Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Paraolimpíada tem início amanhã
com 15 atletas da região

Matsul Mikihito/ CPB Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Montante corresponde a 5,7% da delegação de 260 esportistas que representarão o Brasil em Tóquio; País vai buscar recorde de pódios


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

23/08/2021 | 00:01


Começam amanhã os Jogos Paraolímpicos de Tóquio e, em meio às competições, diversas histórias de superação, perseverança e resiliência. O Brasil, depois de perder uma posição no quadro de medalhas na Rio-2016 (oitavo, apesar do recorde de 72 pódios, com 14 ouros) em relação a Londres-2012 (sétimo, com 21 douradas), buscará – no mínimo – ter desempenho similar. Para isso, levará ao Japão delegação composta por 260 atletas (número que inclui guias, calheiros, goleiros e timoneiro), sendo 164 homens e 96 mulheres. Do total, 15 têm ligação com o Grande ABC, o que corresponde a 5,7% de representatividade. Curiosamente, no Rio de Janeiro a região mandou 16 para-atletas, porém o percentual foi ligeiramente inferior: 5,6% dos 285 competidores.

Campeão paraolímpico no Rio, o andreense Alessandro Gigante, que reside em Mauá, buscará novamente subir ao pódio no lançamento de disco. Santo André ainda será representada por Lucas Lima (atletismo – 100 m e 400 m), Marco Aurélio Borges (arremesso de peso), ambos estes que treinam na unidade do Sesi na cidade.

Já São Caetano enviará quatro esportistas que treinam no Iema (Instituto Elisângela Maria Adriano), casos de Marivana da Nóbrega (arremesso de peso), Raissa Rocha Machado (lançamento de dardo), João Victor de Souza (lançamento de disco) e Julio Cesar Agripino (atletismo – 1.500 m), este que é nascido em Diadema. Outra representante são-caetanense é a catarinense Bruna Alexandre (tênis de mesa), que treina no município, enquanto Heriberto Roca (tiro com arco) e André Grizante (ciclismo), nasceram na cidade.

São Bernardo terá três atletas que fazem seus treinamentos no município, casos de Debora Benevides e Luís Carlos Cardoso, ambos da paracanoagem, e Silvânia Costa de Oliveira (atletismo – 100 m e salto em distância). Por fim, Mauá terá dois atletas que nasceram por lá: Michel Gustavo Abraham de Deus (salto em distância), que reside em Rio Grande da Serra, e a campeã paraolímpica nas duplas mistas da Rio-2016 Evelyn de Oliveira (bocha). Ela, inclusive, será a porta-bandeira do Brasil na cerimônia de abertura, amanhã. A mauaense frisou que não será fácil conquistar o bicampeonato. “A briga vai ser boa. Como todos os competidores usarão praticamente o mesmo equipamento, no final, a habilidade e o mental farão a diferença.”

PASSOU POR AQUI
O mesa-tenista Israel Stroh, formado em jornalismo na Universidade Metodista, em São Bernardo, celebrou o primeiro contato com o emblemático ginásio metropolitano de Tóquio, construído para os Jogos de 1964. “O local é emblemático e estamos curiosos de botar o pé lá (área dos jogos) e começar a escrever a nossa história. Já dá para sentir os ares do que a gente vai sentir realmente depois”, contou o atleta. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;