Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Karen Marinho: princesinha na batalha


Gabriela Germano
Da TV Press

28/12/2008 | 07:09


Para a atriz Karen Marinho o centenário da morte de Machado de Assis, definitivamente, não passou em branco. Ela leu livros do autor na escola, conferiu uma peça da atriz Suely Franco baseada em uma obra do escritor e ainda se deparou com um texto machadiano na prova do vestibular. E, depois de tudo isso, recebeu um telefonema da Record convidando-a para viver Cecília no especial Os Óculos de Pedro Antão, adaptação de um conto homônimo do autor, que será exibida nesta segunda-feira, às 23h. "É o meu ano machadiano. Estou superfeliz com esse trabalho, mas com um pouquinho de medo", confessa a jovem de 18 anos.

O programa com duração de 40 minutos e dirigido por Adolfo Rosenthal é uma parceria da emissora com a produtora Contém Conteúdo. O conto de Machado de Assis é pouco conhecido pelo público, que lê com mais freqüência os romances do autor. A história se passa em 1880 e mostra a visita de dois amigos ao casarão que o falecido Antão deixou de herança para o seu sobrinho Mendonça, vivido por Bruno Mello.

Em meio a muito mistério e suspense, há também a história do amor impossível que a personagem de Karen Marinho protagoniza. Antão e Cecília se apaixonam. Mas os pais da moça, Barão de Albuquerque e Dona Camila, interpretados por Roberto Pirillo e Luiza Tomé, querem um casamento promissor para a filha, algo que Antão, vivido por Michel Bercovitch, não pode oferecer.

"Apesar de falarem que Cecília é uma princesinha, não vejo assim. Porque ela passa por cima de tudo e fica com Antão. É uma menina forte, que corre atrás", justifica Karen.

O especial de fim de ano da Record é o primeiro trabalho de época da carreira de Karen. "Estou realizando o meu sonho de participar desse tipo de produção", valoriza. A atriz sempre quis usar longos e armados vestidos e conta que o momento da preparação do figurino é um dos mais prazerosos. "Me apertam de todos os lados e me chamam de Maria Antonieta. É difícil usar roupas de época, mas é uma delícia", conta.

A preparação para o papel vai além das leituras das obras de Machado. Depois de desistir do sonho de ser médica por perceber que não poderia conciliar essa profissão com a carreira de atriz, Karen decidiu prestar vestibular para História e acredita que seus estudos fazem diferença na hora de participar de um trabalho como esse.

"É bom se informar sobre a realidade da época em que o conto foi escrito para interpretar com mais veracidade", defende ela, que só começa a cursar a PUC do Rio de Janeiro no início de 2009.

Contratada pela Record, o último trabalho de Karen na TV foi em Luz do Sol, como a rebelde Isabela. Antes disso, ela tinha participado de Malhação e Sítio do Picapau Amarelo, na Globo.

Apesar de ter começado a fazer teatro aos 11 anos de idade e já ter se acostumado às câmaras na TV, a atriz não esconde que a cada novo trabalho, bate uma insegurança. Ainda mais encenando Machado de Assis.

"Minha vontade é de ser perfeita, o que sei que é impossível. Mas o trabalho está sendo feito com capricho e só posso torcer para que fique lindo", aguarda, ansiosa pelo resultado final.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Karen Marinho: princesinha na batalha

Gabriela Germano
Da TV Press

28/12/2008 | 07:09


Para a atriz Karen Marinho o centenário da morte de Machado de Assis, definitivamente, não passou em branco. Ela leu livros do autor na escola, conferiu uma peça da atriz Suely Franco baseada em uma obra do escritor e ainda se deparou com um texto machadiano na prova do vestibular. E, depois de tudo isso, recebeu um telefonema da Record convidando-a para viver Cecília no especial Os Óculos de Pedro Antão, adaptação de um conto homônimo do autor, que será exibida nesta segunda-feira, às 23h. "É o meu ano machadiano. Estou superfeliz com esse trabalho, mas com um pouquinho de medo", confessa a jovem de 18 anos.

O programa com duração de 40 minutos e dirigido por Adolfo Rosenthal é uma parceria da emissora com a produtora Contém Conteúdo. O conto de Machado de Assis é pouco conhecido pelo público, que lê com mais freqüência os romances do autor. A história se passa em 1880 e mostra a visita de dois amigos ao casarão que o falecido Antão deixou de herança para o seu sobrinho Mendonça, vivido por Bruno Mello.

Em meio a muito mistério e suspense, há também a história do amor impossível que a personagem de Karen Marinho protagoniza. Antão e Cecília se apaixonam. Mas os pais da moça, Barão de Albuquerque e Dona Camila, interpretados por Roberto Pirillo e Luiza Tomé, querem um casamento promissor para a filha, algo que Antão, vivido por Michel Bercovitch, não pode oferecer.

"Apesar de falarem que Cecília é uma princesinha, não vejo assim. Porque ela passa por cima de tudo e fica com Antão. É uma menina forte, que corre atrás", justifica Karen.

O especial de fim de ano da Record é o primeiro trabalho de época da carreira de Karen. "Estou realizando o meu sonho de participar desse tipo de produção", valoriza. A atriz sempre quis usar longos e armados vestidos e conta que o momento da preparação do figurino é um dos mais prazerosos. "Me apertam de todos os lados e me chamam de Maria Antonieta. É difícil usar roupas de época, mas é uma delícia", conta.

A preparação para o papel vai além das leituras das obras de Machado. Depois de desistir do sonho de ser médica por perceber que não poderia conciliar essa profissão com a carreira de atriz, Karen decidiu prestar vestibular para História e acredita que seus estudos fazem diferença na hora de participar de um trabalho como esse.

"É bom se informar sobre a realidade da época em que o conto foi escrito para interpretar com mais veracidade", defende ela, que só começa a cursar a PUC do Rio de Janeiro no início de 2009.

Contratada pela Record, o último trabalho de Karen na TV foi em Luz do Sol, como a rebelde Isabela. Antes disso, ela tinha participado de Malhação e Sítio do Picapau Amarelo, na Globo.

Apesar de ter começado a fazer teatro aos 11 anos de idade e já ter se acostumado às câmaras na TV, a atriz não esconde que a cada novo trabalho, bate uma insegurança. Ainda mais encenando Machado de Assis.

"Minha vontade é de ser perfeita, o que sei que é impossível. Mas o trabalho está sendo feito com capricho e só posso torcer para que fique lindo", aguarda, ansiosa pelo resultado final.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;