Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Oposição adia projeto e impõe derrota a Lauro na Câmara

Em novo revés, prefeito vê proposta sobre OSs ser prorrogada; grupo opositor ressurge


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

01/12/2017 | 07:00


A oposição impôs nova derrota ao prefeito Lauro Michels (PV) na Câmara de Diadema e conseguiu adiar por cinco sessões projeto do governo que regulamenta a contratação de servidores efetivos da administração por OSs (Organizações Sociais). Com o revés, o verde vê ressurgir antigo grupo opositor, o chamado G-12, que deu dores de cabeça a ele, engessou a governabilidade no primeiro semestre e chegou a instaurar CPIs contra sua gestão nos seis primeiros meses.

Porposto pelo oposicionista Josa Queiroz (PT), o adiamento foi endossado por 11 vereadores – os mesmos das bancadas do PT, PR, PRB, PPS e DEM –, que compunham o antigo grupo opositor, com exceção de Audair Leonel (PPS). O popular-socialista ficou isolado no partido.

O presidente do PPS e secretário de Transportes, José Carlos Gonçalves, foi acionado e chegou a ir ao Legislativo tentar demover os correligionários Boquinha e Companheiro Sérgio, mas não adiantou. Crítica ao projeto, a direção do Sindema (Sindicato dos Servidores Públicos de Diadema) acompanhou a sessão presencialmente.

Descontente com a demora de Lauro em cumprir a promessa de abrir mais espaço aos partidos, com cargos no Paço, por exemplo, o grupo já vinha se movimentando internamente nas últimas semanas para desembarcar do governo. Paralelamente, PPS e DEM se aproximaram do presidente da Câmara, Marcos Michels (PSB), e fecharam apoio à futura candidatura do socialista a deputado estadual no ano que vem, à revelia da vontade de Lauro em lançar para a disputa o vice-prefeito e chefe de Gabinete, Márcio da Farmácia (PV). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Oposição adia projeto e impõe derrota a Lauro na Câmara

Em novo revés, prefeito vê proposta sobre OSs ser prorrogada; grupo opositor ressurge

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

01/12/2017 | 07:00


A oposição impôs nova derrota ao prefeito Lauro Michels (PV) na Câmara de Diadema e conseguiu adiar por cinco sessões projeto do governo que regulamenta a contratação de servidores efetivos da administração por OSs (Organizações Sociais). Com o revés, o verde vê ressurgir antigo grupo opositor, o chamado G-12, que deu dores de cabeça a ele, engessou a governabilidade no primeiro semestre e chegou a instaurar CPIs contra sua gestão nos seis primeiros meses.

Porposto pelo oposicionista Josa Queiroz (PT), o adiamento foi endossado por 11 vereadores – os mesmos das bancadas do PT, PR, PRB, PPS e DEM –, que compunham o antigo grupo opositor, com exceção de Audair Leonel (PPS). O popular-socialista ficou isolado no partido.

O presidente do PPS e secretário de Transportes, José Carlos Gonçalves, foi acionado e chegou a ir ao Legislativo tentar demover os correligionários Boquinha e Companheiro Sérgio, mas não adiantou. Crítica ao projeto, a direção do Sindema (Sindicato dos Servidores Públicos de Diadema) acompanhou a sessão presencialmente.

Descontente com a demora de Lauro em cumprir a promessa de abrir mais espaço aos partidos, com cargos no Paço, por exemplo, o grupo já vinha se movimentando internamente nas últimas semanas para desembarcar do governo. Paralelamente, PPS e DEM se aproximaram do presidente da Câmara, Marcos Michels (PSB), e fecharam apoio à futura candidatura do socialista a deputado estadual no ano que vem, à revelia da vontade de Lauro em lançar para a disputa o vice-prefeito e chefe de Gabinete, Márcio da Farmácia (PV). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;