Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Linha 18 terá R$ 520 mi em 2015

Orlando Filho/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Valor é separado no Orçamento para 1º ano de obras
físicas do 1º modal a sair da Capital e chegar à região


Raphael Rocha
Do Diário do Grande

22/12/2014 | 07:00


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), reservou R$ 520,3 milhões do Orçamento de 2015 para execução de obras da Linha 18-Bronze (Tamanduateí-Djalma Dutra), a primeira a sair da Capital e que justamente chegará ao Grande ABC.

O recurso está presente na peça orçamentária aprovada na semana passada pelos deputados estaduais na Assembleia Legislativa – o montante total do Orçamento do Estado é R$ 204 bilhões para o próximo ano.

Os R$ 520,3 milhões servirão para impulsionar as obras da Linha 18-Bronze no ano em que será colocada em prática a etapa física da intervenção. Por enquanto, somente base técnica e algumas desapropriações foram acertadas entre o governo do Estado e o Consórcio ABC Integrado, vencedor da licitação e composto pelo grupo Primav (do qual fazem parte a empreiteira CR Almeida e a EcoRodovias) e pelas construtoras Cowan, Encalso e Benito Roggio.

No total, a primeira linha a sair da Capital custará R$ R$ 4,26 bilhões. A quantia é fatiada entre governo do Estado e União (R$ 1,92 bilhão) e setor privado (outro R$ 1,92 bilhão), já que o modelo escolhido de edital foi PPP (Parceria Público-Privada). Alckmin prevê R$ 407 milhões em desapropriações. A previsão de entrega é fim de 2017.

No modal de monotrilho, a Linha 18-Bronze terá 15,7 quilômetros de extensão, passando por São Paulo, São Caetano, Santo André e São Bernardo – segunda fase do plano, em estudo no governo do Estado, levaria o Metrô ao Grande Alvarenga, em São Bernardo. A fase inicial tem 13 estações, 33 trens, com previsão de atendimento de 377 mil passageiros por dia.

De acordo com a Secretaria do Estado de Planejamento, investimentos em Metrô somarão R$ 3,95 bilhões para o próximo ano, confirmando promessa de campanha de Alckmin de destinar aporte maciço ao transporte sobre trilhos na Região Metropolitana.

A Linha 6-Laranja (Brasilândia-São Joaquim) tem reservada no Orçamento R$ 488 milhões para 2015. Projeto para construção da Linha 20-Rosa (Lapa-Moema) terá aporte de R$ 2 milhões.

Ainda segundo dados da Pasta de Planejamento, a Linha 5-Lilás (Adolfo Pinheiro-Chácara Klabin) receberá R$ 1,7 bilhão, o maior volume projetado. Expansão e manutenção da Linha 2-Verde (Vila Madalena-Vila Prudente) terá R$ 698 milhões. A Linha 17-Ouro (Jabaquara-São Paulo Morumbi) abocanhará R$ 582 milhões. A Linha 4-Amarela (Luz-Butantã) conquistará R$ 280 milhões.

CPTM

Obras de modernizaçãoda Linha 10-Turquesa (Brás-Rio Grande da Serra) também estão inclusas no Orçamento de 2015. Estado prevê aportar R$ 14,9 milhões em intervenções, que englobarão obras civis, implantação de sistemas, reaparelhamento técnico e operacional, modernização das estações e inserção urbana. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Linha 18 terá R$ 520 mi em 2015

Valor é separado no Orçamento para 1º ano de obras
físicas do 1º modal a sair da Capital e chegar à região

Raphael Rocha
Do Diário do Grande

22/12/2014 | 07:00


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), reservou R$ 520,3 milhões do Orçamento de 2015 para execução de obras da Linha 18-Bronze (Tamanduateí-Djalma Dutra), a primeira a sair da Capital e que justamente chegará ao Grande ABC.

O recurso está presente na peça orçamentária aprovada na semana passada pelos deputados estaduais na Assembleia Legislativa – o montante total do Orçamento do Estado é R$ 204 bilhões para o próximo ano.

Os R$ 520,3 milhões servirão para impulsionar as obras da Linha 18-Bronze no ano em que será colocada em prática a etapa física da intervenção. Por enquanto, somente base técnica e algumas desapropriações foram acertadas entre o governo do Estado e o Consórcio ABC Integrado, vencedor da licitação e composto pelo grupo Primav (do qual fazem parte a empreiteira CR Almeida e a EcoRodovias) e pelas construtoras Cowan, Encalso e Benito Roggio.

No total, a primeira linha a sair da Capital custará R$ R$ 4,26 bilhões. A quantia é fatiada entre governo do Estado e União (R$ 1,92 bilhão) e setor privado (outro R$ 1,92 bilhão), já que o modelo escolhido de edital foi PPP (Parceria Público-Privada). Alckmin prevê R$ 407 milhões em desapropriações. A previsão de entrega é fim de 2017.

No modal de monotrilho, a Linha 18-Bronze terá 15,7 quilômetros de extensão, passando por São Paulo, São Caetano, Santo André e São Bernardo – segunda fase do plano, em estudo no governo do Estado, levaria o Metrô ao Grande Alvarenga, em São Bernardo. A fase inicial tem 13 estações, 33 trens, com previsão de atendimento de 377 mil passageiros por dia.

De acordo com a Secretaria do Estado de Planejamento, investimentos em Metrô somarão R$ 3,95 bilhões para o próximo ano, confirmando promessa de campanha de Alckmin de destinar aporte maciço ao transporte sobre trilhos na Região Metropolitana.

A Linha 6-Laranja (Brasilândia-São Joaquim) tem reservada no Orçamento R$ 488 milhões para 2015. Projeto para construção da Linha 20-Rosa (Lapa-Moema) terá aporte de R$ 2 milhões.

Ainda segundo dados da Pasta de Planejamento, a Linha 5-Lilás (Adolfo Pinheiro-Chácara Klabin) receberá R$ 1,7 bilhão, o maior volume projetado. Expansão e manutenção da Linha 2-Verde (Vila Madalena-Vila Prudente) terá R$ 698 milhões. A Linha 17-Ouro (Jabaquara-São Paulo Morumbi) abocanhará R$ 582 milhões. A Linha 4-Amarela (Luz-Butantã) conquistará R$ 280 milhões.

CPTM

Obras de modernizaçãoda Linha 10-Turquesa (Brás-Rio Grande da Serra) também estão inclusas no Orçamento de 2015. Estado prevê aportar R$ 14,9 milhões em intervenções, que englobarão obras civis, implantação de sistemas, reaparelhamento técnico e operacional, modernização das estações e inserção urbana. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;