Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Secretário petista deve integrar futuro governo de Aidan Ravin

Thales Stadler/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Leandro Laranjeira
Do Diário do Grande ABC

30/12/2008 | 07:02


Integrante da atual administração petista em Santo André, o secretário de Inclusão Social, Ademar Carlos de Oliveira, deve permanecer à frente da Pasta durante o governo Aidan Ravin (PTB). Segundo informações, ele já teria conversado a respeito do assunto com o prefeito João Avamileno (PT) e aceitado o convite petebista.

Para tanto, porém, Ademar teve de se desligar do PT. Recentemente, a legenda aprovou resolução por meio da qual desautoriza qualquer filiado a participar em cargos de confiança do próximo governo, considerado pelos petistas como "conservador, clientelista e neoliberal".

O presidente municipal da sigla, Tiago Nogueira, confirmou a desfiliação de Ademar - a carta teria sido entregue ontem à tarde, pessoalmente, na sede do partido. O dirigente lamentou o posicionamento do secretário. "O projeto do PT é antagônico ao do Aidan", reclamou. "Essa atitude demonstra apenas que eles realmente não têm nomes para compor o secretariado. Tiveram de recorrer aos quadros da atual administração", acrescentou.

A oposição tem criticado Aidan em função da demora no anúncio da equipe de governo. O petebista divulgaria ontem os nomes restantes de seu secretariado, mas, em decorrência de "problemas de saúde", adiou a divulgação para hoje, a dois dias da posse.

Nenhum dos envolvidos falou sobre o assunto. Ademar não retornou as ligações da reportagem. Por meio de suas respectivas assessorias, o prefeito Avamileno afirmou que "não comentaria especulações", e Aidan disse que se pronunciaria apenas hoje.

CONFIRMADOS
Até o momento, o petebista designou 11 nomes do futuro governo. Um deles, Sandro Paulo Sabbauskas, o Sabbá (Instituto de Previdência), reforçou a tese da oposição sobre a suposta dificuldade na montagem do time: Sabbá foi candidato a vereador pelo Psol.

O primeiro escalão de Aidan será completado hoje, com o anúncio de seis secretários: Comunicação, Desenvolvimento, Finanças, Inclusão Social, Saúde e Semasa.

Já foram confirmados Adilson de Lima (Segurança), Alberto Casalinho (Obras), Cleide Buab Eid Bochixio (Educação), Denise Ravin (Fundo Social de Solidariedade), Dinah Zekcer (Governo), Edson Melo Salvo (Cultura, Esportes e Lazer), Euclides Marchi (Craisa), Jorge Guzo (Administração), Marcos Camargo (Gabinete), Niljanil Bueno Brasil (Assuntos Jurídicos) e Sabbá (Instituto de Previdência).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Secretário petista deve integrar futuro governo de Aidan Ravin

Leandro Laranjeira
Do Diário do Grande ABC

30/12/2008 | 07:02


Integrante da atual administração petista em Santo André, o secretário de Inclusão Social, Ademar Carlos de Oliveira, deve permanecer à frente da Pasta durante o governo Aidan Ravin (PTB). Segundo informações, ele já teria conversado a respeito do assunto com o prefeito João Avamileno (PT) e aceitado o convite petebista.

Para tanto, porém, Ademar teve de se desligar do PT. Recentemente, a legenda aprovou resolução por meio da qual desautoriza qualquer filiado a participar em cargos de confiança do próximo governo, considerado pelos petistas como "conservador, clientelista e neoliberal".

O presidente municipal da sigla, Tiago Nogueira, confirmou a desfiliação de Ademar - a carta teria sido entregue ontem à tarde, pessoalmente, na sede do partido. O dirigente lamentou o posicionamento do secretário. "O projeto do PT é antagônico ao do Aidan", reclamou. "Essa atitude demonstra apenas que eles realmente não têm nomes para compor o secretariado. Tiveram de recorrer aos quadros da atual administração", acrescentou.

A oposição tem criticado Aidan em função da demora no anúncio da equipe de governo. O petebista divulgaria ontem os nomes restantes de seu secretariado, mas, em decorrência de "problemas de saúde", adiou a divulgação para hoje, a dois dias da posse.

Nenhum dos envolvidos falou sobre o assunto. Ademar não retornou as ligações da reportagem. Por meio de suas respectivas assessorias, o prefeito Avamileno afirmou que "não comentaria especulações", e Aidan disse que se pronunciaria apenas hoje.

CONFIRMADOS
Até o momento, o petebista designou 11 nomes do futuro governo. Um deles, Sandro Paulo Sabbauskas, o Sabbá (Instituto de Previdência), reforçou a tese da oposição sobre a suposta dificuldade na montagem do time: Sabbá foi candidato a vereador pelo Psol.

O primeiro escalão de Aidan será completado hoje, com o anúncio de seis secretários: Comunicação, Desenvolvimento, Finanças, Inclusão Social, Saúde e Semasa.

Já foram confirmados Adilson de Lima (Segurança), Alberto Casalinho (Obras), Cleide Buab Eid Bochixio (Educação), Denise Ravin (Fundo Social de Solidariedade), Dinah Zekcer (Governo), Edson Melo Salvo (Cultura, Esportes e Lazer), Euclides Marchi (Craisa), Jorge Guzo (Administração), Marcos Camargo (Gabinete), Niljanil Bueno Brasil (Assuntos Jurídicos) e Sabbá (Instituto de Previdência).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;