o projeto do prefeito Paulo Serra é importante, mas para isso precisamos fazer com que todas as partes sejam equilibradas.”

Zacarias discordou da tese de privilégios ao alegar que o gabinete “está aberto a todos, sem distinção”, colocando panos quentes. “Estou à disposição, de portas abertas. Sou parceiro dos vereadores, trabalho em prol do conjunto e soldado do governo, mas em relação ao Lucas é direito dele, é natural.” Lucas, por outro lado, reiterou que mantém interesse em renovar mandato na Câmara e ponderou que, até agora, não recebeu qualquer convite.

Existe interlocução preliminar, em caso de resistência, em torno de o bloco se articular por suporte a plano alternativo, que passa por sugerir a migração de Edson Sardano às fileiras do PSD ou DEM, duas siglas aliadas, como opção para compor como vice na chapa, entrando na briga para substituir Zacarias. Próximo de retornar ao Legislativo, Sardano sofreu desgaste junto ao PTB na eleição de 2018.

Paulo Serra evitou falar especificamente sobre o impasse, atendo-se somente que a questão não está em análise. Manifestou apenas satisfação com a consolidação do grupo de apoio. “Vejo com bons olhos, é adesão significativa na Câmara. Isso materializa que estamos no caminho certo. Mas discutir cenários só a partir do recesso e início do ano que vem. A prioridade neste momento continua sendo projetos, todos que estão saindo do papel e outros novos que vão surgir em 2020.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;