Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 15 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Terminais rodoviários registram fluxo tranquilo e boas histórias

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Rodoviárias de Sto.André e S.Bernardo recebem 40 mil pessoas por dia


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

27/12/2014 | 07:00


Fim de ano é momento oportuno para realizar confraternizações familiares e rever entes queridos. E aqueles que escolheram o transporte coletivo rodoviário para encurtar as distâncias encontraram ontem movimento tranquilo tanto no Tersa (Terminal Rodoviário de Santo André) quanto no Terminal Rodoviário João Setti, em São Bernardo.

Juntos, os dois espaços registram a passagem de 40 mil pessoas por dia com destino aos mais diversos locais, desde cidades do litoral paulista e interior de São Paulo até municípios de outros Estados, como Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

Quem aproveitou o recesso de fim de ano e o período de festas para rever a família, que mora a 170 quilômetros de distância, em Mogi Mirim, no interior do Estado, foi a dona de casa Jessica Rodrigues, 23 anos. A moradora de Ribeirão Pires se encantou pela região há quatro anos durante viagem a passeio, quando conheceu o marido, o metalúrgico Marcelo Rodrigues Nunes, 32, e desde então está longe da família e da cidade natal.

Neste ano, a viagem tem motivo especial: levar a filha, Marcelli, 2, para ver a avó, Iolanda, 71, que está com problemas de saúde. “Sou a única da família que mora longe, então tenho que aproveitar esses momentos para ficar perto dela (Iolanda), que já está bem debilitada, com uma das veias do coração entupida”, destaca.

Outra que vai reencontrar a família no Réveillon é a analista fiscal desempregada Maria Araújo, 40, que embarcou na tarde de ontem para o Rio de Janeiro. A moradora de Santo André estava ansiosa para rever o irmão e tias na Cidade Maravilhosa depois de dez anos. “Apareceu essa oportunidade, então, resolvi aproveitar para passear, descansar e também matar a saudade da família”, diz. Para isso, ela destaca ter contado com ajuda extra do marido, que lhe proporcionou ‘férias’ de uma semana ao viajar com os filhos.

No caso da esteticista Michele dos Santos, 27, o embarque rumo a Curitiba, no Paraná, na tarde de ontem, simbolizou despedida após Natal em família em Santo André. Depois de três anos sem encontrar tios, primos e avós, ela usou as férias dos filhos para reunir os parentes. “Quando se mora longe e não tem condições de visitar sempre, é preciso aproveitar os momentos”. Além de bagagem recheada de presentes, as crianças carregaram na memória lembranças dos momentos felizes durante as duas semanas que passaram na cidade. “Adoramos o parque (Prefeito Celso Daniel, no bairro Jardim), principalmente as tartarugas”, lembra Michele. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Terminais rodoviários registram fluxo tranquilo e boas histórias

Rodoviárias de Sto.André e S.Bernardo recebem 40 mil pessoas por dia

Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

27/12/2014 | 07:00


Fim de ano é momento oportuno para realizar confraternizações familiares e rever entes queridos. E aqueles que escolheram o transporte coletivo rodoviário para encurtar as distâncias encontraram ontem movimento tranquilo tanto no Tersa (Terminal Rodoviário de Santo André) quanto no Terminal Rodoviário João Setti, em São Bernardo.

Juntos, os dois espaços registram a passagem de 40 mil pessoas por dia com destino aos mais diversos locais, desde cidades do litoral paulista e interior de São Paulo até municípios de outros Estados, como Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

Quem aproveitou o recesso de fim de ano e o período de festas para rever a família, que mora a 170 quilômetros de distância, em Mogi Mirim, no interior do Estado, foi a dona de casa Jessica Rodrigues, 23 anos. A moradora de Ribeirão Pires se encantou pela região há quatro anos durante viagem a passeio, quando conheceu o marido, o metalúrgico Marcelo Rodrigues Nunes, 32, e desde então está longe da família e da cidade natal.

Neste ano, a viagem tem motivo especial: levar a filha, Marcelli, 2, para ver a avó, Iolanda, 71, que está com problemas de saúde. “Sou a única da família que mora longe, então tenho que aproveitar esses momentos para ficar perto dela (Iolanda), que já está bem debilitada, com uma das veias do coração entupida”, destaca.

Outra que vai reencontrar a família no Réveillon é a analista fiscal desempregada Maria Araújo, 40, que embarcou na tarde de ontem para o Rio de Janeiro. A moradora de Santo André estava ansiosa para rever o irmão e tias na Cidade Maravilhosa depois de dez anos. “Apareceu essa oportunidade, então, resolvi aproveitar para passear, descansar e também matar a saudade da família”, diz. Para isso, ela destaca ter contado com ajuda extra do marido, que lhe proporcionou ‘férias’ de uma semana ao viajar com os filhos.

No caso da esteticista Michele dos Santos, 27, o embarque rumo a Curitiba, no Paraná, na tarde de ontem, simbolizou despedida após Natal em família em Santo André. Depois de três anos sem encontrar tios, primos e avós, ela usou as férias dos filhos para reunir os parentes. “Quando se mora longe e não tem condições de visitar sempre, é preciso aproveitar os momentos”. Além de bagagem recheada de presentes, as crianças carregaram na memória lembranças dos momentos felizes durante as duas semanas que passaram na cidade. “Adoramos o parque (Prefeito Celso Daniel, no bairro Jardim), principalmente as tartarugas”, lembra Michele. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;